12 pessoas que tiveram contato com Bolsonaro têm coronavírus

O número saltou com a confirmação de quatro novos casos na equipe que assessorou Bolsonaro na viagem. Os nomes não foram revelados.

Jornal GGN – Subiu para 12 o número de casos de pessoas que tiveram contato com Jair Bolsonaro desde a viagem aos Estados Unidos, na semana passada, e testaram positivo para coronavírus. O dado foi confirmado pelo Gabinete de Segurança Institucional da Presidência ainda no domingo (15).

O número saltou com a confirmação de quatro novos casos na equipe que assessorou Bolsonaro na viagem. Os nomes não foram revelados.

A imprensa já noticiou outros casos que testaram positivo para coronavírus, como o chefe da Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social), Fabio Wajngarten, o senador Nelsinho Trad (PSD-MS) e o diplomata Nestor Forster, indicado para o cargo de embaixador do Brasil em Washington.

A advogada Karina Kufa, tesoureira do Aliança pelo Brasil, também teve positivo no teste e está em quarentena.

Já Jair Bolsonaro, que testou negativo na sexta (13), furou a recomendação de isolamento social e participou das manifestações de extrema-direita que ocuparam as ruas no dia 15 de março, contra o Congresso e a Suprema Corte. Pelos cálculos do Estadão, que analisou imagens dos protestos, Bolsonaro teve contato com mais de 270 pessoas dentro de 1 hora.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Fora de Pauta

4 comentários

  1. O “teste negativo” de Bolsonaro é uma mentira tão hilária e fraca quanto a “facada” rs… Mas dessa vez é o gado que segue esse imbecil que irá pagar pelas mentiras dele.

  2. Segundo o artigo, o insano, que é um potencial hospedeiro do coronavirus, na reuniao de fascistas teve contato com 270 pessoas dentro de 1 hora.
    E daí?
    Pra quem há 15 meses vem f* 209 milhoes de brasileiros, o que são mais 270?

  3. Já são agora, 13 os brasileiros que estiveram juntos do presidente, com exames positivos para o covid-19. Robson Andrade, presidente da CNI, é mais um que testou contaminado pelo coronavírus e que fez parte da comitiva na viagem ao Trump. Acresça ai o prefeito de Miami, que se declarou contaminado e esteve em contato. O garçom brasileiro que atendeu no serviço de mesa da comitiva brasileira, declarou há alguns dias estar com os sintomas e iria para teste. Pegando apenas os 13 brasileiros da comitiva, diante do número total de infectados de 200 pessoas, vemos que 6,5% dos infectados brasileiros estiveram próximos de Bolsonaro. Diz-se que o vírus fica inoculado por período de até 15 dias sem causar sintomas, o presidente que deveria estar recluso teve este contato próximo com mais de duas centenas de pessoas.

  4. Esse Nestor Foster se não estou enganado fuma ou fumava como condenado. Tem poucas chances ainda mais com sequelas pos corona virus ( perda de até 30% da capacidade pulmonar)

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome