Imprensa deturpa declarações de Barusco

O ex-gerente defendeu a Sete Brasil, afirmando que a propina “não inviabilizava ou tirava o mérito do projeto”
 
 
Jornal GGN – A delação do ex-gerente da Petrobras, Pedro Barusco, à CPI na Câmara dos Deputados não havia terminado e os principais jornais já manchetavam distorções: “Barusco diz que propina passou a ser institucionalizada em 2004”, publicou a Folha, e “Propina passou a ser ‘institucionalizada’ a partir de 2004, afirma ex-gerente à CPI”, publicou o Estadão. Não foi, entretanto, o que Barusco delatou.
 
Folha e Estadão manchetam distorções
A informação, ao contrário, foi divulgada por um dos deputados. Ao formular a pergunta, disse que o ex-gerente teria afirmado – em delação premiada à equipe de investigação da Lava Jato, do MPF e PF do Paraná – que a institucionalização das propinas ocorreu a partir de 2003. O deputado então questionou se alguém foi designado para essa institucionalização.
 
Pedro Barusco respondeu: “não foi que houve a institucionalização, mas quando eu entrei, em 2004, quando eu percebi, já vi que era institucionalizado, porque nos contratos sempre havia um percentual destinado à propina. Tinha na área do Paulo Roberto, na do Renato Duque”.
 
Apesar da informação, o deputado Bruno Araújo (PSDB-PE), que foi o próximo a falar, utilizou o seu tempo de perguntas para explanar a sua visão sobre a investigação. Apresentou dados do esquema, criticou o PT, e afirmou que as declarações de Barusco mostravam como o esquema passou a ser institucionalizado a partir de 2004, ainda que o ex-gerente da Petrobras não tenha afirmado isso.
 
Sete Brasil
 
Durante as perguntas da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), Barusco defendeu o projeto da Sete Brasil e também desmentiu que a empresa teria sido criada só para receber propina. Disse ter conhecimento de 90 contratos que houve o desvio de recursos, enquanto foi executivo da estatal. Mas que a propina “não inviabilizava ou tirava o mérito do projeto”.
 
“O projeto da Sete Brasil, a estruturação, foi muito bem feito, muito bem elaborado. O problema que houve foi o pagamento de propina. (…) A Sete, o projeto, é muito interessante, inteligente, só que era muito dependente do financiamento do BNDES. E, com a descoberta de que houve pagamento de propina nos contratos, os agentes financeiros se retraíram e se não houver o aporte previsto, a Sete pode realmente quebrar e não ter condições de honrar os compromissos”, disse Barusco, preocupado.
 
E voltou a defender: “tem que separar o que houve de errado. Eu, inclusive, mostrei o que houve de propina: no máximo R$ 10 milhões, e isso parou. Mas só de [contratos de] construção foram R$ 20 bilhões, [contratos] de operação R$ 80 bilhões [de lucro]. Além de uma geração de emprego enorme que tá sendo ameaçada por um pagamento de propina de R$ 10 milhões”, ressaltando que, apesar de grande o desvio, é pequeno diante dos lucros e benefício à econômia.
 
Também negou que a sua indicação para direção da Sete Brasil tenha sido proposital para a propina. “Eu tinha acabado de me aposentar, quem me indicou foi a Petrobras”. Quando citado a influência do diretor de Serviços no cargo, Barusco disse: “isso que eu não sei indicar, a Petrobras me indicou. Quem foi a pessoa, quem defendeu a minha colocação, eu acho que foi o Renato Duque e o Gabrielli [ex-presidente da Petrobras], mas era difícil achar outra pessoa [para ser presidente da Sete Brasil]. Foi uma coisa natural, eu participei desde o início [da formação da Sete]”.
 
PT
 
Barusco afirmou que não tinha contato com Delúbio Soares ou com José Dirceu, que chegou a encontrar e conversar com o último em reuniões e jantares de amigos em comum. “Teve um casamento, teve um jantar na casa de amigo em comum, um outro jantar na casa de outro amigo em comum, resume-se a isso”, afirmou.
 
Ao explicar porque descreveu o esquema de corrupção da Petrobras como sistêmico, na delação premiada, afirmou que se referia a 2008, quando “nos contratos, de algumas empresas, já estava embutido o pagamento de propinas, já estava sistematizado, de modus operandi”. “Era o dia a dia dessas empresas”, disse.
 
Mais cedo, Pedro Barusco contou que começou a receber propina em 1997, que a partir de 2004, quando já ocupava o cargo de executivo, tinha “o pagamento quase que automático”.
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  PGR determina que Ministério da Saúde instaure inquérito sobre caos no Amazonas

83 comentários

  1. Interessante

    “Pedro Barusco respondeu: “não foi que houve a institucionalização, mas quando eu entrei, em 2004, quando eu percebi, já vi que era institucionalizado”

    Pode ter começado em 2004, 2003, 2002, 1964, 1951…

  2. O que é ser

    O que é ser “instucionalizada”? A propina estava arrolada nos manuais de operação da Petrobrás? Se um diretor, um chefe de carteira do Bradesco, por exemplo, monta um esquema particular de propina esta passar a condição de “institucionalizada” na empresa Bradesco? 

    Entendo o que os manipuladores da mídia querem: incutir na mente dos leitores, incautos ou não, que a propina era oficial e que permeava toda a cadeira hierárquica e funcional da Petrobrás. Desde a chefe maior, presidente da República, passando pelo ministério das Minas e Energia, presidente da Petrobrás………..até chegar ao pobrazinho(oh coitado!) do Barusco. Este e os diretores Duque e Roberto Costa, meros larapiozinhos num esquema complexo. 

    O intragável deputado Carlos Sampaio é tão sabidinho: cria a “teoria” dele aí pergunta para o depoente se este concorda com ela. 

    • A partir do momento em que o

      A partir do momento em que o valor da propina deixa de ser “pessoal” para fazer parte da regra do jogo ela se torna “institucionalizada”. Institucionarlizar algo é dotá-la de regras próprias, conhecidas e previsiíveis. Não significa a distribuição sobre cargos e funções.

      • Obrigado pela ajuda, amigo.

        Obrigado pela ajuda, amigo. Isso já era sabido, por óbvio. Quis apenas alertar que NÂO SERÁ NESSE SENTIDO que os divulgadores de desgraças e manipuladores, no caso a mídia parcial e compromissada, repassarão para sua clientela. 

      • M.C,(Mister Chato).
        Tua

        M.C,(Mister Chato).

        Tua trollagem está ficando chatinha, chatinha. Sugiro outros truques para apareceres mais. Que tal, por exemplo, uma contribuiçãozinha com pelos menos cinco linhas de algo que se aproveite?

  3. Curso de audição!

    Porque de interpretação de texto já era….. eu ouvi o depoimento, e claramente Barusco disse que em 97 era propina pessoal entre ele e empresas, a partir de 2003 já haviam percentuais, empresas e recebedores definidos.

    Agora entendo porque não enxergam a realidade….

    • Eu não ouvi, mas acredito nas aspas da equipe GGN.

      E segundo informou o depoente, quando ele entrou em 2004, já estava institucionalizado. Jà estava! Ele não afirma que começou em 2003, quem insinou foi o deputado tucano (oh! novidade). Posso estar errado, mas não me parece que foi a equipe de redação que não sabe interpretar. Na verdade tem gente que quer interpretar à sua conveniência, tipo assim, FHC.

    • Ele disse claramente que ele

      Ele disse claramente que ele recebia individualmente antes e quando mudou de diretoria percebeu que já estava institucionalizado, mas não sabia quando começou, ou seja ele percebeu em 2004.

      Agora, trace um paralelo com a quebra do monopólio e a lei que desobrigava as licitações e você poderá ter boas conclusões, sobre o tempo que demorou a maturação dessa institucionalização.

      Não quero aqui insinuar que foram feitas com esse intuito, apenas mostrar que abriu um flanco para corruptos e corruptores aumentarem sua atuação, sem contar o número de obras que aumentou muito no período em que a Petrobas saiu de um lucro de 4 bilhões ano, para mais de 12, um prato cheio pra eles.

      • Você assistiu mesmo ao
        Você assistiu mesmo ao depoimento, pelo jeito parece que não. Ele diz estava “institucionalizado” depois, quando perguntado uma segunda vez, foi uma resposta mais açodade, menos precisa.

    • “A forma mais ampla, em
      “A forma mais ampla, em contato com outras pessoas da Petrobras, de uma forma mais institucionalizada, foi a partir de 2003, 2004. Não sei precisar exatamente a data, mas foi a partir dali”

      Eu também assisti. Ele foi cristalino em dizer que a coisa ficou sistemática entre 2003 e 2004.

  4. O Carnaval não acabou. Se
    O Carnaval não acabou. Se fosse sério o Congresso Nacional teria interrompido os trabalhos desta CPI para revogar os mandatos do Presidente da Câmara e do Senado, ambos denunciados por corrupção. Se fosse séria era isto que a imprensa estaria exigindo neste momento.

    • maravilhosamente bem definido…

      realmente tudo isso é um Carnaval……………………………e a mídia sempre se deu bem com futebol, carnaval e política

      fosse com seriedade realmente, já teriam fechado as portas ou interrompido tudo para colaborar com a Justiça

  5. Isso! Pode ter começado com

    Isso! Pode ter começado com Cabral…

    Negação, raiva, tristeza e aceitação.

    Não adianta o cara confessar e assinar que havia uma holding especializada na espoliação da Petrobrás pelo PT e PMDB, incrível!

    Calma, ainda há um Belomonte de obras e estatais, literalmente, segundo executivo da Camargo Correa, para serem “deturpadas”.

    Esperem a cereja no bolo, o BNDES, vai ter esqueleto caindo de tudo que é armário!

    • troll a pagamento, e que pessimo investimento

      E as virgens do lupanar psdb? O mc garante a ilibada conduta, então tá.

      Tá na lista do hsbc? Acho que não, muito bagrinho por lá estar, mas bastante bobo por defender quem nela está.

    • troll a pagamento, e que pessimo investimento

      E no hsbc não vai nada?

      Tá na lista do hsbc? Acho que não, muito bagrinho por lá estar, mas bastante bobo por defender quem nela está.

    •  
      “Calma, ainda há”

       

      “Calma, ainda há” o Trensalão, lista de Furnas, Aecioporto, concessões das estradas de SP (uma verdadeira caixa preta esperando ser aberta, Camargo Correa etc..), crise da agua SABESP. Não vou nem mencionar era FHC! 

      Imagine se o MP e PF tivesse o apetite de pegar o PSDB que tem em pegar o PT, imagine!

      Imagine se o PT tivesse a PODEROSA arma (MIDIA) que a Direita possui, imagine!

       

      • apesar de estarmos falando de

        apesar de estarmos falando de unidades diferentes(milhões x bilhões, 1B=1000M), quero todos apurados.

  6. Merece explicar melhor.

    Em 97 recebia isoladamente, mas em 2003, 2004 estava institucionalizado. Bom daí se supõe que entre 97 e 2004 ocorreu a institucionalização. Gradualmente. Ou seja, começou no gov. FHC e já estava institucionalizado no  gov Lula.

      • boa tarde, drigoeira…………….permita-me acrescentar

        considero como sendo maior erro do PT o fato de demorarem para sair dessa “missão impossível” de querer defender o indefensável………………………..

        missão principal deveria ser mostrar para toda sociedade que o PSDB também participou disso tudo, e não só ele, todos os partidos

    • perfeitamente…

      é por isso que acredito que não existem santinhos nessa parada………………………

      todos sempre conheceram a fonte da doação, propina

      do contrário não brigariam entre si para terem um representante em cada fonte

      • Só vale lembrar que os

        Só vale lembrar que os partidos de oposição e a mídia, através de seus editoriais, são contra a proibição de doações de empresas às campanhas eleitorais, e o Ministro Gilmar Mendes não devolve o processo já decidido pelo fim das doações de empresas, por aí dá pra ver que estão pouco preocupados com o fim da corrupção, só querem mesmo é voltar ao poder, porque corrupção boa é quando você está no poder e com a mídia dando sustentação para criar clima de calmaria. E justiça seja feita, o PT é a favor do fim de doações privadas para campanhas eleitorais.

  7. corrupção e provas…

    vergonhoso é muitos se defenderem exigindo provas

    será que não sabem que para a corrupção não deixar provas é preciso que todos sejam corruptos?

    a mim nunca enganaram com esse papo de doação legal……………………………

    reparem como se complicam por livre e espontânea vontade, porque uma vez provada a propina, a lista de doações legais que fizeram por obrigação só reforça e confirma

    • Corrupção

      Acho interessante essa questão de financiamento das campanhas. Qual dos grandes partidos não teve grana das grandes empreiteiras? Todos. E, portanto, todos estão na mesmo situação, são suspeitos, é isso mesmo suspeitissimos,  pois esse financiamento nunca foi por opção ideologica ou politica, mas sim, faz parte do é “dando que se recebe”.

  8. O cara sempreu roubou em

    O cara sempreu roubou em proveito próprio.

    Os únicos bandidos nessa história são os diretores, empregados concursados que roubaram para si, e os jornalistas da imprensa corrupta que assola o país. São os piores bandidos pois usam concessões públicas para disseminar a mentira o ódio e a discórdia, além de não informar absolutamente nada aos seus leitores e ouvintes.

  9. Compilação
    O que ele disse é que em 2004 já estava institucionalizado, não que passou a ser institucionalizado. Mesmo assim, causa espécie o fato de que ele se lembra de tudo após 2004, mas antes, convenientemente e em conluio com os interesses golpistas da Mídia e Judiciário, ele esqueceu ou usa o álibi da “investigação em curso”, argumento que valeria também para justificar seu silêncio com relação aos negócios firmados a partir de 2004.  O Globo já vincula uma doação que Barusco diz ter feito ao PT em 2010 à campanha de Dilma na época; eles em tudo vislumbram um precedente para um processo de impeachment, só que não tem provas a apresentar, só o que o cara falou sob determinada pressão servindo a mais determinados ainda interesses.  Aqui no Rio de Janeiro, na verdade, só existe um jornal, O Globo. Todos os demais são dele derivados, à exceção de O Dia, que, ademais, segue a linha e, sobretudo, ninguém sabe, ninguém lê.  As pessoas fingem que não sabem, mas para qualquer contrato em qualquer empresa de média para grande há comissões, favorecimentos, propinas, percentagens, favores especiais, o diabo.  A coisa é mais simples: não existe capitalismo sem corrupção. Onde há dinheiro, há propina, há relações de interesse que se desdobram politicamente e mantém estruturas partidárias para favorecer negócios com os governos nos três níveis (municipal, estadual e federal), que é onde estão os melhores negócios, as maiores escalas.  Se varrerem todas as contas nesses três níveis descobrirão uma montanha quase infinita de comissões, propinas, etc.  Mas rasgar a fantasia ninguém quer… tá cheio de canalha posando de probo por aí, a começar pela família Marinho e seus sabujos. É de dar nojo. Imagine qualquer Departamento de Compras da TV Globo… o que deve rolar de comissões por ali, testes de sofá, etc.

     

  10. propina virou rubrica?

    Quer dizer que nos contratos da Petrobras com as empreiteiras havia uma rubrica denominada Propina e ainda com o nome do beneficiado? kkk

    Se for para ser institucionalizado, então tem que ser escrito exatamente assim: p-r-o-p-i-n-a. Usar a palavra “institucionalizada” fora do seu contexto é como estuprar seu significado (aliás, coisa que não surpreende vindo de onde vem). 

    Estão fazendo isso porque querem reeditar a lógica do mensalão, que, coincidentemente, também era “institucionalizado”. Querem nos fazer crer que o Brasil era uma maravilha com os governos militares e de direita, e que, se havia corrupção, era feita com amadorismo e certa pureza. Agora temos os bandidos profissionais no governo, que institucionalizaram o roubo dos cofres públicos.

    Mas tem que ser muito infantilizado ou muito infeliz para acreditar nesta versão dos fatos. Durante 500 anos mataram, roubaram, enganaram e entregaram as riquezas do Brasil. Quando finalmente se consegue investigar e prender/chegar perto dos verdadeiros mandantes, começam eles mesmos a fazer este movimento de distração da opinião pública. Todo este alarde está sendo feito pelos próprios criminosos e cúmplices, pois sentem a água chegar no pescoço e tentam a todo custo “melar” o trabalho da polícia federal.

  11. O blog fazendo contra-informação. É justo.

    O depoimento de Barusco na CPI da Câmara dos Deputados foi avassaladora, fosse o Brasil um país com Instituições sólidas e testadas, as viaturas da Polícia Federal ja estariam no prédio de Lula em São Bernardo para leva-lo algemado para a prisão.

    150 ou 300 milhões de dollars, que irrigaram os cofres do PT, não é troca de cachaça no bar da esquina, não.

     

  12. Prá não passar

    Prá não passar batido:

    Perguntado se houve direcionamento na licitação das sondas da Sette Brasil (que foi bastante auditada internamente, pelo que se infere do depoimento):

    “Nós adequamos e respeitamos a cláusula dos 55% de conteúdo nacional, e o casco viria de Cingapura. A licitação não foi direcionada… era como se podia fazer, porque, naquele momento, nós [a Petrobrás] ocupamos

    praticamente TODA A CAPACIDADE PRODUTIVA [da indústria] estaleira do Brasil.”

     

    Depois, com clara ironia – não a de ladrão oportunista, mas a de quadro técnico especializado -, “não querer fazer juízo de valor” sobre se a gestão do PT tem sido boa ou má para a Patrobrás…

  13. Acompanhei pelo rádio ao
    Acompanhei pelo rádio ao vivo. Ele disse que em 97 não havia esquema, recebia propina por conta própria e que apartir de 2003 ficou institucionalizado, como um modus operandi.
    Está havendo deturpação aqui, pois ele citou informações importantes sobre o esquema do tesoureiro do pt por diversas vezes, bem como o partido, e isto está sendo ignorado aqui. Não há dúvidas, o pt recebeu uma gorda propina.

  14. Globo não recebe há 3 meses!!!

    Olá Nascif!

    Segue uma dica do Conversa Afiada que pode ser pesquisada (http://www.conversaafiada.com.br/pig/2015/03/08/globo-tres-meses-sem-anuncio-do-governo) ou melhor deve ser confirmada. Com certeza há muitos que lêem este blog que podem certificar as informações do PHA. Ele publicou como fonte anônima!

    Se confirmar, fica claro como a Globo está se sentindo ameaçada, talvez pela primeira vez, por um Governo que prepara a lei de meio de comunicação! 

    Se de fato está ocorrendo, deve também haver algum relatório da Secom que confirme isso…. e aí? algue´m sabe o caminho para investigar?

    Abraço

     

  15. Globo não recebe há 3 meses!!!

    Olá Nascif!

    Segue uma dica do Conversa Afiada que pode ser pesquisada (http://www.conversaafiada.com.br/pig/2015/03/08/globo-tres-meses-sem-anuncio-do-governo) ou melhor deve ser confirmada. Com certeza há muitos que lêem este blog que podem certificar as informações do PHA. Ele publicou como fonte anônima!

    Se confirmar, fica claro como a Globo está se sentindo ameaçada, talvez pela primeira vez, por um Governo que prepara a lei de meio de comunicação! 

    Se de fato está ocorrendo, deve também haver algum relatório da Secom que confirme isso…. e aí? algue´m sabe o caminho para investigar?

    Abraço

     

  16. Safadeza pura

    O Barusco estava ali para acobertar o PSDB e culpar Dilma e, se possível, Lula.

    Vi um pedaço do interrogatório, na hora do almoço. Espantosa a pasmaceira da bancada governista frente ao autoritarismo dos dois deputados que se revezavam na presidência, o tucano Imbassahy e aquele peemedebista gordinho e patife, presidente da CPI.

    E o relator, um petista do Rio, Luiz Sérgio, fazendo o papel de mosca morta, que desempenho!

  17. Ficando estarrecido e indignado

    Me deixa estarrecido e indignado a quantidade de bobagens pronuciadas em comentarios aqui e em outros veículos, quase todos contaminados pelo viés político e em nada focando nas consequencias do que está acontecendo. 

    Estão matando um empreendimento esturturante gigantesco por conta  de picuinhas políticas e principalmente por um ódio reacionário irracional ao governo e um partido. 

    Ora a Petrobrás até 2003 tinha um lucro anual de 4,5 bilhões e chegou no ápice de mais de 25 bilhões, ou seja quase 6 vezes mais e hoje, mesmo com a crise toda, ainda vale quase 10 vezes mais que valia em 2003, sem contar as imensas reservas de petróleo que controla (é a única das grandes petroleiras internacionais a ter aumentos significativos de suas reservas). 

    Sou engenheiro e sei bem distinguir o valor das coisas e das obras e empreendimentos, e posso afirmar com certeza que mais de 99 % das falácias sobre os prejuízos são só falacias e especulações carregadas de desinformação e viés político, pois como o próprio delator confesso relata, os preços não eram definidos por eles e sim pelo setor de orçamento e custos, bem como tinham uma lupa constante do TCU sobre eles e até uma pressão descabida e sem embasamento técnico muitas vezes (o TCU mais erra que acerta em suas contas e parametros, principlamente em obras de porte e de infraestrutura especializada – falo isto com propriedade e provo, como engenheiro), ele até relata que muitos dos aditivos e demandas do TCU levam anos para serem resolvidas e no final se prova que os técnicos da Petrobrás é que tinham razão (quem paga o prejuízo causado pelos erros do TCU nestas e outas obras???????).

    Assim é um absurdo falar em bilhões de prejuízos contabilizados, em falar que o preço da gasolina é influenciado pelos desmandos da “quadrilha”, etc e tal, é absurdo e principalmente uma MENTIRA perigosa, pois esconde incofessáveis interesses escusos, politicos (de poder) e econômicos (que querem abocanhar estas obras e principalmente estas reservas de petróleo – inclusive interesses estrangeiros estratégicos). O próprio delator diz que a propina (condenável ao extremo)  era ínfima perto do volume dos empreentimentos e sua repercussão benéfica para toda a cadeia produtiva (e isto temos que preservar a todo custo). 

    Não compactuo de forma alguma com os atos mal-feitos e desmandos, mas não posso aceitar acabar com toda uma cadeia produtiva e de conhecimento que se criou nos últimos anos e simplismente entregar a empresas estrageiras e criar empregos na China ou Cingapura, estruoando a nossa indústria e empresas, em nome do combate a corrupção, combate este feito por notórios oportunistas políticos que todos sabemos terem no passado passagens obscuras e engavetamentos sistêmicos de seus mal-feitos.

    Como engenheiro, sei muito bem que em todos os níveis, as doações de campanha de empresas são um passaporte para serem contempladas com oportunidades de negócios (e nem todos com ilícitos), e em todos eles, sempre existe um grupo que domina o contexto e consegue se impor como uma reserva de mercado, seja em prefeituras, seja em governos estaduais, sejam em estatais e até mesmo na iniciativa privada (não se iluda, existe sim corrupção também na iniciativa privada e você consumidor paga por ela, na forma de ineficiência e preços mais elevados ou cartelizados, protanto é ilusão a panacéia de que se privatizar acaba com a corrupção).

    Portanto senhores vamos abrir os olhos e defender a apuração dos desmandos, mas vamos também não deixar iludir ou contaminar pela irracionalidade política e permitir a destruiçào de um gigantesco complexo industrial que se criou em torno da Petrobrás, pois estariamos matando o touro para eliminar o carrapato e quem perde é o Brasil como nação e o povo brasileiro.

    • e no que se refere a fontes de energia barata…

      até hoje dificultam uma arrancada defintiva……………………….

      há até os que ainda defendem que é investimento para pouco retorno

      e há também os que acreditam que estão certos………………………………………….

      mas é claro que estão certos, pois até hoje não saímos do zero tecnológico

      pqp…………………….é uma coisa tão lógica e nego trazendo dificuldades antigas

    • pensando: se o lucro cresceu

      pensando: se o lucro cresceu 6 vezes e os ativos 10 vezes(era quase 20x antes da crise) temos uma redução forte do Retorno sobre ativos , que indica, no melhor dos casos, uma administracao muito ruim….

    • Assino embaixo.
      Porém, não

      Assino embaixo.

      Porém, não sou otimista. O jornalismo acabou, a oposição está histérica e a opinião pública está definitivamente entorpecida por essa campanha de desinformação e ódio. Já era.

  18. O jornal da tarde da globo

    O jornal da tarde da globo fez a mesma coisa, destacando a institucionalização das propinas a partir do Governo Lula. Ao assistir ao jornal, mesmo sem ter visto nada da CPI tirei minhas conclusões, porque é mesmo assim que funciona a imprensa: exalta a oposição, degrada a situação, ou destaca tudo que pode no sentido de aumentar o ódio de todos contra o PT. Isso já é uma doença, ou a melhor forma de adoecer a sociedade? 

  19. Esse Senhor

    possui câncer em estágio final, não possui provas e faz somente ilações.Ele sairá como mártir, aquele que pecou, mas se arrependeu de todos os pecados,Amém.

  20. Nada me tira da cabeça que

    Nada me tira da cabeça que isso foi um esquema para enriquecimento dos diretores, ponto, e as construtoras, que queriam privilégios para conseguirem contratos pagavam a propina. Quanto aos políticos, sabendo da influência de alguns diretores da Petrobras com as empreiteiras pediam para interceder, daí o diretor pegava sua cota com a empreiteira e ainda fazia a média com o político de que conseguiu a arrecadação pra ele. Resultado? Continuaria no cargo.

    Agora ficam tratando esses bandidos declarados a pão de ló, quase agradecendo o que eles fizeram, um deputado mesmo disse que era preciso muita coragem para ele fazer o que estava fazendo, afinal ele corria o risco de terminar como Celso Daniel, ou seja, de ladrão, bandido corrupto, a vítima, perseguido, realmente esse escândalo da Petrobras é PP, Piada Pronta.

  21. Barusco na Veja

    “O relator da CPI, o petista Luiz Sérgio (PT-RJ), foi o primeiro a fazer perguntas e quis saber quando o esquema mais amplo de corrupção se instalou: “A forma mais ampla, em contato com outras pessoas da Petrobras, de uma forma mais institucionalizada, foi a partir de 2003, 2004. Não sei precisar exatamente a data, mas foi a partir dali”, afirmou o ex-gerente.”

    http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/a-cpi-delator-diz-que-corrupcao-foi-institucionalizada-na-petrobras-no-governo-lula

  22. O indefectível

    O indefectível deputado-promotor Carlos Sampaio não disfarçou sua alegria quando Barusco remeteu a essa tal de “institucionalização” somente a partir de 2004. 

    Pensará sua “incelência” que somos todos burros? Quer dizer que esse cidadão que surrupiou U$ 67,5 milhões em propinas pode ser a fonte única e confiável para estabelecer desde quando entrou em vigor esquemas de qualquer tipo na Petrobrás?

    Esse tucanos são mesmos ridículos. Outro indício claro e insofismável que a Petrolífera vem sofrendo achaques foram as denúncias feitas por Paulo Francis em 1997. Escrevo mais: se desnudassem toda a Era FHC, em especial as transações envolvendo as privatizações, aí sim, ficaríamos chocados. 

    Foi esse o MAIOR ERRO dos governos petistas: receberem, dando total conformidade, um herança de bandalheiras sem terem  coragem de denunciá-las. Ao contrário, em muitos casos optaram por se servirem dos mesmos esquemas. 

    • perfeitamente………………100% de acordo

      sendo alguns verdadeiros “xiitas”, no sentido de radicalmente favoráveis a continuação

      razão de ter colocado no comentário anterior que nada têm de santos que mereçam serem chorados

      se caírem dessa vez, demorô

    • Esse deputado Carlos Sampaio

      Esse deputado Carlos Sampaio é um charlatão da região de Campinas, no dia em que este País realmente chegar a ser uma Nação de verdade, esse indivíduo não se elegerá nem para síndico de prédio.

  23. Então está bem; passa-se uma

    Então está bem; passa-se uma borracha em tudo que ocorreu antes de 2004 porque não estava institucionalisado e consequentemente não se tratava de corrupção; a mídia decretou e aí é lei.  “Aqueles trens do metrô? Que isso, mano; só conheço o das onze”…

  24. Ele disse o seguinte:
    “A
    Ele disse o seguinte:

    “A forma mais ampla, em contato com outras pessoas da Petrobras, de uma forma mais institucionalizada, foi a partir de 2003, 2004. Não sei precisar exatamente a data, mas foi a partir dali”

  25. Dizer que “a imprensa deturpa” não é injustiça…

    …para com o bom Jornalismo? E esse negócio de chamar as quatro empresas alinhadas no Instituto Millenium – Abril, Globo, OESP e Folha – de “a imprensa”… será que é adequado? Que tal chamar de “o cartel de firmas conservadoras e neoliberais que produz entretenimento noticioso”? Não se espera mais nada diferente dessas empresas a não ser a reafirmação de qualquer coisa que resulte em diminuição do estado e/ou prevalência de interesses privados, principalmente se o estado for democrático. A reação do capital ao apelo público por mais efetiva regulação da atividade privada, principalmente depois de 2008 é essa mesma: “Se o estado – e apenas o estado – é que pode impedir nossa cobiça, é a ele que atacaremos.” E eis a guerra que o capital estabelece: privatistas contra quem acredita no poder do estado. Nada de “capitalismo contra comunismo” ou até pior, “direita contra esquerda”. O problema é que o que os privatistas estão querendo disputar é o controle sobre o que é público. Só que voltar os recursos do que é público para atendimento do que é privado tem um nome: corrupção. É corromper a natureza pública do estado orietá-lo para atendimento das demandas privadas. E lembremos: aquelas quatro empresas – Abril, Globo, OESP e Folha, são privadas. Faz sentido, assim, elas detruparem informação para tentar dimuir o estado, pois não?

    • e……………….. permita-me acrescentar

      que dessa vez estão pegando pesado, batendo com força mesmo, no afã de destruírem identidades políticas e nosso principal orgulho nacional a um só tempo……………………

      mas, convenhamos, mesmo com todo este poderio, perdem no principal, pois identificam os que realmente controlam, mesmo que não totalmente, os assuntos políticos e econômicos

      é por isso que querem porque querem, e não conseguem e sabem que já perderam, colocar a Dilma nessa parada

      muito cuidado; e recomendo que não comemorem a chegada do Serra nesse teatro ao lado de Dilma

      tratando-se de oponente tão poderoso, de nível mundial, não devemos chorar a perda de alguns dos nossos nem comemorar a derrota de inimigos insignificantes

    • Talvez seja isso mesmo

      Interessante o seu ponto vista. Com efeito, as causas ideológicas estão em segundo ou terceiro plano. Obviamente, a imprensa corporativa se vale desse sentimento que ela própria germinou e alimentou. As forças envolvidas são outras. Sâo os que ainda tentam preservar as reservas que ainda estão sob controle da União contra os privatistas.

      Querem voltar a usar a estratégia usada nos anos 1990: privatizar, vender bem abaixo do que vale e receber propina em paraísos fiscais.

      Todos os envolvidos ficam felizes.

  26. Foi exatamente o que eu ouvi

    Foi exatamente o que eu ouvi pela CBN, cujas interpretações dos jornalistas da emissora, seguiram`a mesma linha do cartel midiático, demonstrando o quanto estão afinados, distorcem na cara dura sem nenhuma preocupação com a capacidade intelectual de quem esta ouvindo, julgam-nos todos tolos ou sem importância nenhuma, julgam-se garantidos e seguros de si.

    Vão acabar transformando o Brasil numa Sarajevo.

    Aliás deveriam mudar o nome da CPI  de petrobrás para caça ao PT.

  27. Acho super engraçado, apesar

    Acho super engraçado, apesar de trágico, o tratamento de lorde que a oposição dá aos meliantes confessos que vão depor nas CPIs. 

    O chavão é o mesmo: “Parabéns por vossa senhoria se dispor a falar e contribuir para o país”. Só o “herói” Roberto Costa e o “patriota” Barusco levaram mais de 100 milhões de dólares de propinas. Talvez até mais. 

    Foram esses salameques que deram moral ao primeiro para o desabafo “estou enojado com tudo isso”. 

    Ah cambada de hipócritas! 

    Atenção srs. bandidos confessos da praça: querem absolvição? Acusem o PT de qualquer coisa. 

    • Esses confetes nos fazem até

      Esses confetes nos fazem até desconfiar né, aliás nem formular perguntas esses deputados de merda sabem fazer, caguejam, se enrroscam nas palavras, alguns querem fazer discurso antes de perguntar. Se bobear a maioria ali não consegue fazer um Ó com a bunda na areia molhada.

      Exemplo o Barusco disse que esteve com o Dirceu em algumas ocasiões, duas vezes em jantar na casa de amigos em comum e não teve um asno para perguntar quem era o amigo em comum. Pode?

      • Momento hofolote

        É o momento holofote. Aproveitam para destilar todo o falso republicanismo e moralidade seletiva.

  28. Algo de errado no depoimento de Barusco.

    Assisti praticamente todo o depoimento do tal de Barusco e CINCO pontos repetidos mais de uma vêz pelo tal de Barusco me chamarou a atenção.

    1ª) Ele declarou que as empresas pagaram os $300 milhões de dólares e não receberam nenhum BENEFÍCIO (foi repetido mais de uma vez)

    2ª) Ele declarou que as empresas que não pagavam nada não sofriam nenhuma represália ou pressão.

    3ª) Que os orçamentos eram feitos por outras pessoas que não ganhavam nada e não sabiam dos US$300 milhões.

    4ª) Que os aditivos eram feitos por outros e os diretores que recebiam o dinheiro não influenciaram nestes aditivos.

    5ª) Que as empresas pagavam a comissão simplesmente para se manter seus negócios e faziam seus próprias propostas.

    Conclusão absurda: Segundo isto as empresas pagaram U$300 milhões para não ser beneficiadas, só para manter seus negócios, eles pagaram US$300 milhões só pelos belos olhos dos diretores.

    Estas declarações segundo ele foram as mesmas da denúncia premiada, ou seja, o Juiz Moro, os Delegados Federais e o Ministério Público aceitaram esta IMENSA MENTIRA, pois se alguém dá propina a alguém é para obter algum benefício.

    ESTÃO FAZENDO O CONGRESSO E A POPULAÇÃO DE BOBOS, POIS ISTO QUE FOI DECLARADO CONTRARIA O BOM SENSO DE QUALQUER UM.

    O que mais me surpreendeu foi que os deputados da situação e da oposição não fizeram nenhuma pergunta sobre isto, ou seja, ninguém ficou intrigado sobre esta FANTÁSTICA PROPINA, que não traz benefícios àqueles que são achacados.

      • O problema que ninguém entende o desdobramento disto.

        O problema é que todos estão tão preocupados em atribuir qual político ou partido que se corrompeu ou não, que esquecem da base de tudo, o 

        PROCESSO DA CORRUPÇÃO!

        O que leva a isto?

        Tanto os executivos da Petrobras como os Empreiteiros poderão simplesmente em fase de recurso alegar que não houve corrupção, houve qualquer coisa como intermediação ou não sei o que, pois na medida em que não estão estabelecidos benefícios à quem pagou, não há por definição corrupção.

        Por outro lado, se o processo de corrupção não é elucidado, não se rastreia quem mais está envolvido nisto tudo, ou mesmo, quem está interessado nisto tudo.

        Outra constatação, como o Juiz Moro e o PGR podem processar alguém simplesmente por ter recebido dinheiro de outro, sem que esteja configurado o benefício escuso por este aferido.

  29.  
    … Explicando os antanhos

     

    … Explicando os antanhos de “1997 e 1998” do delator Pedro Barusco!

    Explicação dirigida, prioritariamente, ao dileto público (e)leitor [‘a opinião publicada’ pelo PIGolpista e fascista]!…

    Por jornalista Paulo Francis

    Entendam, ‘coxinhas de R$ 1,99’… A porção com uma dúzia!

    ################

    PAULO FRANCIS, A PETROBRÁS E FERNANDO HENRIQUE CARDOSO

    https://www.youtube.com/watch?v=7Dyp-YSXBs

    O VÍDEO que algum deputado “bem poderia” exibir no telão da CPI da Petrobras!

  30.  
     As 8 perguntas essenciais

     

     As 8 perguntas essenciais que faltam fazer a Barusco na CPI. 1) Quem o levou do CENPES para a gerência de produção ou tecnologia de perfuração em 1995?2) Explique qual período em que o senhor foi gerente de tecnologia de perfuração e qual período o senhor foi gerente de produção.2) Qual era o escalão destas gerências quando o senhor ocupou o cargo até ser promovido em 2003? Quais eram as gerências e diretorias acima da sua no organograma? Quem eram os gerentes superiores e o diretor?3) Quem foi responsável pelo convite à SBM sem licitação em 1997 que o senhor recebeu propina?4) O Sr. disse em delação premiada que tinha poder de decisão sobre o contrato com a SBM em 1997 ou 1998. Quem lhe delegava poderes de decisão se estava em escalão inferior ao de 2003?5) O Sr. tem conhecimento se teve propina na contratação da P-36 que afundou, como houve no caso da SBM? O senhor recebeu propina neste contrato?6) O Sr. participou da comissão interna que investigou o afundamento da P-36. Qual seu conhecimento e participação neste contrato da P-36?7) O Sr. é investigado na Holanda. Por propinas da SBM, certo? Quantas e quais pessoas são investigadas junto? Quais são funcionários da Petrobras?8) Quando e por que o Sr. teve contas bloqueadas na Suíça antes da operação Lava Jato? FONTE: http://www.osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2015/03/alo-pt-8-perguntas-essenciais-que.html 9) quem (des)governava o Brasil nos antanhos de “1997-1998”, época em que o senhor afirma ser o período no qual foi instituído o “Petrolão”? 10) senhor corruptor delator [Pedro] Barusco, o senhor conhece a história [história não contada por delator!] do jornalista Paulo Francis e a [quase-]Petrobrax do PSDB? NOTA: perguntas suplementares do matuto!

  31.  
    UM TRIBUTO AOS(ÀS)

     

    UM TRIBUTO AOS(ÀS) “paneleiros(as) cheirosos(as) e ‘Cansados(as)”!

    Coitadas das sinapses dessa gente aloprada!

    ####################

    O deputado paneleiro também teve dinheiro da Odebrecht…

    Autor: [Ínclito e impávido jornalista] Fernando Brito

    10 de março de 2015 | 22:21

    O líder do PSDB na Câmara, Deputado Bruno Cavalcanti Araújo ( não sei se ele corta o “Cavalcanti” por conta dos versos do tempo da Revolução Praieira, ainda hoje conhecidos: “”Quem viver em Pernambuco, há de estar desenganado; ou há de ser Cavalcanti, ou há de ser cavalgado“) prestou-se à ridícula cena de tornar-se, da tribuna, mais um paneleiro.
    O deputado deve se cuidar: afinal de contas, apanhou R$ 130 mil em doações de campanha da Construtora Norberto Odebrecht, e é capaz de aparecer alguma língua ferina sugerindo que ela não se deveu apenas ao fervor moral do deputado, compartilhado por aquela empresa. E mais R$ 80 mil da Queiroz Galvão, como a Odebrecht metida no escãndalo da Lava Jato.
    Ou para lembrar que ele era o “queridinho” de Sérgio Guerra, que com os R$ 10 milhões apanhados de Alberto Youssef para dar fim á CPI da Petrobras, em 2010, só não entrou na lista do Janot porque morreu.

    (…)

    FONTE: http://tijolaco.com.br/blog/?p=25323&cpage=1#comment-168132

    e mais:

    Revista IstoÉ

    Para quem o congresso trabalha

    Por jornalista Sérgio Pardellas

    Quais são e como operam os grupos de pressão que dominam a Câmara e o Senado. a maioria financia bancadas informais com gente de todos os partidos para manter ou mudar algumas leis. Outros grupos são pautados por movimentos civis

    (…)

    FONTE: http://www.istoe.com.br/reportagens/130292_PARA+QUEM+O+CONGRESSO+TRABALHA

  32. Quem serão os bodes expiatórios?

    As empreiteiras doaram dinheiro a todos os partidos, com raras exceções. Logicamente que a Petrobras foi a empresa que mais ajudou as empreiteiras no esquema. A pergunta, quem daria 5 milhões do dinheiro da sua empresa para um partido político sem interesse?

    Então, já que no caso de 2014 os três partidos que tiveram candidatos a presidência  mais votados receberam muito mais que isso das empreiteiras, concluo: todos tiveram dinheiro desviado da Petrobras.

    Após o julgamento saberemos quem serão os bodes expiatórios. Enquanto isso o processo sobre doação de empresas jurídicas deve estar cheirando mal porque alguém está sentado em cima.

  33. a grande mídia sempre

    a grande mídia sempre deturpou, seja do barusco, do patusco,

    do petisco, do mefisto, do mastema e o escambau….

  34. Nem adianta tentarmos

    Nem adianta tentarmos interpretar o que ele disse. Para a população ele repetiu o que o FHC falou. Ele roubava pra ele mesmo em 1997 e começou a dividir com o PT, ou a trabalhar pro PT em 2003. Antes era coisa particular, não de partido. Discursinho a calhar para os tucanos.

  35. Os defensores do PT na CPI são verdadeiros histéricos.

    O que se vê na CPI que seus defensores são verdadeiros histéricos sem a mínima capacidade de ouvir o depoimento e procurar através deste explorar suas contradições e fazer as perguntas.

    Todos foram com um discursinho pronto, com perguntas prontas que o Barusco estava pronto para respondê-las e simplesmente ficaram insistindo nas mesmas perguntas e recebendo as mesmas respostas.

    Falta calma e sobra histeria, simplesmente ninguém reflete, anota e pergunta, estão com as perguntas prontas e não se afastam delas.

    Outra coisa, se tem perguntas para serem respondidas estas tem que ser colocadas de forma clara e concisa e não fazer um enorme discurso durante todo o seu tempo e colocar mais afirmações do que perguntas.

    Falta tranquilidade, capacidade e reflexão, sobra assoldamento, intempestividade e histeria, desta forma vão apanhar de 7 a 1.

    Me parece que o PT se acostumou há vinte anos há fazer uma espécie de discurso que coloca um monte de questões o mais rápido possível e o onus da prova ficava com o outro interlocutor, a realidade mudou e ninguém disse para os mesmos que isto ocorreu.

  36. DELEGADO TUCANO GOIANO IMPEDE MAIS TORTURA NA CPI!

    Consegui assistir até pouco depois das 5 da madruga, parecia um pesadelo, mas lembrei que quem influencia o horário da retransmissão da TV Câmara é o presidente dela. Durante a tortura por falta de sono, senti-me muito mais torturado pela intervenção do deputado do PSDB  de GO, delegado Waldir (amigo do Cachoeira?), que interrompeu a palavra da Maria do Rosário, PT do RS, de uma forma policialesca, tentando emplacar uma falsa questão de ordem sobre a “tortura” que a mesma praticava no  barusco e depois ficou, molecamente, dando gargalhadas, fazendo gestos de top top com as mãos, pois a defensora dos Direitos Humanos tinha sifu, por estar em contradição ao torturar o premiado! 

  37. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome