Depoimento de Paulo Roberto Costa à CPI da Petrobras acontece nesta terça

Jornal GGN – Está programado para esta terça-feira (10), às 10h15, o depoimento do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, à CPI instaurada no Senado para apurar irregularidades supostamente cometidas pela estatal. O ex-dirigente – preso na Operação Lava Jato, mas já em liberdade por determinação do Supremo Tribunal Federal – deve depor a respeito da compra da Refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, e as obras da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco.

A CPI mista, formada por senadores e deputados, também para investigar a Petrobras, aprovou a ida de Paulo Roberto Costa ao Congresso para falar do mesmo tema. Além dele, o doleiro Alberto Youssef – preso na operação da Polícia Federal – e mais dirigentes da estatal devem participar das oitivas.

Até agora, o Senado já colheu depoimentos de figuras como a presidente da Petrobras, Graça Foster, do ex-presidente Sérgio Gabrielli e do ex-diretor da área internacional da companhia, Nestor Cerveró. Todos abordaram a compra de Pasadena – tentanto desmistificar que a refinaria tenha sido um mau negócio na época da aquisição, em 2006 – e as construção de refinarias no Nordeste brasileiro.

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo no início de junho, Paulo Roberto Costa assegurou que não houve superfaturamento nas obras de Abreu e Lima. O ex-executivo declarou ainda que recebeu do doleiro Alberto Youssef, em 2013, uma proposta para prestação de consultoria, pois o doleiro estava comprando a empresa Ecoglobal, que assinaria um contrato com a Petrobras. Pelo serviço de consultoria, Paulo Roberto disse ter recebido R$ 300 mil.

O presidente da CPI mista da Petrobras e da CPI que corre somente no Senado, Vital do Rêgo (PMDB), disse que nos próximos dias divulgará o calendário dos trabalhos junto à Câmara para o período da Copa do Mundo.

A oposição ao governo Dilma Rousseff, que esvaziou a CPI no Senado por ser minoria, avisou que não vai acompanhar o depoimento de Paulo Roberto Costa. A ala acompanha, com pessimismo, os trabalhos na CPI mista, apenas.

Com Agência Senado

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome