Neoliberalismo e excesso de democracia é tema de seminário

Evento acontecerá na Universidade Pablo de Olavide, em Sevilha (Espanha) e irá receber acadêmicos e políticos brasileiros 
 
Congresso em protestos de Junho de 2013 Foto Mídia Ninja
 
Jornal GGN – A Universidade Pablo de Olavide, em Sevilha-Espanha, irá receber entre 16 e 18 de janeiro o Seminário Internacional “Neoliberalismo e Excesso de Democracia: novas formas de organização política”, organizado pelo Instituto Joaquim Herreira Flores em parceria com a Máster Oficial de Derechos Humanos, Interculturalidad y Desarrollo UPO/UNIA.
 
A proposta é elaborar as condições políticas e sociais do atual cenário mundial. “Diante dos processos sociopolíticos em que estamos imersos, parece que nos movemos entre desorientação e desencanto. Poderíamos caracterizar o nosso momento histórico com as palavras de Antonio Gramsci: “O velho mundo morre. O novo é lento para aparecer. E naquele chiaroscuro (palavra italiana para “luz e sombra”)  surgem monstros”, elucida o artigo de divulgação do seminário. 
 
O evento contará com a participação de acadêmicos e políticos do Brasil, Portugal, Espanha e França, dentre eles o juiz Baltasar Garzón, o ex-ministro da Justiça do Brasil Tarso Genro e a Deputado Federal PCdoB Jandira Feghali. Os temas das mesas serão divididos entre ‘neoliberalismo e democracia excedente’, ‘crise da Democracia e do Estado de Direito’, a ‘racionalidade neoliberal como um novo sentido comunitário’ e ‘experiências da organização política e social’. 
 
 
 
O Instituto Joaquín Herrera Flores e o Máster Oficial de Derechos Humanos, Interculturalidad y Desarrollo UPO/UNIA, em colaboração com instituições parceiras, realizam o Seminário Internacional “Neoliberalismo e Excesso de Democracia: novas formas de organização política” entre 16 a 18 de janeiro de 2017 no Salão dos Graus do Edifício 7 da Universidade Pablo de Olavide (Endereçõ: Ctra. de Utrera, nº 1, 41013 Sevilla, Espanha). A entrada será gratuita.
 
Diante dos processos sociopolíticos em que estamos imersos, parece que nos movemos entre desorientação e desencanto. Poderíamos caracterizar o nosso momento histórico com as palavras de Antonio Gramsci: “O velho mundo morre. O novo é lento para aparecer. E naquele chiaroscuro (palavra italiana para “luz e sombra”)  surgem monstros.
 
No entanto, é importante reconhecer que nem todos os velhos estão morrendo, nem todas as coisas novas que aparecem no horizonte são portadoras de alternativas emancipadoras. Assistimos a queda de grandes mitos no campo jurídico-político, ao seqüestro do Estado e suas instituições nas mãos de grupos econômicos; para a cooptação de nossa subjetividade (também entre atores da esquerda) pela racionalidade neoliberal; a narrativas neoconservadoras que além do econômico estão ganhando expressões concretas no campo da cultura e um novo senso comum reacionário.
 
Diante desse horizonte histórico, torna-se urgente e necessário abrir espaços de pensamento, reflexão e diálogo coletivos que nos ajudem a identificar as linhas de base do que estamos vivendo e a reconhecer e articular as experiências concretas que estão sendo construídas como alternativas. 
 
Por tudo isso, este seminário é proposto para discutir as seguintes questões:
 
Como pensar e agir em um mundo onde as utopias, como as democracias, parecem ser presas pela inevitabilidade das estratégias de um capitalismo sem limites, sem freios?
 
Que experiências de organização política emancipatória estão em andamento neste processo de disputa entre projetos da sociedade?
 
Programação:
 
Terça-feira, 16 de janeiro
 
5:00 da tarde: neoliberalismo e democracia excedente: novas formas de organização política
• Tarso Genro – ex-ministro da Justiça do Brasil
• María José Fariñas – Professor de Filosofia do Direito – UC3, Madri, Espanha
• Baltasar Garzón – FIGBAR – Espanha
• Roberto de Figueiredo Caldas – Tribunal de I / A HR – Brasil
• Lina Gálvez Muñoz – Professor de Economia – UPO, Sevilha, Espanha
 
Quarta-feira, 17 de janeiro
 
10:00 da manhã às 2:00 p.m .: Crise da Democracia e do Estado de Direito
• Francisco Infante Ruiz – UPO – Espanha
• Bethânia de Albuquerque Assy – PUC-Rio – Brasil
• Bruno Senna Martins – CES – Portugal
• Marta Skinner – UERJ – Brasil
• Augusto Jobim – PUC-RS – Brasil
• Carol Proner – IJHF / UFRJ (Moderador)
 
4:00 p.m. às 8:00 p.m.: A Racionalidade Neoliberal como um Novo Sentido Comunitário
• David Sánchez Rubio – EUA – Espanha
• Manuel Jesús Sabariego – CES – Portugal
• Christophe Ventura – IRIS – França
• Jandira Feghali – Deputado Federal PCdoB – Brasil
• Francisco Sierra Caballero – Universidade de Sevilha – Espanha
• Manuel Gándara – IJHF / UPO (Moderador)
 
Quinta-feira, 18 de janeiro
 
10:00 da manhã às 12:00 p.m .: Experiências da Organização Política e Social
• Adão Villaverde – Deputado do Estado PT – RS
• Joxean Fernández, Chefe do Laboratório de Cidade, Cultura e Espaço Público (CEFIR) para a América Latina
• Manuela D’Ávila – Pré candidatura à Presidência da República do Brasil PCdoB – Brasil
• Aldo Arantes – antigo deputado do Constituinte de 1988, membro da PCdoB – Brasil
• Edileny Tomé da Mata, Jesús Delgado e Vicente Barragán – IJHF / UPO – Espanha (Moderadores)
 
12:00 a 15:00 horas: cerimônia de encerramento: diálogos
• Gerardo Pisarello – Primeiro-deputado de Barcelona.
• Tarso Genro – ex-ministro da Justiça do Brasil.
 
Para baixar o programa, clique aqui.
 
Comitê Científico:
Carol Proner – IJHF-AL
Christophe Ventura – IRIS
Edileny Tomé da Mata – IJHF / UNIA / UPO
Francisco Infante Ruiz – UPO
Jesus Delgado Baena – IJHF / UPO
Jesus Sabariego – CES
Lina Gálvez Muñoz UPO
Manuel Gándara Carballido – IJHF-AL
María José Fariñas Dulce UC3
Tarso Genro – INP
Vicente Barragán – IJHF / UPO
 
Instituições Colaboradoras
 
Universidade Pablo de Olavide – UPO – Espanha
Universidade Internacional da Andaluzia – UNIA – Espanha
Instituto Joaquín Herrera Flores – IJHF – Espanha / América Latina
Instituto Novos Paradigmas – INP – Brasil
Centro de Estudos Sociais – Universidade de Coimbra – Portugal – Doutoramento “Direitos Humanos em Sociedades Contemporâneas” (Direitos Humanos em Sociedades Contemporâneas – CES).
Fundação Rosario Valpuesta – Espanha
Instituto Declatra – DECLATRA – Brasil
Mestrado PPGD – UFRJ – Brasil
 

1 comentário

  1. Prezada Lilian,
    Uma boa

    Prezada Lilian,

    Uma boa tradução para “chiaroscuro” poderia ser, quem sabe, a expressão “lusco-fusco”.

    Sucesso para o evento, com os votos de que você possa divulgar suas melhores intervenções.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome