Home Gestão Corrupção CPI da Pandemia fecha colaboração técnica com CPMI das Fake News

CPI da Pandemia fecha colaboração técnica com CPMI das Fake News

CPI da Pandemia fecha colaboração técnica com CPMI das Fake News
Relator da CPI da Pandemia, senador Renan Calheiros (MDB-AL). Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Jornal GGN – A CPI da Pandemia contará com a colaboração técnica da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News a partir do mês de agosto.

Os técnicos indicados pela relatoria da comissão mista irão ajudar a analisar os documentos probatórios. O foco será concentrado na investigação de uma possível rede de disseminação de notícias falsas sobre temas como a eficácia das vacinas contra o coronavírus e a existência de “tratamentos precoces”.

A parceria em questão é resultado de pedido feito pelo relator da CPI da Pandemia, senador Renan Calheiros (MDB-AL), aprovado em 15 de julho. Segundo a Agência Senado, Calheiros aponta “a notória especialização” da equipe da CPMI em averiguar as ações relacionadas às fake news, e considera uma linha importante das investigações apurar a existência de uma ação coordenada, quais seriam seus integrantes, sua organização e seu modo de atuação em relação à epidemia de covid-19. 

Calheiros também pediu à CPMI das Fake News o compartilhamento de dados relativos à temática do combate ao coronavírus e afirma que essas informações deverão ser inseridas em seu relatório. Os senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI da Pandemia, também apresentaram pedidos semelhantes.

Presidente da CPMI das Fake News, o senador Angelo Coronel (PSD-BA) afirmou que, antes do pedido de liberação de uma equipe técnica pela CPI da Pandemia, a comissão mista já havia compartilhado dados e informações sobre possíveis crimes relativos à crise sanitária, e se colocou à disposição caso surjam fatos novos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Sair da versão mobile