Conserino e o pai dos burros, por Fábio de Oliveira Ribeiro

por Fábio de Oliveira Ribeiro

Um promotor usou o Facebook para chamar Lula de “encantador de burros”. Na qualidade de um cidadão que ficou encantado com as realizações do ex-presidente brasileiro (construção de diversas universidades, política de cotas, demarcação de terras indígenas, criação do BRICS, política externa altiva e independente, vitórias na OMC, redução da fome e da miséria, crescimento econômico e a valorização nacional da Petrobras e do Pré-Sal, etc…) estou entre aqueles que foram ofendidos por Cássio Conserino. Em razão disso resolvi respondê-lo à altura.

Li com atenção a Lei Orgânica do Ministério Público de São Paulo e não me parece que esteja entre as competências do órgão interferir na polícia do país ou desqualificar políticos que são odiados pelos promotores.

Referida Lei também não autoriza nenhum promotor a ofender publicamente os cidadãos. Muito pelo contrário, a LOMPSP prescreve expressamente que é dever do promotor tratar todos com urbanidade, não cometer excessos no exercício da função, apresentar os fundamentos jurídicos de seus pronunciamentos e manter uma conduta digna e compatível com o cargo na vida privada e pública (art. 169, da Lei Complementar Estadual no. 734/93), sendo-lhe proibida qualquer atividade política partidária (art. 170, da Lei Complementar Estadual no. 734/93).

Ao usar o Facebook para me ofender, Conserino infringiu várias obrigações funcionais. A mais grave, creio, é não ter ele indicado os fundamentos jurídicos que permitem a ele me chamar de burro e/ou revogar meu direito de ficar encantado com as ações governamentais de um político que fez bem mais pelo Brasil do que qualquer membro do Ministério Público de São Paulo jamais fez ou fará pelo país.

Leia também:  Lula é culpado?, por Vitor Souza

Todavia, não posso dizer que me senti ofendido. Sou advogado e, portanto, estou acostumado a encontrar uma perspectiva interessante para cada ofensa que recebi e recebo de membros do MP e, eventualmente, de Juízes. No caso específico de Conserino, creio que o único asno que ele ofendeu foi a si mesmo. Afinal, ele conseguiu apenas fornecer uma prova material do pouco apreço que tem pela Lei que regulamenta a profissão dele.

Ninguém me pode me ofender ao me chamar de burro. Afinal, ao contrário do promotor eu estudei Latin e aprendi que “burrus” é a palavra latina que designava a cor avermelhada de um asno (asinus) que existia na Hispania romana. Animal de carga apreciado e valorizado no século I dC por ser muito dócil, inteligente e resistente ao trabalho pesado. Minha cédula da OAB é avermelhada, portanto, seu um “causidicus burrus”.

Ao chamar seu desafeto político de burro, contudo, o promotor ofendeu uma parcela significativa dos eleitores brasileiros que elegeram Lula duas vezes. Em razão disso, dificilmente o asno Conserino conseguirá um cargo eletivo relevante caso seja chutado para fora do MP em razão de também ter ofendido os seus colegas que votaram e votam no PT.

Lula pode até ser um encantador de burros, mas ele continuará sendo eleito presidente. De fato, mesmo não sendo um asno eu certamente continuarei encantado com a eficácia do governo dele.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Piñera credita crise no Chile ao ‘mal-estar do sucesso’ e à intervenção de ‘governos externos’

19 comentários

  1. Maravilha! Fechou 2016 “comme

    Maravilha! Fechou 2016 “comme il faut “. Guerra total ao Ministério Público. Prá começar diminuindo o ordenado dos caras. O que é Isso?  Ganhar 121 Milhas?  Socorro!!!

  2. O cara é inimputável? Meta-lhe um processo.

    Caro Fábio Oliveira Ribeiro,

    Você é advogado experiente e uma pessoa culta, pelo que demonstra nos artigos que escreve. O promotor/procurador Cássio Conserino – um dos três patetas – ofendeu não apenas você e colegas dele que possam ter simpatia ou dado voto a Lula. Como ele infringiu a LOMPSP e outras superiores, ele deve ser processado por isso. Qualquer cidadão, inclusive alguém que seja promotor/procurador do MP, pode processar Cássio Conserino. Como ele fez a ofensa por meio de rede social, não é necessário sequer ação motivada ou condicionada, para que algum outro membro do MP – que respeite a Lei e  e não seja conivente com a prática cri mjnosa de Conserino – mova um processo contra ele. 

    Com fiscais e aplicadores da Lei que usam do cargo público para cometer crimes não podemos ser lenientes. Faça como Lula está fazendo em relação a sérgio moro e deltan dallagnol. Processe Cássio Conserino criminalmente.

  3. Que o Brasil não esqueça

    Que o Brasil não esqueça 2016

     

    Que seja guardado, nunca esquecido as férias não aproveitadas por Eduardo cunha. Momento exato onde tudo foi armado com mídia e judiciário pra se consumar o golpe mais sujo que as nações já assistiu.

     Que não se esqueça aquelas orlas de imbecis que saíram às ruas sob o comando da globo para clamar por intolerância sob o manto da igualdade, clamar por retrocesso humano sob o discurso de moralismo, cantar o hino nacional com  o desejo incontido de entregar a preço vil à pátria da águia todas as nossas riquezas. Se dizer brasileiro de um país inexistente pois o coração está voltado a tudo que americano, e nada faz este mesmo coração admirar nada que tenha algum traço de brasilidade.

     Que não se esqueça o entreguismo descarado, pelego da garotada de Curitiba. Mestres no disfarce das reais intenções. Falaram em moralização praticando perseguição política. Vestiram a capa do cordeiro e como lobos dilaceram as veias nacionais do crescimento e da soberania. Praticaram o direito penal do inimigo, enquanto discursavam imparcialidade.

    Mostraram a velha face do autoritarismo com rostos  jovens. Jovens por fora e extremamente arcaicos pro dentro. Isso assusta, porque quando os jovens abraçam o fascismo, o futuro pode ser uma tragédia.

    Que não se esqueça a condução desnecessária e coercitiva do presidente Lula. Quando um juiz de primeira instância pode fazer isso com o melhor presidente da história do país, o que poderá fazer com o cidadão comum?

    Que não se esqueça 17 de abril, marco da hipocrisia nacional. Alegria sádica de Curitiba, de tucanos e coxinhas e tristeza sem fim dos homens que tanto sonham em fazer dessa pátria uma nação de justiça e paz.

    Que não se esqueça Gilmar e os pesos que usou pra Lula ministro e jucá e sua trupe. Que não se esqueça o stfinho, as ressalvas pro Marco Aurélio e a infantilidade pueril dos seguidores da dona cá lú. A face austera do teori com petistas, enquanto engavetava o processo do cunha até abri-lo com a certeza do golpe começado.

     Que não esqueça a globo, o maior câncer mental do Brasil. Adoeceu a nação com alienação 24 horas por dia. Enquanto houver um sala de espera, uma residência com a televisão ligada nesse canal, nunca teremos uma nação.

    Que alguém guarde tudo isso e tudo que não foi lembrado, que não é muito pouco,  em lugar seguro para que no futuro possamos refletir e assim como no nazismo não repetirmos tanta barbárie em uma ano só.

    • Que seja o grande mantra a ser repetido à exaustão em 2017

      Que não esqueça a globo, o maior câncer mental do Brasil. Adoeceu a nação com alienação 24 horas por dia. Enquanto houver um sala de espera, uma residência com a televisão ligada nesse canal, nunca teremos uma nação.

  4. Malandro é malandro e mané é mané

     Estudo não traz sabedoria, já vi muitos casos de pessoa estudadas mas não cultas, infinitos casos, e já vi pessoas humildes de muita sabedoria, esse jovem esperto como ele é deve estar satisfeito por nunca conseguir aposentar a partir do governo Temer ou em media perto de 01 salario minimo, deve estar contente que já faz 200 dias do governo golpista e o pais só piora alias um governo de canalhas, esse promotor ajudou colocar canalhas no governo entao pra encurtar malandro é malandro e mané é mané.

    • Olaha Carlos!
      Tche, acertaste

      Olaha Carlos!

      Tche, acertaste na mosca. Esses caras tem um “estudinho”, tem um pouquinho de conhecimento, mas são BURROS de dar dó. Eles se acham a elite do pais, mas são uns coitados. A sabedoria destas pessoa é menos que zero. Como disseste, conheço pessoas que tem somente o primeiro grau e que possuem enorme sabedoria. Mas, Carlos, temos que dar um basta nisso, essas pessoas se comportam desta maneira, por que, realmente ninguem as toca. Viva a revolução!!!!!Bala neles!!!Somente desta maneira os colocaremos em seu devido lugar…

  5. Mesmo não sendo petista, eu

    Mesmo não sendo petista, eu também me orgulho de ser um burro encantado, aliás, desde 1989.

  6. Caro Fábio
    O sujeito aí tem

    Caro Fábio

    O sujeito aí tem razão, somos mesmo burros; porque esse asno é sustentado (e bem sustentado, deve morder tudo que é gambiarra imoral, amoral e insultosa para aumentar seu salário) com dinheiro público, ou seja; por nós todos

    Ás vezes penso que o “auxílio livro” que um asno destes recebe é para comprar livros para colorir, ou livros com muitas figuras; porque deve ser difícil, para um sujeito destes, ler. Compreender o que está escrito, então, é impossível.

    Que em 2017 estes asnos sumam da vida do Brasil e dos brasileiros

  7. Encantador de midiotas

    E agora, como é que fica a imparcialidade do digníssimo?

    Mais uma prova do aparelhamento do mp, das polícias e da justiça. Instituições minúsculas de um país que acabou e se consolida como colônia.

  8. Maravilha! Fechou 2016 “comme

    Maravilha! Fechou 2016 “comme il faut “. Guerra total ao Ministério Público. Prá começar diminuindo o ordenado dos caras. O que é Isso?  Ganhar 121 Milhas?  Socorro!!!

  9. Encantador de burros.

    Lula  já foi chamado de tudo beste  País, até  ” ENCANTADOR DE BURROS ” devemos mesmo sermos burros, já que asistimos um golpe e nada fizemos além de reclamar, agora a turma do golpe,deita e rola em nossas leis e nós de novo assitimos sem nada fazer, o executivo golpista esta entregando as nossas maiores empresas e nós não fazemos nada, o judiciário a todos os momentos decide em favor dos corruptos tucanos, assistimos a tudo e nada fazemos……. 

    .Me ´pergunto até quando seremos ” burros ” e assitiremos a tudo sem nada fazer??????

  10. Estava lendo, lá em cima, o

    Estava lendo, lá em cima, o belo post de fim de ano do Nassif, pensando em muitos brasileiros que ficaram de fora – ainda ontem estava vendo um documentário sobre Ruy Mauro Marini (aí vai: https://www.youtube.com/watch?v=ww4_HoY-UYA), aí movo a barra de rolagem de dou de cara com esse jumento do Conserino.

    A vida é dura…

  11. Nem que esse promotor fosse

    Nem que esse promotor fosse um pouco mais inteligente, ele se daria conta do tipo de grupo de interesse a quem ele está favorecendo com seu comportamento político-partidário.

    Uma gangue que planeja entregar todos os recursos brasileiros aos EUA. Desde Michel Temer revelado pelo wicki leacks como “informante de inteligência” num relatório interno da CIA, até o nosso chanceler Serra com seus e-mails prometendo entregar a Petrobras à CHEVRON.

    Como é possível, por uma simples ideologia, fingir que não estão vendo isso, Sr. Conserino?

  12. Pra ficar registrado (quem é o verdadeiro burro)

    11.03.16:  do Sul21

    Promotores trocam Engels por Hegel em denúncia contra Lula

    Joana Berwanger

    O Ministério Público de São Paulo entrou na última quinta-feira (10) com um pedido de prisão preventiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O fato gerou muitas discussões de cunho político, judicial e ideológico nas redes sociais. No entanto, um trecho no mínimo curioso da denúncia feita pelo promotores Cassio Conserino, José Carlos Blat e Fernando Henrique Araújo acabou gerando uma série de piadas na internet.

    “As atuais condutas do denunciado Luiz Inácio Lula da Silva, que outrora chegou a emocionar o país ao tomar posse como Presidente da República em janeiro de 2003” (“o primeiro torneiro mecânico” a fazê-lo de forma honrosa e democrática), certamente deixaram Marx e Hegel envergonhados.”

    Os promotores confundiram “Karl Marx e Friedrich Engels” por “Karl Marx e Georg Hegel”. A gafe tornou a hashtag #MicoPublico o assunto mais comentado entre os brasileiros no Twitter.

     

  13. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome