Coronavírus: Portugal anuncia plano nacional de vacinação

A ministra da Saúde Marta Temido disse que o serviço de saúde pública do país será o responsável pela distribuição das vacinas.

Jornal GGN – O governo de Portugal anunciou seu plano nacional para vacinar as pessoas contra o coronavírus de forma voluntária e gratuita e disse que espera atender cerca de 10% da população durante a primeira fase, que terá início no próximo mês.

Pessoas com mais de 50 anos com doenças pré-existentes, como doenças coronárias ou pulmonares, profissionais da linha de frente, militar e segurança, bem como pessoas em lares e unidades de terapia intensiva terão prioridade.

A primeira fase da vacinação deve ser concluída entre janeiro e fevereiro, disse Francisco Ramos, coordenador do grupo de trabalho de vacinação constituído pelo governo. Ele acrescentou que a primeira fase pode se estender até abril, caso haja atrasos.

Ele disse que as vacinas seriam administradas em 1.200 pontos de vacinação em centros de saúde em todo o país.

Cerca de 2,7 milhões de pessoas serão vacinadas na segunda fase.

No início do evento, a ministra da Saúde Marta Temido disse que o serviço de saúde pública do país será o responsável pela distribuição das vacinas.

Temido disse que o país compraria 22 milhões de doses de Covid-19 por € 200 milhões (US $ 243,14 milhões). Ela assinou acordos para comprar as vacinas com os fabricantes potenciais CureVac, Pfizer-BioNTech, Moderna, Johnson & Johnson, Sanofi e GSK.

Com informações do The Guardian.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora