Os Omissos, por Luís Fernando Veríssimo

Sugestão de Gilberto Cruvinel

de O Globo

Os omissos

por Luis Fernando Verissimo

FH poderia ter dado uma cutucada no capitão anunciando seu apoio a Haddad

Quando, no futuro, escreverem a história destes dias estranhos, um capítulo inteiro — ou, vá lá, uma nota de pé de página — terá que ser sobre os omissos. Aqueles que, se esperava, iriam diretamente para a barricada anti-Bolsonaro assim que se definisse o adversário no segundo turno, e não foram, ou demoraram a ir, ou se desinteressaram pelo futuro do país e foram cuidar das suas hortas. Enfim, se omitiram. É claro, nenhum novo apoio declarado ao Haddad no segundo turno diminuiria a avalanche de votos que elegeu Bolsonaro. Mas os omissos deveriam ter pensado não na consequência imediata da sua omissão, que era livrá-los de qualquer suspeita de estarem ajudando (horror!) o PT, mas pensado em suas biografias. No fim, o ódio ao PT foi maior que o amor pela democracia.
Um dia o deputado Jair Bolsonaro lamentou publicamente que a ditadura — que, segundo ele, nunca existiu, já que o golpe de 64 foi só um movimento de tropas, como disse, incrivelmente, o ministro Toffoli, presidente, ai de nós, do Supremo Tribunal Federal —, que a ditadura, como eu dizia quando me interrompi tão rudemente, não tivesse eliminado o Fernando Henrique Cardoso quando podia. Fernando Henrique, que é um gentleman, nunca respondeu, mas bem que agora poderia ter dado uma cutucada no capitão, como represália, anunciando seu apoio a Haddad. Só se manifestou quando chamou de “inacreditável” o discurso de Bolsonaro no telão da Avenida Paulista, quando este, com a eleição garantida, anunciou uma faxina no país e o banimento do que chamou de “marginais vermelhos” do território nacional. A Marina Silva levou 15 dias para decidir quem apoiava. O Ciro Gomes, em vez de ir para a barricada, foi para a Europa.

Leia também:  Suspeita de uso excessivo de agrotóxico põe em xeque a 'sustentável' Açaí Amazonas, por Fábio Zuker

Para não dizerem que estou de má vontade com um governo novo e cheio de planos, dou minha contribuição. Como será difícil distinguir um marginal vermelho de um cidadão normal, agora que até a direita usa barba, sugiro que se costure uma estrela vermelha na roupa dos marginais, para identificá-los. Deu certo em outros países.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

17 comentários

  1. Será que a idade afetou o raciocínio?
    FHC e Ciro Gomes apoiando o PT?
    Um se tornou a própria encarnação do diabo nos governos do líder petista. O mesmo líder sabotou a campanha de Ciro, que teria batido o capitão.
    Tem alguma lógica falar de apoio?

    • Vai repetir essa mentira

      Vai repetir essa mentira quantas vezes? Lula não sabotou ninguém, Lula é líder do PT e não tem nada a ver com o PDT., Lula escolheu um membro de SEU PARTIDO para se candidatar no seu lugar (se escolhesse de outro partido é que seria sabotagem). O candidato Ciro é que sabotou o Haddad no segundo turno. Todo mundo viu. O candidadto do PDT (sabe-se lá até quando estará nesse partido) foi incompetente e agora quer jogar a culpa de seu fracasso nos outros. Quem foram os culpados das outras tantas derrotas desse enganador? 

    • Dizer que Ciro derrotaria o

      Dizer que Ciro derrotaria o capitão no segundo turno é uma coisa tão inteligente como dizer que o nazismo é de esquerda. Cá pra mim, não estou afirmando porque também não seria sensato, mas intuo que Ciro, com sua, dele, “perspicácia” política, num segundo turno não ganharia nem de Marina.

    • Ciro apeuenou-se
      Apesar de, com razão, ter ficado aborrecido e magoado com o Lula e o PT pelo puxão no tapete quando estava fechando o apoio do PSB à sua candidatura, Ciro perdeu sua maior oportunidade de se mostrar como verdadeiro estadista. Sua omissão jamais será esquecida, representando uma mancha negra em seu currículo político. Ele será sempre cobrado pelo que de pior ocorrer no governo Bolsonaro. Deveria, desde o promeiro instante, ter dado apoio incondicional a Haddad, e, com este vitorioso, assumir a liderança da oposição, retirando essa bandeira da oposição de direita e extrema-direita. Apequenou-se.

    • Com 12% dos votos validos, o Ciro ia bater o Bolsa
      Tem pai que eh cego.
      Baixa taxa de aprovacao e sua taxa de rejeicao aumentaria exponencialmente tao logo ele, Ciro, fosse o candidato ungido pelo Lula

  2. Acontece que o PT e Lula

    Acontece que o PT e Lula acabaram com a reputação de FHC e implodiram a candidatura de Ciro agora e de Marina em 2014;

    Porque mesmo eles iam apoiar o Haddad?

    Até porque, caso o Haddad se elegesse, imediatamente ele daria de ombros para o apoio que recebeu.

    O petismo só aceita apoio incondicional, e esse só o PSOL topa. Tanto é que os outros partidos de esquerda articulam um bloco de oposição sem o PT para a próxima legislatura.

    Aliás, se o PT tivesse mesmo interesse em dividir o poder, o teria feito colocando Ciro como cabeça de chapa. Seria o lógico. Mas os caras resolveram suicidar-se policiamente adotando um caminho que só interessava a um sujeito: Lula da Silva.

    Deu no que deu.

    • Todos estão errados.

      A única maneira da esquerda ter reconquistado o poder era terem todos esses partidos colocado a mim como cabeça de chapa. Seria lógico.

      Eu sou o novo na política, não têm contra mim do que acusar. Estaria livre do anti-petismo e das retrições que parte do eleitorado tem em relação aos rompantes do Ciro.

      Mas não, os caras resolveram suicidar-se politicamente adotando um caminho que não me beneficiava. Deu no que deu. 

      • Num dianta, Sergio, eles não

        Num dianta, Sergio, eles não vão entender.  Nós é que temos que entender as agruras deles, estão procurando unir as esquerdas para formar um bloco de oposição a Bolsonaro, exclusive o PT, só as esquerdas boas, o PSDB, o DEM, o PDT. A brabeza com o PSOL é que não aceitou a aliança. Como Alckmin está em baixa talvez eles consigam eleger Ciro na próxima eleição (se houver). A prefeito de Pindamonhangaba. 

    • Ciro cabeça? Conta outra…

      Se o PT fosse enganado pelas previsões de voto de Ciro no segundo turno e lhe entregasse a cabeça da chapa, os canhões da mídia e das fake news, que tinham feito o antipetismo, se dirigiriam a Ciro, e sua percentagem se dissolveria. E caberia ao PT a vergonha que agora Ciro deveria estar sentindo. Mas não nos iludamos, Ciro foi piscado pela mesma mosca que picou Lacerda e Juscelino (velha mas eficiente), e espera ganhar a próxima eleição. Que tome cuidado com os acidentes rodoviários…

  3. os omissos

    Apesar de, com razão, ter ficado aborrecido e magoado com o Lula e o PT pelo puxão no tapete quando estava fechando o apoio do PSB à sua candidatura, Ciro perdeu sua maior oportunidade de se mostrar como verdadeiro estadista. Sua omissão jamais será esquecida, representando uma mancha negra em seu currículo político. Ele será sempre cobrado pelo que de pior ocorrer no governo Bolsonaro. Deveria, desde o promeiro instante, ter dado apoio incondicional a Haddad, e, com este vitorioso, assumir a liderança da oposição, retirando essa bandeira da oposição de direita e extrema-direita. Apequenou-se.

  4. os omissos

    Apesar de, com razão, ter ficado aborrecido e magoado com o Lula e o PT pelo puxão no tapete quando estava fechando o apoio do PSB à sua candidatura, Ciro perdeu sua maior oportunidade de se mostrar como verdadeiro estadista. Sua omissão jamais será esquecida, representando uma mancha negra em seu currículo político. Ele será sempre cobrado pelo que de pior ocorrer no governo Bolsonaro. Deveria, desde o promeiro instante, ter dado apoio incondicional a Haddad, e, com este vitorioso, assumir a liderança da oposição, retirando essa bandeira da oposição de direita e extrema-direita. Apequenou-se.

  5. Xadrez do Ciro

    Enquanto representante mor do antipetismo no seio da própria “esquerda” inóqua, porque com poucos votos, sem base nos movimentos sociais e inorgânica, Ciro sabe que será agraciado, que terá confortavelmente sua evidência assegurada na mídia burguesa ao longo de todo o governo bozo. É um xadrez de favas contadas, um quinta colunismo bem calculado. 

  6. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome