Pressionado, Temer vai a público chamar massacre de “acidente pavoroso”

Jornal GGN – Depois de dias em silêncio e somente após passar a ser criticado pela omissão, o presidente Michel Temer decidiu ir a público classificar o massacre em um presídio de Manaus, que resultou em 56 mortos no último domingo (1º), de “acidente pavoroso”.

Nesta quinta (5), ele fez uma fala diante da imprensa tentando retirar a culpa do poder público acerca do caos no sistema penitenciário.

“Eu quero me solidarizar com as famílias que tiveram seus presos vitimados naquele acidente pavoroso que ocorreu no presídio de Manaus. Nossa solidariedade é governamental e tenho certeza que é apadrinhada por todos aqueles nesta reunião”, disse.

“Em Manaus, o presídio era terceirizado e privatizado e, portanto, não houve uma responsabilidade objetiva, clara e definida dos agentes estatais”, afirmou. “Mas não basta ficarmos apenas em diagnósticos do que aconteceu ou não aconteceu. É preciso agir e executar”, acrescentou.

Temer, por outro lado, reconheceu que cabe à União gerir a segurança interna dos presídios em parceria com os estados. “Se a segurança pública é fundamentalmente de nível estadual, a preocupação gerada nos últimos tempos faz com que todos nós tenhamos ciência e consciência de que se trata de um problema nacional”, comentou.

Nas redes sociais, o termo “acidente pavoroso” para classificar um massacre fruto de uma guerra entre facções foi motivo de muitas críticas. Os principais portais editaram o título das manchetes para esconder a palavra “acidente”.

Temer também aproveitou o episódio para admitir que o sistema carcerário não respeita o “preceito constitucional que determina que os presos devem cumprir pena em estabelecimentos diferentes de acordo com a natureza do delito, idade e sexo”.

O Plano Nacional de Segurança que ele pretende lançar determinará, de acordo com relatos da Folha, “que unidades prisionais que sejam construídas a partir de agora tenham prédios diferentes para abrigar presos que cometeram crimes de alta e de baixa ofensividade.”

Leia também:  A próxima pandemia de vírus não está longe

Além disso, serão liberados R$ 150 milhões para a instalação de bloqueadores de celulares em 30% das unidades prisionais de cada Estado, e informou cinco presídios federais serão construidos para abrigar lideranças de facções criminosas.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

19 comentários

  1. Temer chama de acidente a
    Temer chama de acidente a contumaz violação da Lei de Execução Penal no Amazonas.
    Quando um usurpador limpa a bunda com a Lei e admite em público sua violação dizemos que seu Estado é falido.
    O Estado brasileiro já falou, inclusive porque a OAB apoiou o golpe de 2016 que derrubou Dilma Rousseff.

  2. Pavoroso é o futuro

    temer O Pavoroso em todos os sentidos,

    temer o Breve e Pavoroso sanguessuga da nação.O próximo vampiro terá bico e só falará yes, nós temos bananas.

  3. Toda vez que esse acidente pavoroso

    abre a boca o brasil fica menor. Deveria ter mandado a marcela negociar com os presos, afinal, ela não é a arma secreta do “governo”?

  4. O incompetente e o desonesto

    Concordo com Maria Luisa: Temer não está à altura do cargo que ocupa (ilegalmente). Seguiu a orientação da Rede Globo de se afastar da crise e agora que decidiu falar, pisou no tomate. Um incompetente.

    Outra aberração que ressalta dessa crise: a desonestidade de Alexandre Moraes. Por ter advogado a favor do PCC, JAMAIS poderia ocupar um cargo executivo na área de Segurança Pública, devido ao óbvio conflito de interesses. Quanto mais estar Ministro da Justiça.

    Acontece que Moraes é tucano e golpista, e para tucanos e golpistas ética, decência, dignidade e Constituição Federal são meros detalhes.
     

  5. Me pergunto se o traidor nao

    Me pergunto se o traidor nao tem assessoria de imprensa para informa-lo quando deve ficar calado.

    Chamar a chacina ocorrida em Manaus de acidente, eh um insulto a inteligencia ate mesmo dos zombies manipulados que ainda o apoiam. Ele e seu ministro da (in)justica deveriam passar uma semana dormindo naquele presidio ao lado dos detentos para ter uma fracao da ideia do sofrimento que ele e seus comparsas estao fazendo o Brasil passar.

    Patife traidor, pilantra!

  6. Absurdo e pavoroso Temer

    Olha só o que o pavoroso Temer disse

    -Eu quero me solidarizar com os familiares que tiveram SEUS PRESOS vitimados naquele acidente….

    Um absurdo a falta de respeito com os familiares pois eles nao tem presos e sim  parentes. Os presos pertencem ao pavoroso Temer e sua turma pavorosa

    José Emílio Guedes Lages- Belo Horizonte

    • Erro de português do

      Erro de português do Temer.

      Parece até que as vítimas eram mantidas em cárcere privado por diversas famílias, e que por infelicidade, tivessem todas morrido em algum tipo de acidente.

      Rigorosamente, é isso que a frase quer dizer…

  7. Acidental é algo que não acontece rotineiramente

    Carnificinas nos presídios brasileiros ocorrem com frequencia, portanto, esse massacre não foi um acidente.

    O Estado não tem culpa nessa carnificina? Quem foi que terceirizou a prisão?

    Esses ratos tem culpa, sim, in eligendo, in terceirizando et in vigilando

  8. Sem noção, acostumado a fazer média dentro do congresso

    Por isso conseguiu, traindo sua chapa de eleição, derrubar a pessoa que viabilizou sua vice-presidência.

    Sua patota só o aguenta a troco de favorecimentos pessoais e grupais.

    Mas sabem que é um vaselina, fala macia, trejeitos delicados para chegar na média com seus pares.

    Não consegue passar disso

  9. Acidente pavoroso

    Como um ilegítimo presidente, mas um legítimo representante dos interesses privados Temer se expressou corretamente, afinal, para aqueles interessados na privatização de todo o sistema carcerário realmente este foi um acidente pavoroso, pois coloca a superioridade do modelo defendido por eles sob suspeita.

    • Eles querem privatizar tudo, exceto seus prejuízos

      Até os recursos públicos eles privatizam através do roubo. A única coisa que eles querem socializar são seus prejuízos.

      E chamar essa tragédia anunciada de acidente é um atestado de burrice. Acidente é uma coisa que acontece casualmente, o que não é o caso de massacres da população carcerária do Brasil, devido às suas péssimas condições e à sua superlotação e também porque tal população é constituída basicamente de pretos, pobres e putas. Para a elite, pretos, pobres e putas não valem nada;

  10. Excesso de mesóclise e falta de ação

    Não tem nada mais a cara do desgoverno que aí está do que se esconder – ele sempre se esconde – e, quando aparece, solta uma frase absolutamente triste.

  11. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome