Depois de ser demitida por Bolsonaro, filha de Queiroz ganhou “boquinha” em prefeitura

Jornal GGN – O jornalista Bernardo Mello Franco revelou em sua coluna no jornal O Globo, nesta terça (15), que Nathalia Queiroz, filha do ex-motorista de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz (investigado por ter movimentado R$ 1,2 milhão de maneira suspeita), ganhou um cargo numa preferitura do interior do Rio de Janeiro quando foi exonerada do gabinete de Jair Bolsonaro, no meio da corrida presidencial.

Nathália deveria ter ido prestar esclarecimentos ao Ministério Público do Rio de Janeiro no dia 8 de janeiro, mas faltou ao depoimento alegando que se mudou por “tempo indeterminado” para São Paulo, com o pretexto de acompanhar o tratamento de saúde do pai. Fabrício Queiroz passou por uma cirurgia para retirada de um câncer. Ele já faltou a 4 depoimentos marcados pelos promotores do Rio. Nas duas primeiras vezes, a falta foi estratégia da defesa, que pediu acesso integral ao relatório do Coaf.

Segundo Franco, Nathalia – que é personal trainer e suspeita de, segundo o jornalista, ser mais uma funcionária fantasma em gabinete de Jair Bolsonaro – recebeu um “exílio remunerado” na cidade de Araruama. Ela foi demitida pelo hoje presidente da República em dia 15 de outubro de 2018, e duas semana depois já era “assessora especial da prefeita Lívia Chiquinho, do PDT, partido de Ciro Gomes.”

“(…) a personal continuou a morar na capital fluminense, a 108 km de Araruama. A secretária da prefeita, Angela Barreira, disse que nunca a encontrou no local de trabalho. ‘Parece que ela era meio ruim de serviço. Como eu nunca vi, não posso dizer’, desculpou-se.”
 
O assessor estratégico da prefeitura Cláudio Márcio Teixeira Motta disse que “morar longe não era problema” e afirmou que Nathália era “pau para toda obra”. “Quando pedi que fosse mais específico, afirmou que ela recebia para representar a prefeitura na Assembleia Legislativa e ‘escrever alguma coisa nas redes sociais'”, relatou o jornalista.
 
Entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017, Nathália depositou um total de R$ 97 mil na conta bancária de Queiroz, que é investigada. Segundo levantamento feito pelo Estadão, o valor corresponde a 97% do salário que ela recebeu no gabinete de Jair Bolsonaro. Em entrevista ao SBT, Queiroz não quis explicar com detalhes por que recebia dinheiro de Nathalia e de outros 9 assessores que trabalhavam no gabinete de Flávio Bolsonaro. 
 
Quando o caso Coaf foi revelado pela imprensa, em 6 de dezembro, Nathália pediu demissão. Sua exoneração da prefeitura saiu em 7 de dezembro. 
 
Queiroz depositou R$ 24 mil para Michelle Bolsonaro no período relatado pelo Coaf. 
 
Leia a matéria completa aqui.

 

 

14 comentários

  1. Família fantasmagórica

    Não existe trabalho ruim, diria Seu Madruga. Ruim é ter que trabalhar.

    A laranja é obra prá todo pau.

  2. Correção de informação
    “Sua exoneração da prefeitura saiu em 7 de dezembro.”. Na verdade vcs querem dizer que a nomeação para a prefeitura saiu em 7 de dezembro? Da forma que está no texto fica sem sentido

    • Um bozominio de carteirinha afirmou que o Bolsonaro

      não deve ser preso por causa dos 24 mil reais depositados pelo laranja na poupança da patroa Micheque, pois 24 mil comparado com o que o Lulinha roubou não é nada.

      Os Bolsominions admitem o roubo do Canalha mas perdoam, por ser irrisório o valor abofelado pela Dona Micheque

      • Sem espanto e com aposta

        Salve! Não me espantarei por nada quando o Ciro Gomes aceitar algum ministério do governo Bozo. Creio que o convite será feito e aceito quando começarem as primeiras reações mais popularmente efetivas, nas ruas, contra esse governo inimigo do povo. O Ciro será chamado como uma espécie de bombeiro distracionista, como atuou antes, durante e depois das eleições, a favor da direita golpista. Quando ele aceitar, provavelmente não lhe faltarão palavras vazias de justificativa como “dever cívico”, “compromisso para com o povo brasileiro” e outras frases de efeito. Quem sabe, até mesmo assumindo postura “técnica”, na mesma linha embromatória do juiz de preto, nosso ministro da justiça. Aos ciristas que se indignarem com minhas previsões, saibam que estou topando apostas.

  3. o grande fantomas contra los

    o grande fantomas contra los vampiros intenacionales do cortzar talvez explique essa inexplicável façanha…

  4. Maldade gramatical

    “O assessor estratégico da prefeitura Cláudio Márcio Teixeira Motta disse que “morar longe não era problema” e afirmou que Nathália era “pau para toda obra”.”

    Sendo a moça “pau pra toda obra” a ordem dos fatores alteraria o produto?

    • Se não alterar o produto, fatalmente alterará o viaduto

      Amoraiza, você gosta de matemática?

      Pensa, Prima, no tempo em que eu estou tentando demonstrar a seção áurea através do triângulo retângulo de 30, 60 e 90 graus, da régua e do compasso. Tô pensando em desistir. Vou apelar para a ajuda dos universitários. Se eu não conseguir, fui, Phidias e Fibonacci.

  5. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome