“Indigência intelectual assustadora”, diz Aragão sobre Alexandre de Moraes

 
Jornal GGN – “Eu fico abismado com a baixa qualidade de governança que nós temos hoje, comparado com o que nós já tivemos. Você olha para as pessoas, é de uma indigência intelectual assustadora”, disse o ex-ministro da Justiça de Dilma Rousseff e subprocurador da República, Eugênio Aragão, ao comentar a antecipação da Lava Jato pelo o ministro de Temer, Alexandre de Moraes.
 
“O que ele mostrou nesse episódio é de ser uma pessoa que não é centrada. Para se empolgar, desse jeito, em uma campanha eleitoral, e entregar aparentemente sigilo da pasta dele é uma coisa muito grave. Mostra uma pessoa, aliás, de pouca estatura para esse cargo”, afirmou.
 
As novas declarações sobre a recente postura de Moraes de antecipar fase da Operação Lava Jato foram concedidas a Kiko Nogueira, diretor do Diário do Centro do Mundo, e a TVT, em entrevista exclusiva. “Chegar e entregar uma informação na empolgação, ou pior ainda, dizer que vai sem ter a informação certa, isso não mostra seriedade. Por isso que eu disse na imprensa que me pareceu uma enorme irresponsabilidade, para não dizer infantilidade”, completou Aragão.
 
https://www.youtube.com/watch?v=J0eUu3UuWlk height:394]
 
Sobre as suspeitas de que Alexandre de Moraes será demitido, após o episódio e com a pressão da grande imprensa posta contra Temer, Aragão respondeu: “eu só posso dizer uma coisa: quem deve saber se ele vai ser demitido ou não é o doutor Temer”.
 
Para o ex-ministro de Dilma Rousseff, Moraes “confundiu o seu papel” e fez o de um “cabo eleitoral”. “Usando, de certa forma, a imagem e as prerrogativas dele de ministro, para aparecer bonito diante de eleitores do candidato”. “Isso se vê claramente no vídeo que hoje já está viralizando na internet, foi uma atitude eleitoreira”, completou.
 
Aragão questionou, ainda, a resposta do ministro de que não tinha conhecimento antecipado das fases da Lava Jato. “É muita coincidência que ele faz um discurso desse em Ribeirão Preto, terra de Palocci, no dia da campanha do PSDB, dizendo que vai haver uma Operação, ‘vocês vão se lembrar de mim’, é muito estranho, é muita coincidência”.
 
[video:https://youtube.com/watch?v=IZk8XRKqEA height:394
 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  A vitória de Covas e seu impacto sobre os planos de Doria

26 comentários

  1. A indigência intelectual de

    A indigência intelectual de ambos assustam.

    O Aragão também foi cabo eleitoral, usou o cargo no CNJ para constranger procuradores na época do julgamento da AP 470, tal qual sabe muito bem o grande Nassif  

    O que assunsta é o aparelhamento político de órgãos que deveriam ser independente,s e não adianta falar que a direta aparelhou o estado

    Há pessoas de direita, e de esquerda como o Aragão, que envergonham as instituições com sua verborragia descontrolada.

    É Gilmar, é Lewandoski

    Momentos tristes

    • Ora, que interessante!!

      Então, Rodrigo Pontara, conte-nos essa estória desabonadora do Eugenio Aragão e mostre-nos as fontes que podem sustentá-la. Interessante que vc diz que há degenerados de ambos os lados mas é só um lado que se mostra capaz de passar por cima das leis nacionais e internaionais, da Constiuição brasileira, dos direitos de milhões de recém saidos da miséria, que agora serão levados de volta ao martírio.

      Explica aí pra nós, oh Pontara! Como é que é que se dá essa intrincada elaboração que vc sugere?

      • O cara dá uma entrevista

        O cara dá uma entrevista fazendo um discurso político de defesa do PT,  atacando o Ministro da Justiça do PSDB

        Um Procurador da República deveria poupar a população de saber quais os prazeres políticos dele, deveria se ater aos autos do qual atua e não premiar a população com suas mesquinharias políticas.

        Simples assim, esta criticando alguém por fazer o mesmo que ele faz ao proferir as críticas

        Fechem as portas .. porque há gente que perdeu o senso, seja de direita ou de esquerda

        E pelo jeito a coisa vai piorar

        • Voltemos ao seu comentário

          Voltemos ao seu comentário anterior que é mais legal: “O Aragão também foi cabo eleitoral, usou o cargo no CNJ para constranger procuradores na época do julgamento da AP 470”

          Explica ai tuas fontes desse crime de prevaricação (essa é a classificação típica), onde saiu, quem denunciou.

          Ah “ouviu falar”? isso é crime meu caro. E ele não está fazendo discurso político de porcaria nenhuma, ele está descendo a lenha numa ilegalidade que foi o processo de impeachment e em outra ilegalidade que é o atual aparelhamento da PF pelo Ministro da Justiça.

          Melhora teu argumento que tá rídiculo viu, e outra cuidado com a denunciação caluniosa…

      • Não perca seu tempo, é mais

        Não perca seu tempo, é mais um troll idiota que faz o que a grande mídia ensinou: achincalhar e destruir a imagem das pessoas mediante prova nenhuma.

        Se estivessemos num país de verdade e não nessa banana republic, com um comentário desses esse rapaz ia pagar uma bela indenização por dano moral.

        Mas estamos na banana republic, repito, onde desde que seja contra a esquerda ou quem a represente, vale tudo, achincalhar, destruir, bater, esculhambar na rua, tudo sem provas, com direito a “vai para cuba”…

  2. ” Você olha para as pessoas,

    ” Você olha para as pessoas, é de uma indigência intelectual assustadora”

    O ex-ministro não falou nenhuma novidade, em se tratando deste governo atual.

    Aliás, para ser de direita, a condição necessária, é ser ignorante.

  3. Que no executivo e o

    Que no executivo e o legislativo predominem toda sorte de indigência, sempre foi público e notório.

    O que a moderna (sic) governança golpista traz de novo é a indigência intelectual do seu único sustentáculo que, pelo menos a princípio, deveria exigir de seus componentes um nível mínimo de capacidade, o Judiciário.

    Afinal, é preciso ter diploma para estar lá. Embora isso, por si só, não signifique que se tenha inteligência ou capacidade. FHC,Serra, etc., que o digam.

    Não sei se porque, hoje em dia, até mesmo os membros desse poder também não resistem a um holofote, mas a indigência mental de gente como JB, Rosa Weber, Carmem Lúcia, Lewandowski. et caterva, é assustadora.

     

    Fora o mau-caratismo assumido e desavergonhado de tipos como o chefe dos jagunços, o Gilmar Dantas, ops, Mendes (ato falho que parece já ter sido incorporado ao inconsciente coletivo do país).

    • O PJ não é melhor que os poderes democráticos

      Antônio Neto,

      Esteja certo de que as principais diferenças entre o PJ e os poderes democráticos (Executivo e Legislativo) não são a probidade, a lisura, a honestidade, nem mesmo a falsa e empolada erudição que muitos tentam demonstrar. O que diferencia o PJ dos demais é que ele é oligárquico, plutocrático, fechado em si mesmo, não fiscalizável e sem controle; ou seja, o PJ é formado por uma casta e esta maneja as leis e acordo com os interesses dela de quem ela representa (que nunca foi e não é a massa trabalhadora ou excluída), não se sujeitando a essas mesmas leis. O PJ é tão corrupto quantos os poderes políticos, mas não podemos punir os criminosos de toga, como fazemos com os políticos, negando-lhes o voto. Note que juiz criminoso recebe como punição (se assim pode ser chamada) aposentadoria compulsória com vencimentos integrais, como é o caso daquele juiz Flávio Roberto, do TJRJ, que confessou ter roubado R$830 mil, que estavam sob a guarda do tribunal.

      • Obrigado, João, pelo seu

        Obrigado, João, pelo seu comentário.

        Você está absolutamente certo em tudo que disse.

        Eu quis apenas chamar a atenção para a ilusão que eu tinha que os magistrados, incluídos aí aqueles que alcançavam o topo da carreira, ou seja, o STF, eram, pelo menos, intelectualmente melhor preparados que o Tiririca, mas hoje sei que estava redondamente enganado.

        Para o legislativo e o executivo, nenhuma qualificação, intelectual ou acadêmica, parece ser requerida. O que não é demérito  nenhum, é claro. FHC, com todas as suas graduações e cabedais, como político vale o que uma pulga pula, diante do iletrado Lula.

  4. Indigência intelectual é o Zé

    Indigência intelectual é o Zé da Justiça falar que as instituições estão funcionando… ou então trairagem de caso pensada.

    Indigência intelectual é manter o Zé da Justila 5 anos no cargo e reconduzir o Janot Golpista.

    Alexandre de Moraes é tão indigente que ele é um vencedor e nós somos perdedores.

      • Bom, a quadrilha do Alexandre

        Bom, a quadrilha do Alexandre Moraes está no poder !!! Ao contrário do Zé da justiça, esse aí manda e desmanda na PF e na lava-jato, a utiliza para prender seus rivais políticos, reprime manifestações.

        Não digo que o Zé da justiça devia fazer o mesmo, não precisava chegar a esse ponto, mas Dilma e Zé Cardoso transformaram o Brasil em um país Bizarro no qual a oposição tinha polícia política. É como se a GESTAPO perseguisse nazistas. Era o poste mijando no cachorro, era a insubordinação levada a limites inconcebíveis. Não me admira que os militares, que gostam tanto de hierarquia, tenham entrado no acordão do Jucá !!! inclusive, diria que Dilma acabou quando Moro divulgou os aúdios dos grampos no telfone DELA e não aconteceu nada. Ali militares, deputados e senadores entenderam que ela não mandava mais nada. 

        Com o golpe, aí as coisas voltaram ao normal, pois a antiga oposição passou a ser governo…

        E nós ??? Fazemos vomitaços e outras coisas inúteis, não resistimos ao golpe. Tivemos 4 meses para fazer manifestações e não fizemos. Deixamos essa corja fazer o que quer todo dia… e os maiores incômodos que eles tiveram nesses 6 meses foi com fogo amigo. 

        Não passa pela minha régua entregar o pré-sal para estrangeiros, cortar gastos na saúde e educação e cortar direitos trabalhistas. O preço do Republicanismo é o futuro do país… Agora, muitos querem que façamos como 64 e esperemos o regime cair de podre. A diferença é que a quadrilha daquela ocasião era bem menos lesa-pátria que a atual. As medidas que eles estão tomando e planejam tomar são IRREVERSÍVEIS, estão indo muito além do que os militares foram.

        Até eles caírem de podre, isso aqui virou uma somália. 

  5. Se a Dilma tivesse colocado o

    Se a Dilma tivesse colocado o Aragao no lugar do Ze soneca logo no começo de 2015 a gente nao tinha sofrido esse golpe, nao desse jeito.

  6. Quem dera houvesse 10% de pessoas como EA no MP e no PJ!

    Prezados,

     

    A impressão que tenho é de que se houvesse no MP e no PJ brasileiros pelo menos 10% de pessoas com a coragem, a corretude, a ética, a lealdade e o espírito público demonstrados por Eugênio Aragão, o Brasil não estaria com as instituições menos apodrecidas e teria mais chance de se livrar desse golpe de Estado bananaeiro e mesmo poderia tê-lo evitado.

    Entre os leitores do GGN há pessoas que criticam Eugênio Aragão, assim como criticam duramente a presidenta Dilma Rousseff, mas que o fazem por não conhecer os bastidores do poder e as limitações que um ministro de Estado, um subprocurador geral da república e mesmo a presidenta da república têm, para exercer o cargo e desempenhar as funções de forma republicana, respeitando as leis e a Constituição Federal.

    Fico satisfeito em ver os blogs e portais progressistas darem voz e espaço para Eugênio Aragão, uma sugestão e pedido que a eles tenho feito freqüentemente. Profissionais do Direito (juristas, advogados, professores, mesmo procuradores e juízes que defendam a Democracia e o Estado de Direito (não de direita), etc., devem ser instados a se manifestar não só contra o golpe de Estado e o governo golpista, mas sobretudo contra o Estado Fascista de Exceção que já vigora no Brasil, com a chancela e anuência do TRF4 e do STF.

    • Corrigindo o 1º parágrafo

      A impressão que tenho é de que se houvesse no MP e no PJ brasileiros pelo menos 10% de pessoas com a coragem, a corretude, a ética, a lealdade e o espírito público demonstrados por Eugênio Aragão, o Brasil estaria com as instituições menos apodrecidas e teria mais chance de se livrar desse golpe de Estado bananaeiro e mesmo poderia tê-lo evitado.

  7. Boa, Aragão

    Indigência intelectual é a marca desse governo. Não da para saber quem é pior, se o mordomo mesquinho e rancoroso, se o vampiro que da piti no Itamaraty, se o fascista que incita a PM a torturar e a assassinar, se o ministro da escola sem partido e com a direção de um ator pornô analfabeto, se o desmoralizado Padilha na Casa Civil, se….. Eita pau, Pereira!

  8. – “Você olha para as pessoas,

    – “Você olha para as pessoas, é de uma indigência intelectual assustadora”, disse o ex-ministro da Justiça de Dilma Rousseff e subprocurador da República, Eugênio Aragão.”

    – EI genio, quero dizer, Eugênio, pensar cansa e doi. E essa quadrilha qu está no poder, “só pensa naquilo.”

  9. ” indigência intelectual ” ?…

    … o que se podia esperar de um ‘ministro”  que acha que o Brasil precisa mais de armas do que de livros…. É lógico que é pouco inteligente, …  marionete não pensa…

  10. O que diabos Dilma não viu em Aragão mais cedo ?

    Toda vez que leio uma declaraçãoi de Aração fico me qustionando o que diabos Dilma não viu nele que viu Em José Cardozo para manter este como Ministro da Justiça e não aquele .
    Esse cara faria toda a diferença em tudo o que assistimos . Absolutamente tudo.

  11. A pior das indigências….
    morais, intelectuais ou existenciais deste governo golpista se chama Mendonça. …o min. da Deseducação!
    Receber propostas do Alexandre Frota?
    Foi o golpe de misericórdia na honra do povo pernambucano e brasileiro. ..
    Ariano Suassuna cansava de dizer o lixo mental que é este cabra! Deve estar se revolvendo dentro do caixão uma hora destas!

  12. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome