Ação coletiva contra a JBS é aberta nos Estados Unidos

jbs2.jpg

Foto: Divulgação

Jornal GGN – Investidores que compraram ações do grupo JBS entre os dias 2 de junho de 2015 e 19 de maio de 2017 entraram com uma ação coletiva contra a empresa nos Estados Unidos, segundo informações do escritório Vincent Wong, responsável pela ação.

De acordo com os advogados, os investidores que tiveram prejuízos têm até o dia 21 de julho para solicitar ao tribunal a nomeação como autor do processo em Nova York.

 
No final de maio, foi noticiado que escritórios de advocacia nos EUA estavam buscando inscrições de investidores interessados em integrar ações coletivas contra a empresa brasileira, em processos relacionados à Operação Carne Fraca, que foi realizada em março. 
 
Nesta semana, a holding J&F, que controla a JBS, fechou um acordo de leniência com o Ministério Público Federal em Brasília. A princípio, os procuradores queriam cobrar uma multa de R$ 11,2 bilhões parcelada em dez anos, mas o acordo prevê o pagamento de R$ 10,3 bilhões em um prazo maior, de 25 anos. 
 
Segundo o MPF, do valor total R$ 8 bilhões serão destinados a Funcef (25%), Petros (25%), BNDES (25%), União (12,5%), FGTS (6,25%) e Caixa Econômica Federal (6,25%). Os outros R$ 2,3 bilhões, serão pagos através de projetos sociais.
 
Assine

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora