“Existe câncer de pulmão de má qualidade?”, pergunta Drauzio a Sergio Moro

"A indústria tabaqueira, que é a indústria mais criminosa da história do capitalismo universal, sempre usa esses subterfúgios", afirmou o médico Drauzio Varella ao ministro Sérgio Moro

Jornal GGN – “Que conversa é essa? Existe cigarro de boa qualidade? Existe câncer de pulmão de má qualidade?”, ironizou o médico Drauzio Varella, sobre as considerações do ex-juiz e ministro da Justiça, Sérgio Moro, para a política que ele acredita sem positiva, ao diminuir o imposto do cigarro brasileiro.

A fala de Drauzio foi emitida em uma dura crítica, em vídeo, após Sérgio Moro propor reduzir o imposto aos cigarros fabricados no Brasil para reduzir o consumo do tabaco paraguaio.

“A indústria tabaqueira, que é a indústria mais criminosa da história do capitalismo universal, sempre usa esses subterfúgios. O que eles querem é que o cigarro custe mais barato, para que as pessoas mais pobres possam ter acesso e fumar mais do que já fumam hoje”, explicou Drauzio.

Assista:

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Líder de grupo Bolsonarista diz que "nem no governo do PT, a Lava Jato esteve tão ameaçada"

14 comentários

  1. Corretíssimo Dr, Dráuzio,tudo seja legalizado ou não quem vai sofrer as consequências serão os mais pobres principalmente depois das reduções de verbas para a saúde!!!!

  2. Resposta à pergunta do Drázio:
    Sim, existe cancer de pulmão má qualidade. È o câncer de pobre que fica na fila do SUS esperando diagnóstico e implorando por oxigênio, que não chega.
    O cancer de boa qualidade é o do abonado, que fica internado em apartamento de hospitais caros e cuja vida é economizada enquanto ele der lucro.

  3. Após arregaçar as pernas para as estocadas do Trump, o Bolsonaro escancara as portas para os parlamentares.

    De acordo com o Mourão:

    “A partir do momento em que esses partidos estejam concordando com o que o governo pretende fazer, é óbvio que eles vão ter algum tipo de participação, seja em cargos nos Estados, algum ministério ou algo do gênero. Isso é decisão do presidente, né?”

  4. O que diria Marx?

    “A utilização de produtos é determinada pelas condições sociais em que os consumidores se encontram colocados, e essas condições baseiam-se no antagonismo entre classes.

    O algodão, a batata e a aguardente são produtos do uso mais comum. As batatas geraram a escrófula; o algodão tem, em grande medida, expulsado o linho e a lã, embora a lã e o linho sejam, em muitos casos, de maior utilidade, ainda que apenas do ponto de vista da higiene; e, finalmente, a aguardente têm ganho vantagem sobre a cerveja e o vinho, embora o seu uso alimentar seja geralmente reconhecido como venenoso. Durante um século inteiro, os governos lutaram em vão contra o ópio europeu; a economia prevaleceu, e ditou as suas ordens ao consumo.

    Por que são, então, o algodão, a batata e a aguardente eixos da sociedade burguesa? Porque é necessária menos quantidade de trabalho para produzi-los e, consequentemente, são mais baratos. Por que o preço mínimo determina o consumo máximo? Acaso é por causa da utilidade absoluta desses produtos, da sua utilidade intrínseca, que correspondem, da maneira mais útil, às necessidades do operário como homem, e não do homem como operário? Não: é porque, numa sociedade fundada na miséria, os produtos mais miseráveis têm a prerrogativa fatal de servirem ao uso da grande maioria.

    Dizer que as coisas mais baratas têm maior utilidade porque são as mais usadas, é o mesmo que dizer que o amplo uso da aguardente, por causa de seu baixo custo de produção, é a prova mais conclusiva da sua utilidade; significa dizer ao proletário que a batata é mais saudável que a carne; significa aceitar o presente estado de coisas; é, em suma, glorificar, como o Sr. Proudhon, uma sociedade sem compreendê-la.

    Numa sociedade futura, na qual o antagonismo entre classes tenha cessado, onde não existam sequer classes, o uso deixará de ser determinado pelo tempo de produção que é o mínimo, mas o tempo dedicado à produção de cada artigo será determinada pelo grau de sua utilidade social”.

  5. Como pode um médico tão famoso ser tão mal informado, a verdade é que o fumo não contrabandeado tem um controle muito rígido de resíduo de agrotóxicos, tsna, ntrm , em outras palavras o tabaco contrabandeado tem uma chance muito maior de causar câncer do que o fabricado no Brasil, mas não sei nem porque me expresso uma vez que muitos querem ser do contra mesmo para ganhar fama

  6. QUero deixar aqui, resgistrado o que vi esses anos todos, Pesquiso tabagismo 17 anos, e INFELIZMENTE as noticias não são boas. A OMS, orienta estruturas de governo, a manipular dados e estatisticas, e aqui no Brasil, as estruturas são o INCA e a FIOCRUZ. No momento que o governo descobrir, vai ser um Deus nos acuda, e do que morrem os não fumantes? ora, os não fumantes, morrem de câncer, AVC e infarto fulminante, e morrem antes dos fumantes, INFORMAÇÃO OFICIAL. Apenas no intuito de ajudar nessa questão do cigarro, passo informações oficiais. 1) fumo passivo do cigarro é fantasia, nunca existiu, foi “encomendado” por organizações antitabaco, patrocinadas pelo Bloomberg, no Youtube, tem a explicação do dr. Gori do US National Câncer, explicando os motivos, portanto, não existe fumo passivo do cigarro. 2) câncer de pulmão na realidade, é epidemia em quem não fuma, e para piorar, aumenta a niveis galopantes em não fumantes, FONTE. Instituto Lado a Lado câncer de pulmão um novo olhar. 3) outra falsa informaçaõ essa de que morrem 200 mil fumantes todo ano no Brasil, basta acessar o DATASUS, banco de dados, onde médicos de todo o Brasil por formulário informam as causas mortis morrem apenas 925 fumantes ano no Brasil, pois de 2006 a 2010, foram a óbito 4625 fumantes. 4) é a fumaça do diesel que está matando e adoecendo todo mundo, e não o cigarro, basta acessar GloboNews, os beneficios do biodiesel, e mostra claramente na autópsia, como é o pulmão de não fumantes no Brasil, ele é totalmente preto, podre e encharcado. 5) Própria medicina decretou no processo de nr. 583.00.1995.523.167-5 que essas campanhas contra o cigarro sempre foram fantasias, no mesmo processo a medicina sequer encontrou causualidade DIRETA entre fumar e câncer, isso é até o óbvio, pois ninguém sabe as causas do câncer. 6) 372 BILHOES ANUAIS, o governo brasileiro gasta com alcoolismo, ou seja, 7,3% do PIB brasileira, 90% de todas as mortes por drogas ditas legalizadas é pelo alcool, infelizmente isso prova que falar mal do cigarro, é apenas ideologia para organizações antitabaco. Infelizmente, além de falsos dados, saúde é o que menos interessa. Caso queiram os links oficiais, informem. Um grande abraço…,Enfim, câncer vem pelo azar, nada tendo a ver com fatores externos, como cigarro, defensivos etc, isso está publicado na biblia da ciência, a resvista SCIENCE, pelos cientistas da Universidade John Hopkins. Essas FALSAS INFORMAÇÕES, são a nível mundial, com as bençãos da OMS.

  7. Eu não gosto desse juizeco. Sou petista e sempre votei no Lula. Chega a ser irônico que um sujeito desses foi o único que tomou alguma atitude para fazer algo de meu interesse. A propósito, ele está certo em relação a contrabando de cigarros. Com essas medidas antitabagistas que fazem os preços dos cigarros aumentarem deliberadamente, é ÖNBUO que os fumantes iriam recorrer a outras fontes como o contrabando.

  8. Quem diria que seria esse juizeco que iria fazer uma coisa que preste? E é claro que com o aumento dos preços, os fumantes iriam procurar outras fontes. Culpa dos antitabagistas que movem os pauzinhos para que estes aumentos ocorram Assim como dos políticos que lhes fazem as vontades. Estes nunca ganharão meus votos

  9. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome