Defesa diz que Cunha é um bom investidor, para justificar patrimônio de US$ 16 milhões

Jornal GGN – Para justificar um patrimônio da ordem de 16 milhões de dólares, os advogados contratados por Eduardo Cunha (PMDB) para defender a esposa Cláudia Cruz na operação Lava Jato alegou que o deputado é um “investidor com profundo conhecimento do mercado”.

Segundo cartas anexadas à defesa solicitada pelo juiz Sergio Moro, Cunha é um “investidor muito entendido” no ramo imobiliário, acumulando, nos últimos 20 anos, bons negócios com a compra e venda de imóveis na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Quem apontou as qualidades de Cunha foi um gerente do banco Merrill Lynch, em documentos que servem para justificar as contas de Cunha no exterior.

Segundo essas cartas, Cunha, enquanto presidente da Telerj (antiga estatal de telecomunicações do Rio), nos anos de FHC no poder, demonstrou-se um executivo muito bem-sucedido, sendo um dos responsáveis pela entrada do telefone celular no país.

Reportagens sobre o período em que Cunha presidiu a Telerj, no entanto, contradizem a tese de que ele era um excelente gestor. O GGN resgatou, no Dossiê Eduardo Cunha (leia aqui), que o peemedebista foi citado em fraudes na gestão da Telerj, entre outros escândalos da década de 1990.

Acusações

Cláudia Cruz é acusada de lavar dinheiro para o marido e suspeita de se beneficiar do pagamento de propina de 1,5 milhão de dólares para Cunha, a partir de um contrato da Petrobras. Na defesa apresentada à Justiça Federal do Paraná, ela listou 26 testemunhas, incluindo vários políticos e até ministros de Michel Temer.

Ameaças a deputados

Leia também:  Lava Jato enfraqueceu democracia e atuou como regime iliberal, diz estudo da Universidade de Oklahoma

Segundo analistas, Cunha pretende alegar que o caso da esposa está entrelaçado ao seu e, por isso, deve tramitar no Supremo Tribunal Federal. Se Cunha perder o mandato no plenário da Câmara, os processos devem retornar à primeira instância, mas o deputado vai alegar que eles são de competência da Justiça Federal no Rio de Janeiro, e não do Paraná, de onde despacha Sergio Moro.

Na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, Cunha já apresentou sua defesa contra a cassação, alegando não ter sido questionado especificamente sobre contas na Suíça durante a CPI da Petrobras.

O deputado teceu comentários entendidos como ameaças a deputados que pretendem votar a favor da cassação em plenário. Segundo Cunha, mais de 20% da Câmara (117 deputados) têm ações penais em andamento, o que significa que todos eles correm o risco de cassação caso a de Cunha abra esse precedente. “Hoje sou eu. É o efeito Orloff. Vocês, amanhã.”

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

6 comentários

  1. Recordista

    Eduardo Cunha, que já merecia o Troféu Pinocchio, agora faz jus a uma menção no Guinness Book of World Records nas categorias de desfaçatez, cara de pau e falta de vergonha na cara.

  2. defesa diz…

    Entre tantas aberrações do Brasil,  mais uma que revela o porque e tamanho atraso deste país/potência/continenal. O Congresso Nacional deveria estar debruçado sobre questões nacionais, produção de riquezas, avanços sociais, infraestrutura, produção tecnológica…Ao invés disto está tratando sobre questões criminais. Esta escrito na Constituição: “Todos são iguais perante a lei”. O cidadão cometeu crime, é caso de polícia, poder judiciário e prisional. Lugar de bandido é na cadeia. Seja quem for. Em nenhum outro lugar do planeta aquele ditado cabe tão bem: “Os pequenos ladrões são enforcados pelos grandes” 

  3. Troféu Ferradura

    Então o Cunha confessou que é muito burro. Quem tem tanto faro para investimentos de sucesso que garantam uma vida mansa não é besta de entrar para a política.

  4. EC ainda tem muito poder; é bom não subestimar.

    Prezados,

     

    Tenho lido algumas matérias dando conta de que Eduardo Cunha está frito, que a cassação dele é certa e que os ‘aliados’ que ‘comprou’ nos últimos anos começam abandoná-lo e lancá-lo aos leões. Quando essas matérias vêm do PIG, percebemos de imediato que se trata de um desejo dos empresários de mídia e do exército de colunistas pitbulls e ‘analistas’ alinhados com o golpe de se livrarem da EC, que começa a exalar odor de enxôfre e esgôto. O PIG e seus ‘colonistas’ sabem, há mais de 20 anos, quem é Eduardo Cunha e conhecem os detalhes da carreira criminosa deste que presidiu a câmara,  aceitou encaminhou o pedido de golpeachment contra apresidente Dilma, sem que ela tivesse cometido qualquer crime. A quadrilha do PSDB e parte da quadrilha do PMDB e outros partidos da direita golpista têm os mesmos interesses do PIG e pelas mesmas razões qurem ‘tirar o bode da sala’.

    O que me surprende é ver jornalistas, analistas e blogueiros independentes e progressistas embarcarem nessa canoa, acreditando que Eduardo Cunha já foi rifado, que já não tem mais poder e influência sobre a quadrilha política corrupta e conservadora que derrubou Dilma. A renúncia de EC à presidência da Câmara foi cuidadosamente calculada e acordada com o governo golpista e com gilmar mendes, que preside a 2ª turma do STF, a qual julgará EC, caso ele preserve o mandato de deputado. Com a mais consevadora, reacionária e corrupta Câmara Federal da História, considero plenamente possível que Eduardo Cunha escape da cassação. Escapando da cassação, EC será julgado por uma turma do STF em que pode contar com dois votos certos pela absolvição (os de gilmar mendes, que a preside, e dias toffoli); ademais, celso de mello já acenou com possibilidade de renunciar, o que deixaria a 2ª turma com apenas 4 ministros, mais um cenário favorável à absolvição de Edaurdo Cunha. E para quem acompanha a carreira de celso de mello e sus incoerências é possível até que le vote pela absolvição de EC.

    Portanto é preciso cautela, antes de concluir qualquer coisa acera do futuro de Eduardo Cunha. Esse deputado tem ainda muito poder e a muitos da quadrilha que tomou o Executivo Federal graças à ação desse bandido interessa preservá-lo. Eduardo Cunha tem farta munição e pode causar grandes estragos na carreira política e pessoal de centenas de parlamentares que aliciou em sua carreira criminosa no parlamento.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome