Auditorias apontam que governos ignoraram alertas e OMS

As investigações também apontam que a OMS não tinha os instrumentos necessários, poder ou dinheiro para dar uma resposta à crise

Reprodução

Jornal GGN – Auditorias internas da Organização Mundial da Saúde (OMS), conduzidas ao longo de quase um ano, chegaram a conclusão que, de forma deliberada ou não, “a grande maioria dos governos” do mundo ignorou os alertas e recomendações internacionais para frear a pandemia da Covid-19. As informações são do colunista Jamil Chade, no Uol. 

A série de documentos será submetida aos governos no final de maio, durante uma reunião com os ministros de Saúde de todo o mundo, no órgão internacional. 

As investigações também apontam que “a agência mundial da Saúde não tinha os instrumentos necessários, poder ou dinheiro para dar uma resposta à crise e não agiu de forma rápida o suficiente”. 

As auditorias mostram que a pandemia tomou proporções desastrosas devido a inércia de “líderes e instituições em dar uma resposta política à crise e o fato de terem colocado considerações econômicas sobre a prioridade de proteger vidas”, ressalta o colunista. 

Um dos trechos de um documento aponta para a “incapacidade coletiva de prever, logo no início da evolução da pandemia, o impacto sanitário, social e econômico, na ausência de intervenções farmacológicas eficazes. O mundo não estava preparado para este tipo de ameaça”. 

Os auditores ainda sugeriram que, no futuro, um “mecanismo robusto de responsabilização” seja criado para avaliar quem não cumpriu as regras e que governos sejam ouvidos para avaliar como estão se preparando para futuras pandemias.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora