Relator da CCJ nega recurso de Cunha para devolver processo ao Conselho de Ética

Jornal GGN – O relator do recurso contra a cassação de Eduardo Cunha na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara rejeitou o pedido para que o processo voltasse ao Conselho de Ética.

Cunha disse que um dos motivos para o Conselho de Ética aprovar o parecer pela cassação do seu mandato foi porque ele era presidente da Casa. Como renunciou, solicitou que o processo voltasse para nova análise.

Do Valor Econômico

Relator nega a Cunha volta de processo ao Conselho de Ética

Por Thiago Resende e Raphael Di Cunto

Relator do recurso contra a cassação do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, o deputado Ronaldo Fonseca (Pros-DF) rejeitou o pedido do pemedebista para que o processo de cassação de mandato voltasse ao Conselho de Ética.

Assim, de acordo com Fonseca e a secretaria da comissão, o recurso de Cunha poderá ser votado na terça­feira, data da próxima sessão, sem pedido de vista. Cabe ao plenário do colegiado dar a palavra final sobre as alegações de Cunha.

Hoje, conforme noticiou o Valor PRO, serviço de informações em tempo real do Valor, o relator sinalizou que não aceitaria o aditamento na defesa do pemedebista pedindo que o processo de perda de mandato voltasse ao Conselho de Ética.

Logo depois de renunciar à presidência da Câmara, na quinta­feira, Cunha entrou com mais um argumento de defesa afirmando que um dos motivos para aprovarem o parecer pela cassação no Conselho de Ética foi que ele era presidente da Casa. Como não é mais, solicitou que o presidente da CCJ encaminhasse o processo de volta ao conselho para nova análise.

Leia também:  Câmara aprova R$ 1,9 bi para aquisição da vacina de Oxford contra Covid-19

Fonseca concluiu que não cabe esse tipo de pedido, pois a CCJ é responsável por analisar apenas falhas e inconstitucionalidades durante o andamento do processo no conselho – não analisa o mérito da decisão.

A decisão do relator será acrescentada ao parecer sobre o recurso ­ em que acatou um dos pedidos de Cunha. Mas o relatório será analisado de uma só vez pelo plenário da CCJ.

O relator é aliado de Cunha, mas contrariou o pemedebista ao acatar apenas 2 dos 16 pontos levantados pela defesa no recurso à CCJ para anular a tramitação da denúncia no Conselho de Ética. O ex­presidente da Câmara queria que o impedimento do relator no conselho, Marcos Rogério (DEMRO), o que anularia meses de trabalho.

Fonseca acolheu outro ponto, que levará, caso a maioria dos integrantes da CCJ concorde com a tese, a refazer apenas a última fase da tramitação no Conselho de Ética: a aprovação do parecer pela cassação. Isso porque o relator defende que a votação não poderia ocorrer por chamada nominal dos deputados, o que teria provocado um “efeito manada”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

6 comentários

  1. ZicaCunha

    Amigos

    Fomos atacados pela “Temerite ZicaCunha”, transmitida pelo “Aecio Aegypti”, cuja sequela é caganeira e cegueira!

     

  2. Jogo combinado
    O relator ė aliado do cunha.

    Assim, pra manter as aparências, cunha pede mundos e fundos e o relator “só” concede “alguma coisa” e a mídia fica desobrigada de fazer escândalos se fosse concedido tudo. E a nação fica aliviada pois agora “a coisa vai”.

    Pra midiotas fica parecendo que estão sendo sérios, que nada tem a ver com o encontro com temer, mao do governo etc.

  3. desespero pouco é bobagem!

    vai esperneando, quanto maior a resistência, maior a sede de poder, melhor ficará a paga. quero ver ele abrir a boca, e começar a cantar até o hino nacional de trás pra frente.

  4. Kd os coxinhas que sempre

    Kd os coxinhas que sempre queriam o fim da corrupção ????  porque sumiram ???  Espero que comentem sobre a NOVA proposta que o GOVERNO TEMER quer aprovar junto com o PATO da FIESP ….. 80 Horas Semanais no lombo do TRABALHADOR,  será que todos COXINHAS são Empresários ????

  5. Se liga só: o cara nem bem

    Se liga só: o cara nem bem “saiu” da presidência da câmara e a nossa honestìssima imprensa iniciou  a operação “apaga cunha”. A capa revista veja desse fim de semana, mostrada pelo tijolaço, é uma amostra cabal de como vão tratar, ou não tratar, esse escroque internacional, como bem disse a Katia Abreu. Quando alguém tentar lembrar que o cunha existe, a ordem dos marinho-civita-frias é “não sei, nunca vi, quem é esse cara?” Então esqueçam de verem alguma coisa sobre este “homem de bem” na grande mídia. É a “higienização do golpe. Por isso, certifica-se finalmente que só existe um lugar em que se faz potíca mais suja do que nos gabinetes do parlamento brasileiro.É o único lugar do mundo que se pode transformar bandidos em heróis e heróis em bandidos. Este lugar são as redações dos grandes meios de comuniçao do Brasil.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome