Contra PEC, professores da Federal de Uberlândia decidem entrar em greve

Jornal GGN – Em Minas Gerais, os professores da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) decidiram, em assembleia, que entrarão em greve no próxima dia 24. Os servidores técnico-administrativos da universidade também decidiram que irão paralisar as atividades.

Entre as reivindicações, os docentes protestam contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que impõe um teto ao crescimento de gastos públicos.

“Temos sempre que buscar melhorias, nossa luta é justa para defender esses setores tão importantes para todos”, disse Helvécio Dams de Oliveira, professor de Direito, afirmando que a categoria precisa se unir para lutar contra retrocessos na saúde e educação pública no país.

A PEC 241 é uma das prioridades do governo de Michel Temer e prevê o congelamento dos gastos públicos por vinte anos. Aprovada em votação em primeiro turno na Câmara dos Deputados, a medida preocupa entidades do setor da saúde e da educação.

A Campanha Nacional pelo Direito à Educação é contrário à aprovação da proposta, afirmando que o teto de gastos vai inviabilizar as estratégias estabelecidas pelo Plano Nacional de Educação. 

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome