Cunha, a “palavra final” da propina, por Fernando Brito

 
Do Tijolaço
 
 
Por Fernando Brito
 
Ainda bem que o José Simão já inventou a expressão que diz que o Brasil é o “país da piada pronta”.
 
Eu ia escrever sobre o prêmio de “gestão hídrica” ganho ontem pelo governador Geraldo Alckmin quando me atropela a manchete dos sites de notícia: Eduardo Cunha dava a palavra final na propinagem na diretoria internacional da Petrobras.
 
Então, ficamos assim: é Eduardo Cunha quem decide se acata e põe em votação os pedidos de impeachment de Dilma Rousseff por conta da corrupção na qual ele, Cunha, dava “a palavra final”.

 
Então, com sua maioria da Câmara, afasta Dilma, contra quem não pesa nenhuma acusação pessoal, e segue no comanda da Câmara, apesar de estar nominado por cidadãos confessos como o “chefe” da  patranha.
 
E aí ela vai a julgamento num Senado onde quase 20% (13 senadores) dos que a julgarão são acusados pela Procuradoria Geral da República.
 
Será que é preciso dizer que é  risível – e trágico – o que está acontecendo com o bom senso neste país?

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

3 comentários

  1. O ódio cega

    Entre outras coisas, o ódio cega!

    À parcela ponderada da sociedade brasileira, na sua gana para apear o PT do poder, e por isso agora imponderada, vale qualquer coisa. Qualquer coisa! A turma da Casa Grande – a real e a auto imaginada – não perdoa a performance política dos pés raspados; por isso, fará qualquer coisa pra tirar “essa raça do poder pelos próximos trinta anos”. A classe média, quase toda, espuma de raiva; ela que cresceu vigorosamente nos governos do PT agora dá a paga: espuma de raiva. E faz a festa da velha máquina de corrupção, porque, quanto mais frágil o governo, mais a ladroagem de fato se dá bem.

    A velha história se repete: otários magistralmente manipulados por espertalhões a fazerem absurdos movidos pelo ódio. Sem a menor lógica, ressalve-se.

  2. se acontecer…

    o Brasil vai se torna, e será colocado pelas mesmas pessoas que fizeram acontecer, entre os países mais violentos e corruptos do planeta

    reparem no seguinte:

    os que querem que aconteça, sempre atuaram como cabeças principais da enganação

    intenção é mesmo parar tudo para se livrarem das merdas que fizeram

    e isto só se consegue com o país e suas principais instituições sendo atacadas ou defendidas

    integridade física de qualquer cidadão, liberdade e direitos básicos deixarão de ser garantidos pelo Estado

  3. Piadas de mau gosto

    O prêmio ao alkmista e EC na presidência da Câmara são duas das piores piadas que já vi na vida…

    Trágico é o nível dos eleitores brasileiros que elegem pessoas do nível do EC, Aécim, Nosferatu, Agripino, Carlos Sampaio, Bolsonaro e outros similares.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome