Cronograma: os 7 meses de atraso do governo para comprar vacina da Pfizer

A Pfizer ofereceu 70 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 ao Brasil, em agosto de 2020, e o presidente Jair Bolsonaro não aceitou. Confira as datas dos encontros

Jornal GGN – A Pfizer ofereceu 70 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 ao Brasil, em agosto de 2020, e o governo do presidente Jair Bolsonaro não aceitou. A CPI da Covid no Senado ouve, nesta quinta (13), o CEO da Pfizer na América Latina, Carlos Murillo, para esclarecer este e outros temas das negociações.

A negativa do governo brasileiro na oferta da Pfizer é um dos pontos investigados na Comissão Parlamentar. Nesta quarta (12), o ex-chefe da SECOM, Fabio Wajngarten, trouxe a cronologia dos encontros entre a Pfizer e o governo federal desde o ano passado, confira:

15/08/2020 – A Pfizer ofedece 70 milhões de doses ao Brasil, podendo disponibilizar as primeiras doses ao país em dezembro de 2020.

12/09/2020 – Segundo Fabio Wajngarten, neste dia, o presidente Jair Bolsonaro e ministros do governo receberam uma carta da Pfizer, com a oferta de doses.

09/11/2020 – Wajngarten descobre que a carta estava sem resposta há dois meses e procura contato da farmacêutica. Ex-chefe da Secom comunica Bolsonaro em reunião, com a participação de Paulo Guedes, que conversou com a Pfizer por telefone.

17/11/2020 – Wajngarten se reune com o então presidente da Pfizer no Brasil, Carlos Murillo e a diretora de Comunicação da empresa.

07/01/2021 – Pfizer comunica, em nota, que no dia 15 de agosto de 2020 ofereceu 70 milhões de doses e o contrato foi recusado pelo governo brasileiro.

15/03/2021 – O ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anuncia ter fechado contrato com a Pfizer, para a entrega de 100 milhões de doses até setembro.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome