Coronavírus: Vacina da Pfizer tem 95% de eficácia e é segura, mostram testes

Uma boa resposta imunológica foi “consistente em todos os grupos demográficos de idade, sexo, raça e etnia”

Jornal GGN – A Pfizer informa que sua vacina contra o coronavírus tem 95% de eficácia e passou nas verificações de segurança, segundo dados do estudo. A vacina deve chegar ao Reino Unidos antes do final do ano, calcula a empresa.

A Pfizer e seu parceiro BioNTech publicaram resultados provisórios na semana passada mostrando que a vacina pode impedir que mais de 90% das pessoas desenvolvam o Covid-19.

Esses dados foram baseados nos primeiros 94 voluntários do estudo a desenvolver o Covid-19. Os números adicionais divulgados na quarta-feira são baseados nos primeiros 170 casos. Destes, 162 foram observados no grupo do placebo contra oito no grupo da vacina.

Uma boa resposta imunológica foi “consistente em todos os grupos demográficos de idade, sexo, raça e etnia” e a vacina teve eficácia de mais de 94% em pessoas com mais de 65 anos, disse a Pfizer. No geral, houve 10 casos graves de Covid-19 – nove no grupo do placebo e um no grupo da vacina.

A vacina foi testada em 43.500 pessoas em seis países e nenhuma preocupação de segurança foi levantada. O Reino Unido garantiu 40 milhões de doses da vacina, com 10 milhões no país até o final do ano, se a vacina for aprovada. As pessoas precisarão de duas doses.

A vacina Pfizer demonstrou produzir uma resposta de anticorpos e células T no corpo para combater o coronavírus.

A Pfizer e a BioNTech esperam ser capazes de produzir até 50 milhões de doses de vacina em todo o mundo em 2020 e até 1,3 bilhão em 2021. O presidente-executivo da Pfizer, Albert Bourla, disse na terça-feira que a empresa estava se preparando para solicitar autorização de uso de emergência dias após US Food and Drug Administration.

Leia também:  Se Cristo fosse ministro da Educação o ENEM seria adiado na pandemia?, por Alexandre Filordi 

Com informações do The Guardian.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

4 comentários

  1. No site alemão Telepolis eu vi que a Phizer quer 33 euro por cada vacina. Isto é cerca 40 dólar. Será que vai ser este preço aqui no Brasil também? Se for quem paga?

    • Michael : Somente SP está prometendo 46 milhões de doses. Faça as contas. Onde estava este Dinheiro todo da Saúde que não aparecia em Postos de Saúde sem Remédios e Hospitais sem leitos, gazes ou Médicos, onde as Pessoas morrem pelos corredores? Veja as fortunas gastas em superfaturamento s e corrupção de Hospitais de Campanha Bilionários? Vá agora neste momento em um Hospital Público e constate a desgraça destes 40 anos de farsante Redemocracia. Onde estava a responsabilidade, urgência, pseudo competência e Cifras Astronômicas nas mortes diárias dos “Açougues do SUS”?

  2. 30 segundos do primeiro tempo, o ‘Time da Vacina’, num jogo de 180 minutos mais prorrogação e penâltis, sai ganhando de 1 a 0. Podem apostar toda suas fichas no resultado óbvio, Aqueles que desejam ser Cobaias. Sua Vida e Saúde se transformaram em Mercadoria de Disputa Política. OMS apostou nesta aventura. A Hipocrisia e Interesses Sujos a cada dia mais explícitos. O Brasil do vale tudo na roleta russa com o Cidadão Brasileiro. Estes 90 anos. Mas o Pobre Mundo entra na aberração….

  3. Deixar-se espetar com uma vacina baseada em mRNA (messenger RNA technology) com 3 meses de testes é jogar roleta russa com um Colt45.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome