Doria nega paralisação em SP: “Se houve, durou 5 minutos”, disse

Foto: André Bueno/Câmara Municipal de SP
 
 
Jornal GGN – Metade da rede pública de ensino de São Paulo não foi trabalhar. Sindicatos ligados ao setor de transporte podem pagar uma multa milionário por impedir que 80% dos motoristas trabalhassem nesta sexta (28). Mais de uma dezena de pessoas foram presas pela Polícia Militar. Grandes vias públicas foram palco de repressão contra adeptos da greve geral. Servidores municipais dormiram no trabalho. O próprio prefeito da capital saiu de casa mais cedo para não ficar parado no trânsito.
 
Mas, segundo João Doria (PSDB), não houve paralisação em São Paulo. E, se houve, durou “cinco minutos”, porque a polícia “agiu rapidamente”. Foi o que o tucano disse em entrevista ao Estadão, transmitida ao vivo no Facebook.
 
Durante o bate-papo com a equipe do jornal, Doria se colocou frontalmente contrário à greve geral e disse que é a favor da reforma trabalhista, principalmente porque o projeto esvazia o papel dos sindicatos.
 
“Seu dinheiro, meu dinheiro, nosso dinheiro que pagou tudo isso”, disse Doria, afirmando que os governos Lula e Dilma deram um “cofre lotado de recursos” para que sindicatos banquem transporte, lanche, estadia, “tudo para ocasiões como esta”. “Enquanto isso, o trabalhador não tem opção de não pagar os sindicatos. Sou a favor da reforma trabalhita que extingue a obrigatoriedade de pagamentos a sindicatos patronais e de trabalhadores”, apontou.
 
Doria ainda disse que vai multar sindicatos ligados ao transporte público, que impediram o funcionamento regular das frotas de ônibus na manhã desta sexta. Além disso, admitiu que mais de 50% dos professores da rede pública não foram trabalhar. Na área de saúde, cerca de 20% não compareceu.
 
No mais, disse Doria, a Prefeitura conseguiu fazer 80% dos servidores, “na soma e na média”, furarem a greve. “Aliás, quero aproveitar para agradecer essas pessoas que, por espírito público, não se envolveram nessa manifestação que tem muito mais caráter político do que reinvindicatório”. Para Doria, o ideal seria fazer como os manifestantes pró-impeachment, que foram pedir a saída de Dilma Rousseff do governo aos domingos.
 
UBER FURADO
 
Doria ainda disse que o esquema com apicativos de transporte particular, como Uber, 99 e Easy Taxi, foi furado por “grevistas” que sabotaram as corridas dos servidores públicos. “Os codigos promocionais [dados aos funcionários do Paço] foram acessados por grevistas que tumultuaram fazendo centenas de chamadas”, lamentou.
 
Para o tucano, essas “pessoas não são do bem. São pessoas que só pensam em seus interesses, em detrimento da maioria da população brasileira.”
 
Assine

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Ensino médio paulista retoma aulas presenciais em novembro, decide Covas

22 comentários

  1. Como um Sindicato pode impedir a categoria de ser explorada?

    É possível que a direção sindical de uma categproa. infinitamente menos numerosa do que sua base, impeça que 80% dessa categoria trabalhe?

    Fala sério, ó, Cérebro de Rato

  2. Eu devo avisar que Doria tem
    Eu devo avisar que Doria tem o perfil óbvio do psicopata. mas também pode ser apenas um típico empresário paulista, não encontrei nenhum que nao fosse um asshole atrás de uma máscara.

    • Empresário paulista, carioca,

      Empresário paulista, carioca, soteropolitano, novaiorquino, parisiense, guatemalteco… não sei qual a diferença. É tudo gente que ganha a vida à custa do trabalho alheio, só isso.

    • A tradução ao pé-da-letra de

      A tradução ao pé-da-letra de “asshole” é buraco trazeiro, pode ser também cuzão?

      • Eu acredito que sim, não usei

        Eu acredito que sim, não usei essa palavra porque eu não tinha certeza se expressa corretamente o que eu estava pensando.

  3. Não houve greve mas a culpa foi de quem chamou o Uber

    Chamando o Uber, eles impediram que os trabalhadores do Paço fossem trabalhar. E para chamar precisava um código do Paço. Isso foi prá quem quissesse ou foi só prá Servidor Municipal?

    O Nosso sistema é seguro mas eles acessaram os códigos e fizeram dezenas de chamadas no Uber, atrapalhando o povo de ir trabakhar, mas apesar do povo não ter ido trabalhar, a culpa é de quem não foi trabalhar, isto é, a culpa é do povo. Quando os ricos se manifestam, eles o fazem dia de domingo ou feriado, os pobres, só em dia de trabalho, e ainda se dizem trabalhadores. É o que sustentam os patrões

  4. Pós verdades golpistas
    O prefeito Dorynho se superou hoje.

    Xingou eleitores de vagabundos; manteve funcionários em cárcere privado; distribuiu supositórios Doriavit pro ‘time’; se fez de egípcia na greve e ainda nem são 16h.

    Perdeu, playboy.

  5. Olha a projeção aí….

    Essas “pessoas não são do bem. São pessoas que só pensam em seus interesses, em detrimento da maioria da população brasileira.”

     

    Eis a essência dos que tentam destruir os direitos trabalhistas. A cada “ação de governo” do prefeito ele se mostra mais parecido com Jânio. Essa do Uber de hoje foi de uma marketice que só funciona em quem acredita em propaganda de televisão….

    • Não seja injusto

      Não seja injusto, Lima. Jânio Quadros era um idiota, mas tinha pelo menos um nível de formação educacional bem elevado. Compará-lo a este boneco de posto de gasolina é um insulto ao pouco de bom que havia em sua memória…

    • Dória é um homem bom, que não pensa nos seus próprios interesses

      Perguntas a um “Homem Bom”

      Bertolt Brecht

       

      Bom, mas para que?
      Sim, não és venal, mas o ralo
      que sobre a casa sai também
      Não é venal.
      Nunca renegas o que disseste.
      Mas, o que disseste?
      És de boa fé, dás a tua opinião.
      Que opinião?
       

      Toma coragem;
      Contra quem?
      És cheio de sabedoria
      Pra quem?
      Não olhas aos teus interesses.
      Aos de quem olhas?
      És um bom amigo.
      Sê-lo-ás do bom povo?
       

      Escuta pois: nós sabemos
      que és nosso inimigo. Por isso vamos
      Encostar-te a paredão. Mas em consideração
      aos teus méritos e às tuas boas qualidades
      Escolheremos um bom paredão e vamos fuzilar-te com
      Boas balas, atiradas por bons fuzis e enterrar-te com
      Uma boa pá debaixo de terra boa.

    • E terreno público anexando-o
      E terreno público anexando-o à sua propiedade particular em Campos de Jordão. Sem falar das suspeitas de desvio de verbas quando foi “gestor” da Embratur, lá pelo final da década de 1980. Tinha conta no exterior e tudo. Pois é, o rabo já começa a aparecer. Se pesquisar um pouco mais pode até crescer.

    • E terreno público anexando-o
      E terreno público anexando-o à sua propiedade particular em Campos de Jordão. Sem falar das suspeitas de desvio de verbas quando foi “gestor” da Embratur, lá pelo final da década de 1980. Tinha conta no exterior e tudo. Pois é, o rabo já começa a aparecer. Se pesquisar um pouco mais pode até crescer.

  6. Discordo.

    “Segundo João Doria (PSDB), não houve paralisação em São Paulo. E, se houve, durou cinco minutos”.

     

    Houve paralisação, sim! Foi na irrigação do cérebro de certo cidadão diferenciado, cruza de Thunderbird com boneco do guaraná Dolly. E – pela quantidade de pérolas que este vem proferindo – durou bem mais que dez minutos.

  7. Pela quantidade de

    Pela quantidade de comentários à matéria, e pelo teor, avaliamos que o nosso João Dória está trilhando caminhos certos ao sucesso em 2018 para a conquisata da presidência da repúbica. Apenas alguns dias no mundo político, já está sendo mal falado pela oposição, confirmando que êle já pôs o pé dentro do circulo no que se refere ao jargão “falem bem ou mal mas falem de mim”. Isso é resultado de sua elevada competência e 18 horas de trabalho / dia. Um bom final de semana a todos.

    • Se depender de pirotecnia e marketing, Dória já está eleito. Mas

      Kennedy Alencar. – Ex-Presidente Lula, o Doria tem criticado muito o senhor. Diz que o senhor e o PT são os responsáveis pelo maior esquema de corrupção da história -palavras dele- e que são responsáveis também pela crise econômica, pelos 13 milhões de desempregados; que esse desarranjo econômico começou lá atrás, no governo do senhor. Como é que o senhor responde a essa acusação do Doria? O senhor teme uma eventual candidatura dele?

      Lula – Deixe-me lhe falar uma coisa: quando eu era presidente do sindicato, o Sauer, presidente da Volkswagen, o presidente da Mercedes e o da Ford sempre se queixavam que eu fazia muita crítica a eles. Eu dizia: “Eu faço muito crítica a vocês porque vocês são os maiores, então preciso criticar”. Obviamente, o prefeito de São Paulo quer cinco minutos de glória. Quer que eu responda a ele. Eu não vou responder, porque ele tem obstáculos muito grandes, antes de chegar para me enfrentar. Ele primeiro tem que governar a cidade. Ele não pense que, fazendo pirotecnia, andando em ônibus às três horas da tarde… Eu quero ver é ele pegar ônibus às seis horas da tarde! Eu quero ver é ele pegar metrôs às seis e meia da tarde! Eu quero ver se ele foi às enchentes, andar nas enchentes, ou se vai quando está seco. Não, pirotecnia nós já vimos neste país. Nós já tivemos prefeito que ganhou a eleição varrendo São Paulo. Nós tivemos prefeito que dançava no carnaval vestido de trabalhador da faxina. Nós já tivemos presidente que foi eleito pela mídia, que vestia camiseta contra drogas todo santo dia, e era primeira página todo santo dia. Pirotecnia não governa nem uma cidade pequena nem uma cidade grande. Eu acho que esse prefeito de que você falou, que disse que era um grande gestor, até agora não fez absolutamente nada de gestão. Ele está fazendo pirotecnia, e ninguém sobrevive com pirotecnia. Portanto, é o seguinte: “Você, meu caro, vai ser analisado pelo seu mandato de quatro anos. Governe! Se você governar e ganhar credibilidade, você pode dar o salto que você quiser, mas não ache apenas que o agrado da imprensa, o agrado de banqueiro…” Sinceramente, se alguém for candidato do banqueiro, é esse que eu quero enfrentar. É esse que eu quero enfrentar. Eu quero enfrentar um candidato do banqueiro que, ao mesmo tempo, seja candidato da Globo. Quero enfrentar. Quero enfrentar, assim, com a chave “Lulinha Paz e Amor”, porque, eu vou lhe contar uma coisa…

    • Lembrando

      O Sr. João Dória foi eleito prefeito da maior cidade do país através de eleição direta por voto popular. Tentou a publicidade de não político, coisa que já começa a ser desmontada com o início de seu governo/administração. Até o momento, demonstrou competência para ser notícia, o que não impressiona pelo seu passado como publicitário. O resto, ou seja, a competência para governar, as notícias falam por si só. 

  8. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome