Covid: Agência europeia autoriza vacina em crianças

A agência europeia explicou que um grupo de especialistas recomendou a ampliação do universo de vacinados para ajudar a conter a pandemia na Europa.

Jornal GGN – Foi aprovada nesta quinta, 25, a vacina da Pfizer contra Covid para crianças com idades entre 5 e 11 anos pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA). Mas a França optou por fazer da vacinação nessa faixa etária como ‘facultativa’.

A agência europeia explicou que um grupo de especialistas recomendou a ampliação do universo de vacinados para ajudar a conter a pandemia na Europa. A vacina de RNA mensageiro já havia sido autorizada em adolescentes acima de 12 anos na União Europeia.

No entanto, Estados Unidos, Israel e Canadá já aprovaram a Pfizer para crianças de 5 a 11 anos.

Os menores receberão um terço da dose aplicada até agora, em duas doses, com três semanas de intervalo, elucidou a agência. A vacina mostrou eficácia de 90,7% em um teste com 2 mil crianças entre 5 e 11 anos.

No tocante aos efeitos colaterais, foram classificados como ‘leves e moderados’, com duração de alguns dias e se apresentam como dor localizada no local da aplicação, fadiga, dor de cabeça ou musculares ou resfriado.

Assim, a EMA entendeu que os benefícios desta vacina em crianças de 5 a 11 anos superam os riscos, particularmente entre os que apresentam comorbidade.

A EMA autorizou quatro vacinas contra a covid para a população em geral: as da Pfizer e Moderna, de RNA mensageiro, e as da AstraZeneca e Johnson & Johnson, que utilizam a técnica de “vetor viral não replicante”, baseada em adenovírus.

O único problema reside no convencimento da população. Alguns países estão com dificuldades em convencer a população adulta, como a Alemanha e o leste europeu.

Com informações do RFI.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome