Covid-19: São Paulo anuncia fase de transição, com reabertura de shoppings e cultos

Governo Doria flexibiliza restrições de ocupação desses espaços, que podem receber pessoas até 25% da capacidade a partir deste domingo

reprodução

Jornal GGN – O governo de João Doria (PSDB) anunciou nesta sexta-feira, 16 de abril, a fase de transição do Plano São Paulo, que autoriza a reabertura do comércio e a realização presencial de cerimônias religiosas em meio a pandemia da Covid-19. A medida passa a valer a partir deste domingo, 18. 

Em nota, a gestão declarou que a medida foi tomada a partir dos indicadores da saúde que “apresentaram uma redução progressiva, com queda nas internações e diminuição da ocupação hospitalar, o que permitiu o avanço para retomada gradativa e consciente das atividades não essenciais”.

Essa primeira fase de transição entre as fases vermelha e laranja vale até o dia 23 abril. Com isso, os shoppings estão liberados para receber clientes das 11h às 19h. A ocupação dos espaços,no entanto, não deve ultrapassar 25% da capacidade. A mesma regra vale para as igrejas e templos.

“A fase de transição é necessária para que possamos dar passos seguros adiante sem o risco de retroceder. O apoio da população nesse novo momento da pandemia continua sendo fundamental. Não é hora de baixarmos a guarda”, afirmou o Vice-Governador e Secretário de Governo Rodrigo Garcia.

Já entre 24 a 30 de abril, poderão voltar a funcionar as atividades ligadas ao setor de serviços como restaurantes, salões de beleza, atividades culturais, parques, clubes e academias. O horário de funcionamento também será das 11h às 19h, com exceção das academias, que poderão abrir das 7h às 11h e das 15h às 19h.

Como medida de contenção para reduzir a transmissão  ainda estão em vigor o toque de recolher e o escalonamento do horário de entrada e saída do trabalho.

Apesar do governo afirmar a queda nos índices relacionados a Covid-19 nos últimos dias, o estado ainda registra a média diária de 800 óbtos e 15 mil novos casos por dia.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora