O generoso natal do governo Bolsonaro a crianças pobres

A primeira-dama Michelle Bolsonaro, presidente do programa Pátria Voluntária, decidiu preparar uma festa de natal para crianças pobres no Palácio da Alvorada

Jornal GGN – A primeira-dama Michelle Bolsonaro, presidente do programa Pátria Voluntária, decidiu preparar uma festa de natal para crianças pobres no Palácio da Alvorada, nesta quinta (03). Distante de qualquer medida social de participação e distribuição de renda, o evento expôs o caráter assistencialista do governo, separando pessoas com riquezas – os ministros e membros do governo em um balcão superior para assistir as crianças pobres, abaixo, recebendo as doações e o papai noel.

Além disso, não contou com nenhuma medida de segurança para aquelas crianças, que em um dia especial de generosidade da primeira dama, puderam ter o privilégio de desfrutar do gigante e de nobre arquitetura espaço do Palácio da Alvorada, incluindo nadar na piscina e brincar no gramado, almoçar a custosa comida cotidiana da família do presidente e, sem máscaras, abraçar em aglomeração o papai noel.

O evento que expôs o tratamento do governo Bolsonaro com as pessoas em situação de vulnerabilidade social, como meras políticas assistencialistas, que se chegam a ter a sorte de serem convidadas nestes eventos receberão generosidades e doações, e não garantidora de seus direitos, também não se importou com a atual pandemia que volta a matar mais de 700 pessoas por dia e infecta mais de 40 mil casos diários de média móvel no Brasil.

Nos vídeos e fotos, orgulhosamente expostos pelo presidente Jair Bolsonaro e pelos ministros que estavam no outro lado superior do balcão do espaço, como em posição de assistir a uma ópera do pedestal, as crianças não estavam com máscaras e quando o papai noel com vestimenta de realeza chegou, foram conduzidas a abraçá-lo, todas juntas, em dezenas amontoadas, sem nenhum distanciamento.

“Nós ministros, assessores dos ministérios, é que demos os presentes. As crianças fizeram cartinhas para nós e nós entregamos os presentes. E no quintal aqui já está lindo. Imagina isso aqui cheio de crianças amanhã? Aí meu Deus, estou tão feliz. Deus abençoe o Brasil”, celebrou Damares Alves.

Leia também:  A covardia do Congresso Nacional, por Aldo Fornazieri

Emocionada com o dia de caridade, a ministra e Michelle Bolsonaro ainda comemoraram que aquele era o 1º almoço de 4 que a generosa primeira dama irá oferecer a crianças pobres, de natal, este mês.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

3 comentários

  1. Está passando da hora de substituir a caridade pela cidadania.
    Michele chorou. Mas não disse nada sobre os 79 mil.

  2. Micheque, na certa, se emocionou com a trilha sonora EM INGLÊS!
    Pelo visto a pátria solidária dela é o USA. Ô candanga semianalfabeta.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome