Temer suspeita que foi gravado por Cunha, por André Barrocal

Atualizada em 25/07, para acréscimo de informação

Jornal GGN – Na noite em que Eduardo Cunha esteve no Palácio do Jaburu para conversar com Michel Temer, há a suspeita de que o deputado tentou gravar a conversa com o presidente interino, e Temer teria percebido e reagiu aos gritos. Segundo informações do repórter André Barrocal, de CartaCapital, Cunha tentou levar o bate-papo com memórias de negociatas que teria o conhecimento de Temer. Essa pode ter sido apenas uma das tentativas.

Na reportagem, Barrocal cita as articulações da dupla junto ao grupo Libra, no porto de Santos. E cita a seleção do escritório de advocacia Nelson Willians e Advogados Associados, sem licitação, para arbitrar uma questão com a CODESP – mesmo órgão onde Temer foi acusado de ter influência e receber propina nos anos 1990.

Em nota à imprensa nesta segunda (25), o escritório informou  que “foi um dos que apresentaram propostas para a coordenação da arbitragem entre o grupo Libra e a Codesp. E foi previamente escolhido por conta de sua proposta comercial, que considerou a singularidade e o alto grau de complexidade técnica dos serviços, além da qualificação dos profissionais da banca. Mas não chegou a ser contratado, foi apenas selecionado.”

“Quanto à participação do CEO do escritório, o advogado Nelson Wilians, em jantar no Palácio do Jaburu, deve-se ao lançamento do livro do jornalista Lira Neto (Getúlio), com a presença do então ministro do STF, Joaquim Barbosa, e outras autoridades da área jurídica – nada fora do institucional e republicano.”

Leia também:  Movimentos na luta contra a AIDS se manifestam contra mudanças na estrutura do Ministério da Saúde

Por André Barrocal

Da CartaCapital

O presidente interino Michel Temer anda tenso às vésperas de uma decisão final do Senado sobre o impeachment. Desconfia que pode ter sido gravado pelo deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), réu por corrupção na Justiça e à beira da cassação na Câmara.

A suspeita de Temer surgiu em um encontro recente com Cunha no Palácio do Jaburu, residência oficial da vice-presidência. O réu teria encaminhado a conversa de modo estranho, ao “lembrar” o interino de certas parcerias deles no passado. Histórias pouco republicanas, presumivelmente.

Ao sentir que poderia cair numa arapuca, o presidente em exercício teria reagido aos gritos com Cunha, no relato de uma pessoa ligada a Temer. Teria o deputado afastado gravado o interino em alguma outra oportunidade?

As ligações entre os dois peemedebistas são antigas, razão para Temer de fato se preocupar.

O presidenciável Ciro Gomes (PDT) diz e repete que quando foi deputado na mesma legislatura que os peemedebistas, de 2007 a 2010, a dupla atuava em conjunto. Cunha comercializaria leis sob os auspícios de Temer, presidente da Casa de 2009 a 2010.

A parceria, ao que parece, continuou mesmo depois de Temer deixar a Câmara e tornar-se vice-presidente da República, em 2011. Aconteceu, por exemplo, na atual Lei de Portos. Seria esta uma das “lembranças” colocadas à mesa por Cunha diante de Temer?

No segundo semestre de 2013, houve uma reunião entre Cunha, Temer e um empresário do grupo Libra, terminal portuário até hoje com pendências financeiras perante órgãos públicos e doador de recursos eleitorais para o interino. Foi no Jaburu e serviu para discutir a situação da empresa. Temer parecia empenhado em ajudar.

Leia também:  Lava Jato em Curitiba consegue congelar recursos do PSB e MDB

As condições para a ajuda haviam sido criadas pelo próprio Cunha, durante a votação da Lei de Portos na Câmara no primeiro semestre de 2013. Ele impediu o avanço do projeto até o governo Dilma Rousseff aceitar uma mudança no texto que favoreceria Libra.

A versão original da lei, proposta por medida provisória, proibia a renovação de contratos de arrendamento por terminais inadimplentes com o poder público. Era o caso de Libra, que há anos tenta na Justiça rever seu contrato com a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), um feudo político de Temer. Uma dívida bilionária, em valores atuais.

Graças a Cunha, a Câmara inseriu na Lei um dispositivo que retirava o veto à renovação de contratos por inadimplentes. Mais: incluiu a possibilidade de litígios contratuais serem resolvidos em comissão de arbitragem, ou seja, longe dos tribunais, com membros indicados pelas partes.

Para a salvação de Libra de consumar, no entanto, eram necessárias ações no âmbito do governo federal. Elas saíram do papel no segundo mandato de Dilma, quando o controle da Secretaria Especial de Portos fficou com Temer, por meio de um apadrinhado dele, o deputado Edinho Araújo (PMDB-SP), empossado ministro em janeiro de 2015.

Detalhe: na eleição de 2014, dois sócios de Libra, os irmãos Rodrigo Borges Torrealba e Ana Carolina Borges Torrealba, doaram um milhão de reais para Temer, dinheiro recebido pelo peemedebista em uma empresa aberta por ele para gerenciar recursos que repassaria a candidatos amigos.

Leia também:  Bolsonaro homenageia desembargador que impediu liberdade de Lula

Em outubro de 2014, bem no meio meio da eleição, o grupo Libra pediu à Codesp e à Secretaria de Portos a criação de uma comissão de arbitragem para discutir o litígio bilionário.

A comissão foi criada em setembro de 2015. No mesmo mês, o então ministro Edinho Araújo autorizou a renovação do contrato de Libra no Porto de Santos. Deixou o cargo dias depois.

Em março deste ano, a Codesp selecionou, sem licitação, o escritório Nelson Wilians & Advogados Associados para coordenar a arbitragem. Um escritório que teria ligações com o PMDB, segundo o jornal Folha de S. Paulo.

Wilians já teria participado de jantares com Temer no Jaburu. E manteria algum tipo de parceria no Rio Grande do Sul com o filho do ministro-chefe de Casa Civil de Temer, Eliseu Padilha.

Se a comissão de arbitragem cancelar algum montante da dívida de Libra com a Codesp, o investimento de um milhão de reais em Temer por parte dos irmãos Torrealba na eleição de 2014 terá compensado.

 

 

24 comentários

  1. Mas nao tem um mes que eu

    Mas nao tem um mes que eu falei pro blog que Cunha tinha gravacoes ilegais e o comentario foi cortado?

    Eu falei ou nao falei isso, GGN?

  2. Cambada de ratos !

    É isto que Aécio, Gilmar, PGR, Serra, Moro, dentre outros, deixou para o país. Falta agora os digníssimos SENADORES da República, como gostam de serem chamados.

    • golpe

      Para que não vá ficando no esquecimento:o maior e primeiro respnsável por esta esculhambação toda é o aecim que quis tomar posse na Presidência.Esse elemento, primeiro golpista, anti-democracia, merece todo desprezo pela falta absuluta de caráter.Tem que ser cobrado por  todas maluquices do governico do cunha, entreguista, misógino e usurpador.E ainda vai dizer que apenas cumpre ordens de FFHH, pra tirar e dele da reta !

  3. Como uma notícia desta, chega

    Como uma notícia desta, chega aos OUVIDOS DE MINISTROS DO STF, como será que eles reagem – se é que reagem?

    Descrença, incrédulos, sei que existe – mas finjo que nada sei…

  4. de repente tem deles também…

    que talvez venha de uma época que em que era possível, com ajuda da mídia, já mais que golpista, conspiradora

    colar qualquer “cosa nostra suprema” no PT

  5. o temer aos gritos com o

    o temer aos gritos com o cunha: pago para ver. muito mais fácil o cunha aos berros com um temer correndo pro quarto e trancando a porta. lívido. não há chá de marcela que o acalme. por hora ele conta com os golpistas-renitentes-pústulas do nosso país.

  6. Autor de mal-feito tem que

    Autor de mal-feito tem que temer, mesmo. O serviço de traidor é trair, oras…

    Paranoia, lembrei do final de “A Conversção”, do Coppola…

  7. Uma delação do Cunha muito

    Uma delação do Cunha muito provavelmente resultaria num golpe dentro do golpe. PSDB, DEM, mídia amiga e empresariado não teriam escrúpulos em se livrar do aliado incômodo. Um PT ressentido se prestaria ao papel de insuflar a queda de Temer, fazendo o serviço sujo para os tucanos. Talvez num acordo, Temer sairia de boa em troca de proteção no Judiciário. Aí, o PSDB assumiria o poder efetivo e teria toda força para acabar com que resta de estado de bem-estar social no país, com a imagem de único partido “santo” no país, tendo “tinta” na caneta para eleger uma bancada gigantesca em 2018, fazendo maioria com o DEM e o Centrão.

    • Uma delação do Cunha muito

      É um caminho.

      Mas não sei por que “um PT ressentido se prestaria ao papel de insuflar a queda de Temer, fazendo o serviço sujo para os tucanos”.

      Se o Cunha delatar o PT só pode apoiar e se não apoiar é por que tem rabo preso. Suponho que a delação de Cunha vai pegar quem se vendeu e com provas. Nada mais correto ao PT do que apoiar até por que o Maia tem citações na vazajato.

      Salvo se o PGR agir como tem feito: ao contrário do que disse quando da posse, o pau só bate em Chico. Os Franciscos da vida, travestidos de Aécio e outros quetais, seguem livres, leves e soltos.

      A lista de Furnas, prenhe de tucanos, alguns bem gordos, um  quiçá parisiense por adoção própria, anda e desanda mas não sai de cena. Nem por isso o PGR se dá por achado.

      A de-lhe óleo de peroba na hora de barbear.

       

  8. É posivel

    Embora Cunha é tão articulado e esperto que já deva ter registro de tudo e de todos, seja com documentos ou gravações.

    Este episódio más recente parece-me uma cópia da ação bem sucedida (diga-se) do Machado, que lhe permitiu estar hoje na beira da piscina da sua mansão, mesmo com tornozeleira. Cunha pode ter sido cooptado para fazer esse mesmo tipo de serviço há algum tempo atrás.

    Cunha já deve estar agindo por conta da futura premiação, provavelmente em combinação com a PGR, na defesa dele e da sua família.

  9. suspeita

    Se o cara só supeita, é uma besta quadrada. Qual malandro vai se meter num trampo desses sem garantir um seguro de vida?

  10. Então…………

    Porque será que eu não mais me surpreendo !!!!!!!!!!!!

    Bando de FDP que assaltaram a Nação, e agora posam de democratas e republicanos salvadores da Pátria !!!!!

    Vão para o lixo, onde é seus lugares, cretinos !!!!!!!!!!!!!!

  11. Cunha vai delatar Moro, os

    Cunha vai delatar Moro, os donos da globo e mais alguns do stf. Duvida? 

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome