Organização diz que FBI incentivou atos terroristas em operações infiltradas

O relatório da Human Rights Watch cita o caso de Rezwan Ferdaus, condenado a 17 anos de prisão por planejar um ataque contra o Pentágono com pequenos drones carregados de explosivos

Jornal GGN – Relatório da Human Rights Watch afirma que o FBI encorajou e até pagou muçulmanos americanos para cometer atentados em operações infiltradas. A organização estudou 27, analisando os processos de investigação, acusação e as condições de prisão de dezenas de pessoas e considera que metade das condenações são resultado de operações infiltradas. Muitas das pessoas nunca teriam cometido um crime, se as forças de ordem não as tivessem estimulado, impulsionado e até mesmo pago, para cometer atos terroristas”, disse Andrea Prasow, uma das autoras do trabalho.

Enviado por Rodolfo Machado

Do Terra

FBI incentivou atos terroristas em operações infiltradas

O FBI encorajou e até mesmo pagou muçulmanos americanos para incitá-los a cometer atentados durante operações infiltradas, montadas depois dos atentados do 11 de setembro, segundo um relatório da ONG Human Rights Watch (HRW) divulgado nesta segunda-feira.
 
Em muitos dos 500 casos de terrorismo analisados por tribunais americanos desde 2001, “a promotoria americana e o FBI tiveram como objetivo muçulmanos americanos em operações clandestinas de contraterrorismo abusivas, baseadas na condições religiosa ou étnica”, denuncia o informe da HRW.

 
A conceituada organização estudou 27 casos, com a ajuda da Escola de Direito da Universidade da Columbia. Foram examinados os processos de investigação, acusação e as condições de prisão de dezenas de pessoas. Foram compilados 215 testemunhos, entre acusados, processados, advogados, juízes e promotores.
 
“Em alguns casos, o FBI pode ter criado terroristas a partir de pessoas que respeitavam a lei, ao sugerir a ideia de realizar ações terroristas ou ao encorajar o alvo a agir”, diz o texto, que considera que metade das condenações são resultado de operações infiltradas. Em 30% dessas situações, o agente infiltrado joga um papel ativo na tentativa de atentado.
 
“Muitas das pessoas nunca teriam cometido um crime, se as forças de ordem não as tivessem estimulado, impulsionado e até mesmo pago, para cometer atos terroristas”, explicou Andrea Prasow, uma das autoras do trabalho.
 
O relatório cita o caso de quatro indivíduos de Newburgh (Estado de Nova York) acusados de ter planejado atentados contra sinagogas e uma base militar americana. De acordo com o juiz do caso, o governo “proporcionou a ideia do crime, os meios e lhes abriu o caminho”, transformando em “terroristas” pessoas “de uma bufonaria digna de Shakespeare”.
 
Segundo a ONG, o FBI busca pessoas vulneráveis, com problemas mentais ou intelectuais.
 
Outro do caso apresentado é de Rezwan Ferdaus, de 27 anos, condenado a 17 anos de prisão por pretender atacar o Pentágono com pequenos drones carregados de explosivos. Um agente do FBI reconheceu que Fergus apresentava “claramente” problemas mentais, mas que isso não impediu o policial infiltrado de planejar o atentado.

9 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

altamiro souza

- 2014-07-22 22:48:34

injusto é botar o grande

injusto é botar o grande shakespeare no meio dessa canalhice típica e dizer que "isso (transformar cidadãos em terroristas)é bufonaria  digna de shakespeare". acho que maculam o nome do poeta.

esses bufões do fbi são flibusteiros a serviço do esquema de segurança militar estadunidense e, como muitos já disseram aqui nos comentáriosm, o brasil nem precisa deles.o macartismo nasceu no fbi....quer mais canalhice do que essa?

porque a orquestra bufônica tucano-midiática toca a mesma nota há anos e um dos exemplos personalizados é um cara da globo, o willian waack, que seria pau mandado dos americanos no brasil, segundo antigas fofocas na internet.

e os da privataria tucana? é claro que estaria equivocado ao dizer que este esquema entreguista seria digno da ironia machadiana.

essas canalhices todas estão acima das definições - mesmo as geniais!

 

Euler Conrado

- 2014-07-22 14:34:05

Hummm, sei não, mas acho que

Hummm, sei não, mas acho que quem tem a mídia que existe no Brasil não precisa de FBI ou CIA. Por estas bandas a mídia golpista faz todo o serviço sujo, inclusive o de incentivar manifestações contra a Copa, que para o azar deles, não vingaram com a força que eles queriam, e a Copa foi um sucesso. O PSOL e outros têm o direito legítimo de manfestar contra o governo. Muito pior é a mídia tucana e golpista, que tenta se fazer de neutra, mas age contra o povo brasileiro o tempo inteiro.

janes salete

- 2014-07-22 14:10:49

Bem típico da "democracia"

Bem típico da "democracia" americana. Viu, Gunter? Mas, na verdade, sabíamos disso desde que nos conhecemos como cidadãos, claro, conscientes.

Fábio de Oliveira Ribeiro

- 2014-07-22 13:26:43

Nennuma novidade. A elite de

Nenhuma novidade. A elite de Atenas odiava a democracia no século IV aC exatamente como a elite norte-americana a detesta na atualidade. A únida diferença entre as duas elites é que a ateniense tinha coragem de atacar abertamente a democracia (caso de Platão, por exemplo) enquanto os norte-americanos prefenrem dizer que a estão "defendendo a democracia" justamente quando se esforçam para sabotá-la e para destruir as liberdades civis. 

Avelino de Oliveira

- 2014-07-22 12:40:46

Caro Nassif e demais Por que

Caro Nassif e demais

Por que será, que todos que protestam contra os EUA, já é tachado de pessoa com problemas mentais?!

Faz parte do manual deles?

Saudações

Djijo

- 2014-07-22 12:09:38

Papel do Diabo que tenta pelas fraquezas

Tem uma regra que se um sujeito é fraco para a bebida, não beba perto e nem lhe ofereça. Se é um punguista, não deixe objeto de valor a vista. É para proteger a pessoa dele mesmo. O que o FBI fez foi coisa de cafajeste.

Fulvia

- 2014-07-22 12:04:20

Nós não precisamos do FBI

Nós não precisamos do FBI para fomentar ações terroristas e criminosas contra nosso próprio povo e o nosso país, já temos o psol para fazê-lo. 

Esse "partido político" que não ganha nas urnas, e por isso tenta incendiar o país através de seus asseclas mascarados ou não, contavam que iriam se refugiar no Uruguai para de lá comandar o banditismo no lado de cá da fronteira.  

 

mauro silva 1

- 2014-07-22 11:28:20

inclusive o 11/9/01

ataques terroristas interessam aos reacionários estadudinenses que transformaram os eua nesse arremedo de democracia; a indústria de armas que os financia; a indústria do petróleo; estocadores de ouro etc etc.

enfim, financiá-los é um negócio muito lucrativo para alguns.

Mac

- 2014-07-22 11:15:42

Faltou uma PEC 37 nos Estados

Faltou uma PEC 37 nos Estados Unidos .

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador