Antes criticado por Bolsonaro, Mais Médicos receberá R$ 1,2 bi para enfrentar coronavírus

Ministério da Saúde anunciou a quantia para contratar 5 mil novos profissionais pelo programa Mais Médicos para enfrentar o novo coronavírus Covid-19

Programa Mais Médicos foi amplamente criticado por Jair Bolsonaro - Foto: Divulgação

Jornal GGN – Tido como um dos mais criticados programas por Jair Bolsonaro, o Mais Médicos agora vai receber R$ 1,2 bilhão do governo do mandatário porque precisa dos profissionais da saúde para enfrentar o surto do novo coronavírus, o Covid-19.

Em coletiva de imprensa nesta quinta (acompanhe aqui), o Ministério da Saúde anunciou a quantia para contratar 5 mil novos profissionais pelo programa Mais Médicos para lidar com a pandemia.

Leia: Após polêmica, Ministério da Saúde promete dobrar leitos para coronavírus amanhã

De acordo com o anúncio, as novas vagas serão abertas a partir da próxima segunda-feira (16) e será destinada a médicos com registro no CRM (Conselho Regional de Medicina). Serão priorizados capitais e centros urbanos para a escolha das localizações dos médicos e poderá haver até 5 chamadas.

O processo de contratação será acelerado e o governo quer que a atuação dos novos profissionais contratados pelo programa comece até o início de abril. O número de casos confirmados pelo coronavírus no Brasil passou de 70, mas o Ministério da Saúde havia contabilizado em sua plataforma digital 60 dos casos confirmados.

Leia mais: Com a coronavirus, nada será como antes, por Luis Nassif

A íntegra da coletiva de imprensa pode ser vista aqui.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Coronavírus: Nos EUA, médicos pedem que Trump coopere com Biden

2 comentários

  1. Não se trata do mesmo programa. Na própria matéria diz que a contratação será feita somente com médicos que possuem CRM. Se nota a falta de isenção do veículo quando fica claro que o Bolsonaro criticou o programa e não diz os motivos que o levava a fazer isso…
    PS: Antes de querer lacrar, escrevam corretamente. O correto é 1,2 bilhão, e não 1,2 bilhões.

  2. A coisa nos EUA está crítica. Alguns casos do Brasil, como o de membro(s) do governo Bolsonaro tem sido exportado de lá. Neste final de semana teve um casamento de granfinos em hotel na Bahia com centenas de convidados. A irmã da noiva, é conhecida influencer que estava lá. Estes dias já haviam falas sobre o assunto pois um convidado, esteve no carnaval em Aspen. Pois agora saiu no UOL que a infuencer postou vídeo se dizendo já infectada.

    https://tvefamosos.uol.com.br/noticias/redacao/2020/03/12/gabriela-pugliesi-e-diagnosticada-com-coronavirus.htm?utm_source=twitter&utm_medium=social-media&utm_content=geral&utm_campaign=uol

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome