Ao assumir Saúde, general Pazuello fala em “normalidade” de Covid-19

Com mais de 133 mil mortes no Brasil, ministro diz que as medidas tomadas pelo governo Bolsonaro, sob sua gestão, conseguiram "estabilidade definida"

Jair Bolsonaro dá posse ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello - Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – Após quatro meses tendo-o como interino, o presidente Jair Bolsonaro efetivou o general Eduardo Pazuello como ministro da Saúde. Em cerimônia nesta quarta (16), o general minimizou a pandemia que já matou 133.355 pessoas no Brasil, afirmando que o país está “vencendo a guerra”.

Em seu discurso, o general defendeu que a doença Covid-19 já é “um novo normal”. “O que sera o novo normal? Novos hábitos, mais atenção a medidas de profilaxia e higiene, condutas de tratamento médico e precoce, naturalidade em conviver com a doença, assim como outras do nosso cotidiano”, afirmou.

Ainda segundo ele, as medidas tomadas pelo governo Bolsonaro, sob a sua gestão como interino, conseguiram “uma estabilidade definida”. O número de mortos no Brasil pela doença do coronavírus ainda está entre os maiores do mundo, com uma média de 715 óbitos diários.

Ao assumir a pasta após dois ministros da Saúde entrarem em divergência com o presidente Jair Bolsonaro, na condução das políticas contra o coronavírus no Brasil, Pazuello atuou obedecendo as orientações do mandatário, a exemplo do uso do medicamento sem eficácia comprovada contra o coronavírus, a cloroquina, na saúde pública.

A cerimônia de posse de Eduardo Pazuello ocorreu no Palácio do Planalto, com a presença do mandatário, do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e ministros do governo Bolsoanro.

Leia mais sobre Pazuello:

Eduardo Pazuello, o ministro da Saúde que Jair Bolsonaro buscava

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Covid-19 – Baratas tontas a ziguezaguear, por Felipe A. P. L. Costa

2 comentários

  1. Um general double de ministro da saude em plena pandemia, ante 130 mil mortos (espero que atordoado) afirma: Estamos vencendo o virus!
    Imagino numa guerra com um comandante desses. O pais tomando porrada, uma porrada de corpos e o sujeito bem de longe berrando: Estamos ganhando!!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome