Fechar fronteiras por coronavírus é “utopia”, diz Bolsonaro

"Você não sabe se está no Paraguai ou se está no Brasil. Tudo praticamente se uniu", diz presidente

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro divulgou vídeo na noite de quarta (18), no qual afirma a jornalistas que “fechar fronteira com o Paraguai e o Uruguai é quase uma utopia”. A medida vem sendo cobrada no contexto do combate ao avanço do coronavírus. O Brasil já registra 5 mortos e mais de 420 casos confirmados, nesta quinta (19).

Segundo Bolsonaro, o governo ordenou o fechamento de um trecho da fronteira com a Venezuela e prepara medida similar em áreas com o Paraguai e Uruguai. Apesar disso, ele disse que é muito difícil barrar o fluxo de pessoas, sobretudo porque as linhas das fronteiras são “imaginárias”.

“Você não sabe se está no Paraguai ou se está no Brasil. Tudo praticamente se uniu. Ou seja, tem paraguaio casado com brasileira. Tem brasileiro casado com paraguaia. As famílias estão de um lado e de outro. É muito difícil você segurar esse trânsito de pessoas.”

De acordo com ele, “fechar a fronteira não é uma mágica. Se fosse fácil, a gente fecharia e não teríamos entrada de armas, de drogas no Brasil.”

A fronteira com a Venezuela teria sido a primeira a ser restrita porque “lá o pessoal está fugindo da fome, da miséria, e também da ditadura instalada. A gente tem pena, porque são seres humanos, temos muita pena deles, mas não podemos arriscar o nosso pessoal para o lado de cá.”

Já com o Uruguai e Paraguai, há dificuldade porque “são fronteiras secas. Eu não sei citar cidades no Rio Grande do Sul ali, mas são várias cidades que não têm uma linha que separe uma [cidade] da outra. Não é fechar fronteiras. Não tem rios, acidentes geográficos quase que intransponíveis. Não existe isso. A divisão é uma linha imaginária. Lá em Mato Grosso do Sul, onde servi, era comum a divisão de fronteiras ser marcos trigonométricos, postes de concreto.”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Barroso cobra posição de Bolsonaro sobre genocídio de indígenas na pandemia

6 comentários

  1. Eu vou hibernar a partir de hoje, por tempo indeterminado. No dia em que a Terra parar, me despertem, que quero descer.

  2. Se fosse fácil, a gente fecharia (as fronteiras) e não teríamos entrada de armas nem de drogas no Brasil.

    Já que é difícil fechar as fronteiras, então abramos as fronteiras e liberemos a entrada de armas e de drogas no Brasil.

  3. Por mais animal, asqueroso e todos os adjetivos que possam qualificar de forma negativa esse dito presidente são poucos, porém, neste caso das fronteiras secas ele tem um pouco de razão. É muito complicado realizar esse controle, especialmente, nas fronteiras do Paraguai e Uruguai. Fora Bolsonaro. Eleições gerais e uma nova Constituinte já..!

  4. uai, mas a separação do BRASIL e Paraguai é feita de rios, não ? Rio Paraná e Paraguai, não ?
    A menos que ele diga que a turma atravessa pela hidrelétrica.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome