Coronavírus: Suécia aprova nova lei de pandemia

Quaisquer medidas introduzidas usando a nova lei seriam legalmente aplicadas. Isso significa que as pessoas podem enfrentar sanções por violá-las

Shutterstock

Jornal GGN – Uma nova lei pandêmica que dá ao governo o poder de fechar certas empresas ou limitar o número de visitantes e horários de funcionamento foi aprovada pelo Parlamento sueco. A lei entrará em vigor a partir do dia 10 de janeiro.

O Parlamento, que estava em recesso de Natal, foi chamado de volta para debater o projeto de lei do coronavírus, algo que acontece pela primeira vez desde 2005.

“Sabemos que a Covid-19 está na sociedade e estará aqui por muito tempo. São necessárias medidas mais precisas, que possam ser mantidas ao longo do tempo”, disse a ministra da Saúde, Lena Hallengren.

A nova lei da pandemia dá ao governo a possibilidade de fechar negócios, mas Hallengren ressaltou que esse não é o objetivo principal da legislação.

Também introduz medidas extras, como a possibilidade de definir limites para o número de visitantes ou horários de abertura, a fim de reduzir o risco de propagação da infecção. A nova lei significa que essas medidas podem ser aplicadas a locais como transportes públicos, lojas e centros comerciais, cinemas e teatros e parques públicos ou praias, por exemplo.

Quaisquer medidas introduzidas usando a nova lei seriam legalmente aplicadas. Isso significa que as pessoas podem enfrentar sanções por violá-las, o que não é o caso das recomendações da Agência de Saúde Pública, a principal ferramenta usada até agora como parte da estratégia não coercitiva do coronavírus da Suécia.

A lei da pandemia entrará em vigor no domingo, 10 de janeiro, e se aplica até setembro de 2021.

Com informações do The Guardian.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora