Doações ao instituto FHC não têm a ver com política e partidos, diz ex-presidente

Jornal GGN – O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) cutucou o sucessor no Planalto, Lula (PT), afirmando que seu instituto, o iFHC, pode ter recebido doações de empresas investigadas na Operação Lava Jato, mas que não vê nada demais nisso, pois os repasses não têm “relação com política e partidos.”

“Muita gente deu recurso [para o instituto], mas aqui é para fazer o que nós estamos fazendo, não tem nenhuma relação com política, partido”, disse Fernando Henrique.

Segundo informações da Folha de S. Paulo desta quarta-feira (24), Fernando Henrique foi questionado sobre qual a diferença, então, entre ele receber dinheiro de empresas para promover palestras, e Lula também receber recursos das empresas empresas para a mesma finalidade. O tucano apenas respondeu: “A minha palestra eu dou e vocês assistem”.

Leia mais:

Além da Sabesp, Instituto FHC pode ter recebido doações da Cemig

Como a imprensa noticia doações da Camargo Corrêa a 42 empresas

O Instituto Lula passou a ocupar páginas de jornais há algumas semanas, quando a Polícia Federal informou que a Camargo Corrêa, alvo da Lava Jato, fez uma doação de R$ 3 milhões. O presidente da instituição, Paulo Okamotto, foi chamado a explicar o fato à CPI da Petrobras. Sem citar o iFHC, Okamotto argumentou que todos os institutos de ex-governantes têm o mesmo método de captação de recursos.

“O instituto do ex-presidente nunca divulgou detalhes sobre seus doadores. Segundo Sérgio Fausto, o iFHC foi auditado pela PwC até 2014. Este ano, passa por auditoria da Grant Thornton”, escreveu a Folha.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora