Declarações de Guedes pegam mal entre assessores de Bolsonaro

Lideranças do Congresso chegaram a ser procuradas por integrantes do governo, que pediram para não reverberar afirmação

Foto Sergio Lima

Jornal GGN – As declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes, a respeito das viagens de empregadas domésticas à Disneylândia, que ele apontou como “festa”, pegou mal entre os assessores do presidente Jair Bolsonaro, que custaram a acreditar em tal pronunciamento.

Depois de comparar o funcionalismo público a “parasitas”, Guedes afirmou em evento na última quarta-feira (12/02) que a alta do dólar é boa para o Brasil. “Vou exportar menos, em função de importações, turismo, todo mundo indo pra Disneylândia… Empregada doméstica indo pra Disneylândia, uma festa danada. Peraí”, disse, em declaração que repercutiu em jornais e canais de televisão.

De acordo com a jornalista Monica Bergamo, em sua coluna no jornal Folha de São Paulo, um interlocutor do presidente considerou a frase “terrível”, e assessores chegaram a discutir sobre como o Palácio do Planalto deveria reagir caso questionado a respeito.

Algumas lideranças do Congresso Nacional chegaram a ser procuradas por integrantes do governo, que pediam que elas não reverberassem a afirmação nem fizessem críticas contundentes a Guedes.

O presidente Jair Bolsonaro foi questionado por jornalistas a respeito da frase de Guedes. Ele se esquivou de responder, dizendo que respondia apenas pelos seus atos.

Com informações da Folha.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Covid-19: Quem vai colher nos erros de Bolsonaro?, por Ricardo Cappelli

5 comentários

  1. E nada desse lacaio do rentismo ser demitido…………esse é o governo mais acoelhado pelos abutres que se tem noticia…….

  2. Ciúmes. Assim não pode, assim não dá. Posto Ipiranga tá rivalizando com o presidente em sandices.

    Ele pode dançar por isso, só por isso e mais nada.

  3. Guedes faz isso porque sabe que temos um presidente que foi eleito para abrir mão de sua autoridade máxima…
    se abre mão da sua autoridade até diante de civis estrangeiros, imagina internamente

    esse papo, aos jornalistas, de “vai perguntar a quem falou”, partindo de um Presidente, é para esconder a entrega do poder, a falta de autoridade

  4. Arrogante
    1. Que tem ou demonstra arrogância
    2. Orgulhoso; insolente, atrevido
    [F.: Do lat. adrogans, antis ou arrogans, antis.]

    Prepotente
    1. Muito poderoso, muito influente [ Antôn.: insignificante. ]
    2. Que tem ou exerce prepotência.; ABSOLUTISTA; AUTOCRÁTICO [ Antôn.: democrático. ]
    3. Que abusa da autoridade ou do poder que tem; DESPÓTICO; OPRESSOR [ Antôn.: justo, liberal. ]

    Preconceituoso
    1. Diz-se de pessoa que tem preconceito(s): Era um intelectual preconceituoso.
    2. Essa pessoa: Os preconceituosos geralmente são injustos.

    Preconceito
    1. Opinião ou ideia preconcebida sobre algo ou alguém, sem conhecimento ou reflexão; PREJULGAMENTO: “…existia algo no mundo que tornasse compulsório ou indispensável ter uma vocação? Positivamente não, trata-se de um mero preconceito.” (João Ubaldo, Diário do farol.))
    2. Atitude genérica de discriminação ou rejeição de pessoas, grupos, ideias etc., em relação a sexo, raça, nacionalidade, religião etc. (preconceito racial); INTOLERÂNCIA
    3. Ideia ou juízo fundado em crendices e superstições; CISMA: Era um homem cheio de preconceitos irracionais.

    Intolerante
    1. Que não tolera; falto de tolerância; INSTRANSIGENTE
    2. Que não aceita atitude, crença, opinião etc. diferente da sua.
    3. Pessoa intolerante (1 e 2).
    [F.: Do lat. intolerans, antis. Ant. ger.: tolerante.]

    http://www.aulete.com.br

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome