A crise de refugiados na Europa move-se de país a outro sem solução

Jornal GGN – A Agência da ONU para os Refugiados (ACNUR) alertou que o caos e a confusão ocorrem devido à ausência de uma resposta europeia coerente e única à emergência enfrentada pelo continente com o fluxo de refugiados que chegam em seu território.

O porta-voz do ACNUR em Genebra, Adrian Edwards, falou em uma coletiva de imprensa sobre os tumultos ocorridos na fronteira entre Sérvia e Croácia, que culminou com o fechamento de alguns pontos de entrada croatas, e a situação dramática observada na fronteira húngara, onde a polícia usou gás lacrimogêneo e outras medidas antidistúrbios contra os migrantes.

“A crise cresce e se desloca de um país a outro sem solução. Enquanto isso, o sofrimento e os riscos para milhares de refugiados e imigrantes aumentam e a incerteza e falta de informação alimenta seu desespero, o que aumentam probabilidades de incidentes graves, alimentando a hostilidade contra as pessoas que fogem de perseguições e conflitos, e eles precisam de ajuda”, disse ele.

Edwards avisou que esse cenário só beneficia os traficantes de pessoas e outros delinquentes que buscam tirar vantagem da população mais vulnerável.

O porta-voz acrescentou, ainda, que o ACNUR congratula-se com a decisão do Parlamento Europeu de apoiar os planos de realocação de 120 mil pessoas mais nos países do continente.

Neste sentido, destacou a importância das reuniões de 22 e 23 de setembro nos Conselhos Europeus e de Assuntos Internos para chegar a um acordo que dê uma resposta coerente à crise.

Edward afirmou que a ACNUR reconhece os esforços europeus e elogiou os países e cidadãos que têm mostrado vontade de ajudar os refugiados.

Este ano, até agora, chegaram na Europa mais de 442 mil refugiados e migrantes cruzando o Mediterrâneo em embarcações precárias. Cerca de 3 mil dessas pessoas morreram na travessia.

(Com informações da ONU)

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora