GGN Covid São Paulo: a pausa enganosa da doença em São Paulo

Embora tenha caído levemente nos últimos dois dias, as internações em UTIs se mantém próximas a 14 mil.

É temerário o relaxamento do lockdown em São Paulo, mesmo entendendo os problemas de ordem econômica que acarreta.

O gráfico abaixo mostra a ocupação de UTIs no Estado. Só há duas regiões com ocupação levemente abaixo de 80%: Baixada Santista, com 77,7%, e Piracicaba, com 79,5%.

Na contagem geral, há 2 regiões com mais de 95% de ocupação, 13 entre 80% e 95% e apenas 2 entre 50% e 80%.

Embora tenha caído levemente nos últimos dois dias, as internações em UTIs se mantém próximas a 14 mil.

Com esse nível de ocupação, a taxa de mortalidade no estado subiou para drásticos 4,8% – isto é 4,8 óbitos para cada 100 novos casos – contra pouco mais de 1% na maioria dos países.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora