CORREÇÃO: Mudança de procedimento em funerária assusta funcionários em BH

Laudos cadavéricos apontam que pelo menos 23 falecidos tiveram como causa mortis sintomas do novo coronavírus; governo não cita mortos no Estado

Funerária em Belo Horizonte (MG) recebeu 73 corpos em 72 horas – sendo que 23 deles apontam como causa mortis sintomas do novo coronavírus. Foto: Divulgação
Jornal GGN recebeu o alerta de colegas jornalistas de Minas Gerais, a respeito do caso da funerária e dos 73 corpos na cidade de Belo Horizonte.
Ao contrário do que foi noticiado, a funerária anunciou que houve precipitação na divulgação das informações. Os funcionários do local se assustaram com a mudança do protocolo de assepsia e lacração dos corpos, justamente por conta do coronavírus.
O novo protocolo adotado vale para todos os corpos, mas eles pensaram que só era válido para aqueles que foram vítimas da COVID-19. Então, todos os corpos que chegavam na funerária contavam com uma mensagem “de acordo com os protocolos do Covid-19”, o que gerou a confusão tanto na divulgação como na repercussão.
Pedimos desculpas aos leitores por eventuais equívocos

 

Jornal GGN – Uma funerária da cidade de Belo Horizonte recebeu 73 cadáveres apenas entre a sexta-feira (20/03) e a noite deste domingo (22/03), sendo que o laudo cadavérico de pelo menos 23 corpos apontavam sintomas do novo coronavírus como causa mortis – citando problemas respiratórios como “insuficiência respiratória aguda”, “pneumonia crônica” e “pneumonia aspirativa”.

Reportagem do jornal Correio Braziliense mostra que, segundo boletim policial, foi feita uma denúncia anônima de que a funerária havia recebido 41 corpos em 48 horas, citando inclusive aglomeração de pessoas no local. A informação foi confirmada pelos policiais, que receberam as informações sobre os demais corpos por meio do gerente do estabelecimento.

Outros funcionários do local confirmaram a informação. Segundo o boletim, apenas um dos 23 corpos – que tinha como causa mortis a Covid-19 – foi enterrado sem sepultamento, enquanto os corpos restantes passaram pelos procedimentos comuns.

Procurada pela reportagem, a Secretaria de Saúde de Minas Gerais afirmou que a situação “está sendo avaliada e acompanhada pelos órgãos competentes”. Até o momento, o estado governado por Romeu Zema (Novo) não confirmou nenhum óbito por Covid-19.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

ALEXANDRE MAGNO DE MORAIS

- 2020-03-23 17:48:43

Cuidado: o Estado de Minas aponta que é fake

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador