Coronavírus: Brasil ultrapassa 22 mil óbitos

País registra 965 novas vítimas fatais nas últimas 24 horas, segundo o Ministério da Saúde; Brasil é o segundo colocado em número de casos no mundo

Foto: Reprodução

Jornal GGN – O Brasil atingiu a triste marca de 22.013 óbitos pelo novo coronavírus, sendo que 965 mortes foram registradas nos sistemas de informação oficiais do Ministério da Saúde nas últimas 24h, apesar de a maioria ter acontecido em outros dias. Os dados foram atualizados neste domingo, a partir de números divulgados pelas Secretarias de Saúde estaduais.

O Ministério afirma que isso ocorre porque as notificações ocorrem apenas após a conclusão da investigação dos motivos das mortes – desta forma, 515 óbitos dentre os últimos registrados efetivamente ocorreram nos últimos três dias, enquanto outros 3.534 estão em investigação.

Os dados do Coronavirus Resource Center da Johns Hopkins University & Medicine colocam o Brasil na segunda colocação em relação ao número de casos registrados (347.398, ultrapassando a Rússia), e a sexta considerando o total de óbitos (22.013). Dentre o total de pacientes recuperados, o país está na quarta posição do ranking, com 142.587 pessoas recuperadas.

Ao todo, 5,370 milhões de casos de coronavírus foram confirmados no mundo, sendo que os Estados Unidos registram a maior parte dos números (1,635 milhão); segundo o levantamento da Johns Hopkins, 343.617 pessoas perderam a vida para o vírus, e 2,149 milhões se recuperaram.

 

Leia Também
Coronavírus: EUA se preparam para proibir viajantes do Brasil
Coronavírus: senadores se preparam para barrar uso da cloroquina
Secretário de vigilância do Ministério da Saúde deixa cargo nesta segunda-feira

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Vaso ruim não quebra fácil, por Maitê Ferreira

3 comentários

  1. De acordo com o site worldometers.info, mais uma trágica posição foi alcançada pelo braZil de Bolsonaro:
    O PRIMEIRO lugar em MORTES diárias, superando até o America First de Trump!
    Sem subnotificação…

  2. Se tivéssemos autoridades e mercado de verdade comprometidos com a sociedade, com os interesses gerais, e não apenas com deus mesquinhos interesses particulares, quantas dessas perdas teriam sido evitadas?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome