No Brasil, 127 mil testes de coronavírus ainda esperam resposta

País não está preocupado em ampliar a subnotificação, porque para evitar falta de testes, está cobrando dos governos locais que realizem só em casos necessários

O coronavírus é diagnosticado por teste de laboratório - Foto: Josué Damacena / IOC/Fiocruz

Jornal GGN – O Brasil amanheceu com 18.176 casos confirmados de coronavírus e 957 mortos. Entretanto, o próprio Ministério da Saúde reconheceu que há uma grande defasagem: 127 mil ainda esperam resultados de confirmação para o Covid-19.

E apesar da lista de espera dos exames mostrarem que a subnotificação é alta no país, a pasta não está preocupada em seguir ampliando este número. Isso porque pela restrita quantidade de testes hoje disponíveis no Brasil, o Ministério da Saúde está cobrando dos governos locais que só utilizem em casos necessários, para evitar escassez.

“Estamos distribuindo 320 mil testes. Temos 127 mil casos registrados no sistema para realizar a investigação, então, para essa semana e para a próxima temos uma folga. No entanto, é fundamental que este recurso seja bem administrado pelas secretarias estaduais”, afirmou o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira.

O país espera receber 22,9 milhões de testes no total, 9 milhões deles até julho deste ano. Mas, até agora, o Brasil só recebeu 905 mil testes rápidos e de PRC. “Se acabar o teste nós não temos como suprir imediatamente”, admitiu o secretário.

Ainda assim, a pasta afirma estar satisfeita com o trabalho: “o que o Ministério da Saúde tem conseguido, em comparação com os demais países, é motivo de satisfação para todos nós.”

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Guedes estuda prorrogar auxílio emergencial, mas a R$ 200

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome