Quebrados os sigilos dos empresários envolvidos com “kit covid”

Análise dos senadores tem como foco a eventual existência de ligação entre empresários e integrantes do governo Bolsonaro

Foto: EDILSON RODRIGUES/AGENCIA SENADO

Jornal GGN – A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a atuação do governo federal na pandemia de covid-19 aprovou a quebra de sigilos de empresários da indústria farmacêutica que lucraram com a venda do chamado “kit covid”.

Embora existam diversos estudos científicos comprando que medicamentos como hidroxicloroquina, cloroquina, azitromicina e ivermectina não são eficientes contra a covid-19, o presidente Jair Bolsonaro e seus aliados frequentemente incentivam o uso de tais medicamentos. Agora, os senadores querem saber se existe ligação dos empresários do setor com integrantes do governo federal.

A comissão aprovou quatro requerimentos apresentados pelos senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Alessandro Vieira (Cidadania-SE) envolvendo a quebra de sigilo fiscal, bancário, telemático e telefônico dos empresários José Alves Filho, da Vitamedic Indústria Farmacêutica; Francisco Emerson Maximiano, da Precisa Medicamentos; Renato Spallicci, presidente da Apsen Farmacêutica; e Renata Farias Spallicci, que atuou como diretora da empresa entre janeiro de 2020 e maio de 2021. As informações são do jornal Correio Braziliense.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome