Maia cria observatório para acompanhar intervenção no Rio

Foto Diário de Pernambuco
 
Jornal GGN – O deputado do Rio de Janeiro, Rodrigo Maia, também presidente da Câmara, anunciou ontem, dia 19, a criação de um observatório para acompanhar as medidas relacionadas à intervenção de segurança pública no estado do Rio. A medida ocorreu antes da sessão que analisou e votou o decreto que instituiu a intervenção.
 
Segundo ele, até o final da semana a Câmara vai instalar o observatório para cobrar as ações, os resultados dos indicadores de violência, na área de educação. ‘É um trabalho que a Câmara vai fazer, que é inédito, assim como a intervenção também é, para que a gente possa cumprir o nosso papel constitucional de fiscalizar os atos do governo’, disse Maia.

 
Já prevendo uma aprovação da intervenção, Maia descartou a votação da reforma da Previdência neste ano. Conforme determinado na Constituição Federal, nenhuma alteração pode ser feita na Carta Magna em caso de intervenção federal. Isso inviabiliza a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/16, que altera o sistema previdenciário. Maia considera que a votação não ocorra, pois que para ele o mês de fevereiro era o limite.
 
Maia descartou ainda a possibilidade de revogação do decreto de intervenção para a votação da reforma da Previdência, conforme anunciou anteriormente Michel Temer. Para ele seria impossível lidar com a intervenção no Rio, que é a primeira feita por essa Constituição, ‘e achar que vamos dar um jeitinho de suspender e votar’, afirmou. ‘Se há uma prioridade, então essa prioridade precisa ser estabelecida porque trata, no curto prazo, da vida das pessoas. É claro que a Previdência, pode a médio e longo prazo, se não aprovada, prejudicar o futuro de muitas gerações’, completou ele.
 
Ele também negou que a votação seja adiada para novembro, pois pautar para depois da eleição seria entrar em problema para o próximo presidente da República. ‘A votação é uma questão que ele vai ter que dialogar com a sociedade e decidir com a socidade para que não pareça estelionato eleitoral’, afirmou Maia.
 
Com Agência Brasil

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

3 comentários

  1. O que eu sempre temi esta

    O que eu sempre temi esta prestes a acontecer.

    Imaginem o trafico liberando seus filiados para uma caça aos deputados por todo o país?

     

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome