Coaf e Receita se omitiram sobre contas no HSBC, denuncia Randolfe

Jornal GGN – Coaf (Conselho de Controle de Atividade Financeira) e Receita se omitiram sobre contas na Suíça, denunciou o senador Randolfe Rodrigues (Psol-AP) e vice-presidente da CPI do HSBC. Ele afirmou que os órgãos de arrecadação tributária brasileiros se omitiram sobre o início das investigações de correntistas brasileiros da filial do HSBC da Suíça. Ontem, quinta-feira, a comissão ouviu os jornalistas Fernando Rodrigues, do UOL, e Chico Otávio, do jornal O Globo, que tiveram acesso à lista de clientes da agência do banco em Genebra. Na próxima terça-feira, dia 31, a CPI fará uma reunião de trabalho com representantes da Procuradoria-Geral da República. E, na quarta-feira, dia 1 de abril, a comissão vai ouvir o secretário da Receita, Jorge Rachid, e o presidente do Coaf, Antônio Gustavo Rodrigues.

https://www.youtube.com/watch?v=u13STRqsCPY width:700 height:394

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Governo Bolsonaro aumenta imposto de importação de oxigênio

9 comentários

  1.  
    … Enquanto

     

    … Enquanto isso…

    #################

    MENSALÃO TUCANO: UM ANO PARADO E SEM JUIZ

    Julgamento das acusações de caixa 2 na campanha do então governador do Estado, Eduardo Azeredo (PSDB), em 1998, segue parado na Justiça de Minas, desde que foi devolvido pelo Supremo Tribunal Federal à primeira instância; ação também não tem mais juiz, já que o titular designado se aposentou; de acordo com denúncia do Ministério Público Federal, o mensalão tucano envolveu desvios de R$ 3,5 milhões de empresas públicas de Minas, usados na campanha eleitoral; esquema começou a ser investigado em 2005

    27 DE MARÇO DE 2015 ÀS 05:24

    http://www.brasil247.com/pt/247/minas247/174800/Mensal%C3%A3o-tucano-um-ano-parado-e-sem-juiz.htm

    (…)

    e aqui:

    Caso do mensalão tucano está parado na Justiça de Minas

    PAULO PEIXOTO
    DE BELO HORIZONTE

    27/03/2015 02h00

    (…)

    FONTE: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/03/1608813-caso-do-mensalao-tucano-esta-parado-na-justica-de-minas.shtml

  2. Deixa ver se entendi: a CPI

    Deixa ver se entendi: a CPI mal começou e este “investigador” já apresenta suas conclusões diante de câmeras e microfones? Sei lá, lembrei-me do famoso caso da Escola de Base.

    • Não vai dar não.
      O sigilo

      Não vai dar não.

      O sigilo profissional é garantido pela Constituição.

      Só se torturar o cara, mas acho que esta época de torturar jornalistas no Brasil para arrancar informações já passou, graças a Deus.

      • O que é assegurado é o sigilo

        O que é assegurado é o sigilo da fonte. Não misture as coisas. Ele não pode reter informações só para si que ajudarão a resolver crimes. É como se ele presenciasse um homicídio e se calasse.

        E não coloque palavras na boca dos outros. Se alguém falou em tortura aqui foi você.

  3. A Receita, ah a Receita, essa

    A Receita, ah a Receita, essa está preocupada em pegar bagrinho que tem “excesso ” de despesas médicas. Opa, esqueci que o sujeito que paga medico e exame é elite privilegiada, não bagrinho. 

  4. Dívidas

    Já que o assunto é omissão, como se permite (por favor permitam também que eu chegue neste patamar):

    Botafogo é o clube que mais deve ao governo: R$ 500 milhões

     

    rodrigomattos

      

    O Botafogo é o maior devedor do governo federal entre os clubes de futebol. É o que indicam as estimativas da atual diretoria alvinegra. Esse valor será consolidado para a adesão ao Profut, programa do governo federal para refinanciamento dos débitos.

    Até o meio do ano passado, a Receita Federal calculava em R$ 1,5 bilhão as dívidas dos 12 maiores clubes brasileiros. O Atlético-MG aparecia como líder da lista dos devedores com R$ 272 milhões. O clube renegociou seus débitos e já obteve um acordo judicial para parcelamento, embora não esteja com sua situação fácil. Mas o caso do Botafogo, que naquela relação aparecia com R$ 199 milhões de débitos, é mais grave.

    “Passamos o ano inteiro passado com as contas bloqueadas. Não conseguimos a adesão ao Refis. Estamos tentando o refinanciamento da parte do FGTS. Tudo indica que vamos aderir ao novo parcelamento. Nossa dívida fiscal deve ficar entre R$ 500 milhões, R$ 600 milhões. Mais próximo de R$ 500 milhões “, contou o presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira.

    Uma pesquisa do blog encontrou 13 processos fiscais contra o Botafogo na Justiça Federal. Há cobranças relacionadas ao FGTS, contribuição previdênciária e imposto de renda. O clube até conseguiu o parcelamento em alguns deles, mas a maioria está em aberto e com valores penhorados. Por isso, o clube quer saber se pode usar o dinheiro bloqueado para pagar parte do débito.

    O valor total cobrado na Justiça está longe do montante relatado pelo dirigente alvinegro. A diretoria botafoguense, no entanto, lembrou que a agremiação passou o ano de 2014 sem pagar impostos. Ou seja, há valores acumulados que ainda não foram alvo de cobranças da Receita Federal.

    Como compensação, há os descontos previstos no programa do governo para dívidas que chegarão a cerca de R$ 800 milhões em todos os clubes. No caso do Botafogo, o benefício poderia ser de R$ 100 milhões levando-se em conta os 20% calculados por especialistas.

    “Para nós, não é tão simples chegar a esse número (do desconto). A dívida está espalhada em muitas partes, BC, Refis. Cada uma é determinado de uma forma”, analisou Pereira. Certo é que, entre os clubes brasileiros, certamente o Botafogo tem o maior desafio pela frente em relação a sua dívida.

  5. De novo vou repetir e repetir e repetir…

    O problema no Brasil é fiscal. Falta ou insuficiencia da fiscalização, o sistema deveria ser automático, a CPMF era o melhor imposto já gerado, foi extinto pelo ser humano brasileiro.

    Este ambiente é aquático, quando um lambari vê a sonegação avisa o tubarão que vai lá e dá um jeito de sumir com a papelada toda.

    O Governo tem que descobrir um jeito de cobrar impostos de quem não os paga.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome