CPI dos Maus-Tratos conduz coercitivamente artistas


Fotos: Divulgação – Montagem: Brasil247
 
Jornal GGN – O senador Magno Malta (PR-ES), que preside a Comissão Parlamentar de Inquérito dos “Maus-Tratos”, decidiu trazer o curador da exposição “Queermuseu”, Gaudêncio Fidelis, e o coreógrafo Wagner Schwartz para prestarem depoimento aos senadores de maneira coercitiva.
 
A exposição é a que foi cancelada pelo Santander em Porto Alegre, após a repercussão em redes sociais, incitada pelo MBL, de que trazia obras que supostamente retratavam a pedofilia e zoofilia. E o coreógrafo foi o que fez uma performance no MAM de São Paulo, em setembro, e que uma criança presente ao lado de sua mãe interagiu com o artista.
 
O parlamentar que é da bancada evangélica e defensor de diversas pautas conservadoras no Congresso decidiu transformar a CPI em palcos de mais polêmicas. “Esta CPI é um verdadeiro circo midiático. Tudo migrou para dentro desta comissão. Na verdade, o objetivo inicial desta CPI era a investigação de maus tratos às crianças e adolescentes e, quando a Queermuseu foi interditada, o senador Magno Malta começou a fazer uma série de convocações”, disse Gaudêncio.
 
O curador do Queermuseu afirmou que ficou surpreso com a decisão de condução coercitiva, uma vez que nunca negou comparecer à CPI. “Não cabe dentro dos procedimentos da CPI e mostra mais uma vez que o senador busca, não só dar prosseguimento à sua intenção de continuar criminalizando a produção artística e os artistas, mas ao mesmo tempo fazer disso um fenômeno midiático em seu benefício”, afirmou em nota à imprensa.
 
Presidindo a Comissão, Malta conseguiu levar para a CPI um ex-diretor de uma escola particular que foi acusado de envolvimento com pedofilia, entrando na comissão algemado e sendo inquirido pelo parlamentar por cerca de 20 minutos. Nesta quarta-feira (08) o senador conseguiu a aprovação na CPI dos Maus-Tratos da condução coercitiva de GaudÇencio e de Wagner Schwartz.
 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora