Temer nega uso da Força Nacional, mas oferece Forças Armadas para presídios

Jornal GGN – Cercado por uma crise no sistema penitenciário que culminou em mais de 130 mortes de detentos em menos de duas semanas, o presidente Michel Temer decidiu admitir que as rebeliões estão se espalhando pelo País e permitiu que o Ministério da Defesa empregue as Forças Armadas na segurança interna dos presídios.

Segundo reportagem da Folha, essa foi a solução anunciada por Temer nesta terça (17), após reunião com governadores que queriam o uso da Força Nacional para conter a crise nos presídios. O governo federal, contudo, explicou que a Força Nacional é um instrumento que não poderia ser utilizado nesse tipo de requerimento sem afrontar a Constituição. A instituição foi criada para atuar em casos pontuais, disse.

O porta-voz da Presidência Alexandre Parola afirmou, segundo relatos do jornal, que os agentes militares farão “inspeções rotineiras em busca de materiais proibidos” nas instalações prisionais e atuarão em conjunto com as polícias locais, hoje responsáveis pela vistorias. O Ministério da Defesa será responsável pela operação com anuência dos governadores, uma vez que as carceragens são estaduais.

O encontro entre Temer e os governadores também  projetou a criação de uma comissão nacional para reforma do sistema prisional, com as participações de integrantes dos Poderes Legislativo e Judiciário e da sociedade civil.

9 comentários

  1. Numa espécie de sincronicidade
    Numa espécie de sincronicidade, enquanto lia o post passou um amarelinho cheio de estudantes da área rural….transporte escolar que jamais teria se tornado real pela vontade dessa elite golpista. Vendo o onibus passar tive a sensaçao de estar presenciando um presente que logo logo sera passado e ficara na memoria do povo como um tempo de pertencimento descontinuado/interrompido pelo golpe de Estado dado por esta narcoelite.

    • Golpistas , em uma melhor
      Golpistas , em uma melhor análise todos os políticos (99%) são golpistas porque dão Golpes no povo a cada eleição. Mas para admiradores de determinado partido, ou melhor seita, só alguns são golpistas… Ah como se eles também não fizessem parte da elite. Ou é ingenuidade demais ou lavagem cerebral. Esse discurso não cola mais. Game over.

  2. Entreguismo: FFAA estão dentro!

    A MISSÃO DO MINISTÉRIO DA DEFESA (Do portal=http://www.defesa.gov.br/):

    “Coordenar o esforço integrado de defesa, visando contribuir para a garantia da SOBERANIA, dos poderes constitucionais, da lei e da ordem, do PATRIMÔNIO NACIONAL, a SALVAGUARDA DOS INTERESSES NACIONAIS e o incremento da inserção do Brasil no
    cenário internacional.”

    Ao contrário do que se espera, as forças armadas estão PARTICIPANDO do entreguismo, inclusive da vigilância de nosso espaço aéreo entregando-a a empresas privadas. Um escândalo!

    https://www.conversaafiada.com.br/economia/traira-quer-privatizar-vigilancia-aerea

  3. Generais e soldados voltando

    Generais e soldados voltando a serem capitães de mato. Pensei que depois da Guerra do Paraguai isso não mais voltaria.

  4. Nessa escalada de absurdos

    Nessa escalada de absurdos aonde irá parar esse governo usurpador? Mais perdido que cego em tiroteio, sem transparecer possuir nenhuma capacidade de enfrentar, e vencer(ou ao menos remediar), os graves problemas que o país enfrenta, faz agora o uso da apelação mais grotesca, que é essa de convocar para transformar as Forças Armadas em reles guardas de presídios. 

    Só desespero pode explicar essa tentativa de instrumentalizar uma instituição que representa a salvaguarda última da nossa soberania. Decerto que seus comandantes resistirão até o nível do motim a esse absurdo.  

  5. O Inimigo interno tá internado nas masmorras medievais

    quanto mais inimigos internos do exército combater, mais o externo tomará e controlará sua retaguarda e ele não pode mais nem bater em retirada, só restando se preparar psicologicamente pois não tem vaselina para as estocadas. Eles só querem explorar sexualmente as mulheres do brasil e a riqueza do seu povo, deixando-os na miséria. O exercito não é melhoral, é piolhal

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome