CPI da Petrobras define data para ouvir Vaccari Neto, tesoureiro do PT

CPI da Petrobras antecipa para 9 de abril depoimento do tesoureiro do PT

Da Agência Câmara

A CPI da Petrobras antecipou para o dia 9 de abril o depoimento do tesoureiro do PT, João Vaccari Neto. Vaccari é processado por lavagem de dinheiro pelo Ministério Público Federal e é apontado por delatores do esquema de desvio de dinheiro da Petrobras como arrecadador de propinas de empresas contratadas pela estatal. A data original que havia sido acertada entre o relator da CPI, deputado Luiz Sérgio (PT-RJ), e o presidente da comissão, deputado Hugo Motta (PMDB-PB), era o dia 23 de abril.

A mudança foi anunciada pelo vice-presidente da CPI, deputado Antônio Imbassahy (PSDB-BA). “A meu ver, o presidente em exercício está fazendo uma mudança para pior”, reagiu Luiz Sérgio. “Vamos ouvir o tesoureiro do PT antes de ouvir algum empresário”, acrescentou. Para Luiz Sérgio, a troca de data é uma manobra para fazer “propaganda” de uma manifestação contra o governo marcada para o dia 12 de abril.

O presidente do BNDES, Luciano Coutinho, será ouvido no dia 16 de abril. O BNDES financiou a criação da empresa Setebrasil, formada para construir sondas de perfuração do pré-sal.

Propinas

Segundo o ex-gerente de Tecnologia da empresa, Pedro Barusco, Vaccari teria recebido algo entre 150 e 200 milhões de dólares, dinheiro que seria destinado ao PT. Vaccari nega qualquer envolvimento, assim como o PT. 

Nos depoimentos que prestou à Justiça Federal, Barusco disse que metade da propina recebida das empresas era destinada a ele e a Renato Duque, ex-diretor da Petrobras ao qual ele era subordinado, e a outra metade ficava com Vaccari.

Leia também:  Xadrez da Antologia da ignorância institucional: o sistema judicial, por Luis Nassif

Barusco apresentou à Polícia Federal planilhas que ele identificou como sendo de propinas pagas. Em planilhas relativas a propinas pagas pelos estaleiros Jurong e Kepel Fels, Vaccari é identificado com a sigla “Moch”, que, segundo Barusco, significa “mochila”. De acordo com os depoimentos, Vaccari teria recebido do estaleiro Kepel Fels 4,5 milhões de dólares até março de 2013.

Ainda de acordo com os depoimentos de Barusco, havia um acordo de pagamento de propina de 1% para os contratos entre a Setebrasil e os estaleiros – percentual reduzido depois para 0,9%. Essa combinação teria sido feita entre Barusco, João Vaccari Neto e os estaleiros.

A propina seria distribuída da seguinte maneira: 2/3 para Vaccari e 1/3 para a “Casa” – ou seja, para os diretores da Setebrasil: Barusco, João Carlos de Medeiros Ferraz (presidente da Setebrasil) e Eduardo Musa (diretor de Participações). A propina destinada a Vaccari teria origem, segundo ele, nos contratos firmados entre a Setebrasil e os estaleiros Atlântico Sul, Enseada do Paraguaçu, Rio Grande e Kepel Fels.

Campanha presidencial

Em depoimento à CPI, Barusco disse que a propina paga a Vaccari em 2010 foi destinada à campanha presidencial. Ele se referia à quantia de 300 mil dólares que teria sido paga a Vaccari pelo empresário Júlio Faerman, representante da empresa holandesa SBM Offshore, como “reforço” de campanha eleitoral.

Vaccari também foi apontado pelo doleiro Alberto Youssef, outro delator do esquema, como destinatário de propinas de empresas contratadas pela Petrobras. Vaccari, por meio de seus advogados, negou todas as acusações. O PT, por meio de nota oficial, nega que qualquer recurso ilegal tenha sido repassado ao partido.

13 comentários

  1. Empreiteiras da Lava Jato vão construir Linha 6 para Alckmin

    Algo a ser dito. Empreiteiras da Lava Jato vão construir a Linha 6 do metrô para Alckmin. Enquanto isso, as obras que elas estavam executando para a Petrobras foram paralisadas.

    https://qibrasil.wordpress.com/

  2. Eles podem ir enfiar sua

    Eles podem ir enfiar sua mentirada sobre Vaccari em algum lugar aonde o sol nao bate?  Eh pedir demais?

  3. Já estampam os jornais de

    Já estampam os jornais de hoje(sem esconder a alegria) que o herói,digo, doleiro Alberto Youseff na última sessão da delação espremida, digo, premiada, entregou uma grana(para o Estadão, 800 mil; para a Folha 400 mil) na própria sede do PT em São Paulo. Coisa grotesca, não? Daria um belo roteiro para um filme. Daí minha desconfiança. 

    Sei não….Será que  o Vaccari andou fazendo peraltices usando o nome do partido? Deduzo isso porque seria o extremo, o cúmulo, o ápice, da burrice o PT, como partido, estar por trás dessas negociatas. Recuso-me a acreditar nessa hipótese. 
     

     

     

    • O que me chama a atenção, é o

      O que me chama a atenção, é o fato que esta raposa/bandido não ter (no minimo) a data deste tal pagamento. Os operadores do tipo youssef jamais deixariam de anotar no seus “caderninhos”  a data e a quantia exata de uma transação destas, ainda mais quando lidando com políticos. Agravante, é do PT! Tem mais, quando e a onde ele pegou este dinheiro em especie? Todo saque em dinheiro acima de 10 mil (se não me engano) exige identificação junto ao BC ficando facil de rastrear, mas  quem sabe ele (youssef) tinha uma autorização da Casa da Moeda para imprimir dinheiro no seu escritório!

      Pode se preparar meu caro JB, vai ser uma AP padrão a 470, nenhuma prova cabal, mas não precisa, ele é do PT!

      Farão uso das seguintes frases ““Não tenho prova cabal contra Vaccari – mas vou condená-lo porque a literatura jurídica me permite”  ou esta perola do GM  “Não se torna necessário que existam crimes concretos cometidos BASTA SER DO PT” (o complemento é de minha autoria, mas vai valer). 

       

      • Fé Pública

        O cara diz que “deixou na porta” do PT. Como ele passou a ter fé pública, concedida pela república do Paraná desde que suas denúncias sejam dirigidas ao partido, estamos diante de uma nova “verdade”.  

  4. Se já está “processado por lavagem de dinheiro”

    Se já está “processado por lavagem de dinheiro pelo Ministério Público Federal”, certamente terá direito a “permanecer em silêncio” conforme a garantia constitucional…

    Talvez seja isso mesmo o que queiram os seus detratores: Quem cala, não esclarece.

    • A meu ver, com o baixo nível

      A meu ver, com o baixo nível do nosso congressistas(nos aspectos intelectual e moral) essas CPIs se tornam apenas espetáculos circenses. Só que sem a pureza desse tipo de entretenimento. 

       

      • Não sei se você assistiu ao

        Não sei se você assistiu ao “depoimento” do Duque… Eu jamais tive ocasião de assistir “espetáculo” mais deprimente (se é que de circo se trata), ao longo dos meus já alguns anos. Em dado momento, e de modo que me pareceu absolutamente sincero, o depoente expõe o seu sentimento de “o quanto é dificil permanecer calado” (obviamente por assim não poder contestar às claras provocações)… A interpretação que foi dada ao seu desconforto é que estaria “sendo irônico e desrespeitoso com a casa”.

        Diante da sua opção por essa linha de defesa, já que “investigado” , foi submetido a um verdadeiro linchamento moral.

        Não espero melhor conduta em relação ao Vaccari e nem espero que se disponha a declarar.

        Será outro “espetáculo” inútil e desgastante, sem qualquer utilidade que não a de hostilizar.

  5. DOLEIRO REFAZ ACUSAÇÕES E

    DOLEIRO REFAZ ACUSAÇÕES E fala que entregou dinheiro ao Vaccari do PT de São Paulo e relembrou de tudo isso QUASE um ANO DEPOIS das investigações iniciadas com uma RIQUEZA de detalhes e nomes, sendo isso tudo NUM SIMBÓLICO DIA 31 DE MARÇO!

    ESSA OPOSIÇÃO DIREITISTA está de bricadeira!

    Acho que só acaba quando a Dilma der um murro em cima da mesa e falar BASTA!

    Esses procuradores são uns irresponsáveis!

    http://oglobo.globo.com/brasil/doleiro-diz-que-propina-foi-entregue-na-porta-do-diretorio-nacional-do-pt-em-sao-paulo-15743794

  6. Entao estamos assim nas mãos
    Entao estamos assim nas mãos de santos, a começar pela Câmara do agora “impoluto” Eduardo Cunha que produziu este artigo. Interessante se notar que notorios ladroes publicos como a propria Globo, o santo Youssef na verdade um operador tucano e outros rabulas como ze agrupino e caiado sentem espasmos ao criminalizar as doações ao PT quando nao ha diferenca entre as doacoes feitas a este partidos e os demais. E o Stf com a faca no pescoço deixa correr solto esses abusos que estao sendo praticados nao em nome da boa justiça mas sob a bandeira do Direito Penal do Inimigo. Aos amigos do Psdb toda a proteção http://paulomoreiraleite.com/2015/03/30/e-agora-sergio-moro/

  7. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome