OCDE prevê queda menor da economia brasileira

Jornal GGN – A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) crê que a economia brasileira terá uma queda menor do que a prevista anteriormente, melhorando sua estimativa para o país. Agora, a OCDE espera uma contração de 3,3% neste ano, contra redução de 4,3% calculada previamente.

Para 2017, a previsão de recuo é de 0,3%, contra 1,7% da pesquisa anterior. Porém, a OCDE alerta que o país terá de lidar um baixo crescimento global, que deverá enfraquecer neste ano e no ano que vem.

A expansão do comércio pode afetar o crescimento econômico mundial deste ano, disse a organização. “Isso está bem abaixo do padrão e indica que a globalização como medida pela intensidade do comércio pode ter estagnado”.

A previsão é que a economia global cresça 2,9% neste ano, contra estimativa anterior de 3,0%. Caso isto aconteça, será a taxa mais baixa desde a crise de 2008. Segundo a OCDE, muitas cadeias de abastecimento estão se desmantelando, principalmente porque a China tenta afastar sua economia das exportações para o crescimento, com algumas empresas levando de volta a produção para seus países de origem.

“Se pudéssemos voltar ao tipo de crescimento do comércio que tínhamos nos anos de 1990 e 2000, seríamos capazes de voltar às taxas de crescimento da produtividade de antes da crise financeira”, disse Catherine Mann, economista-chefe da OCDE, para a agência Reuters.

 

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rui Daher

- 2016-09-21 23:08:38

O Brasil entrou na OCDE?

Não? Agora entra.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador