“Todo mundo tem seu pecado”, disse relator de impeachment de Dilma

 
Jornal GGN – Reportagem de abril de 2012 mostra que o deputado Jovair Arantes (PTB-GO), hoje relator do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff e autor do parecer favorável à sua saída, naquele ano pediu doações para a campanha eleitoral à prefeitura de Goiânia à Carlinhos Cachoeira, que estava preso pela PF.”Eu pedi ajuda para a minha campanha. Se ele praticou crime, não é problema meu. Todo mundo tem seu pecado e sua virtude”, manifestou há quatro anos.
 
Do G1
 
 
Publicado 03/04/2012
 
Jovair Arantes disse que pediu a contraventor dinheiro para campanha. ‘É uma vergonha proibir jogos no Brasil’, afirmou o parlamentar
 

O deputado Jovair Arantes (PTB-GO) afirmou nesta quarta-feira (3) que pediu a Carlos Augusto Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira, doações para a campanha eleitoral para a Prefeitura de Goiânia. Arantes vai disputar a eleição municipal de outubro. O deputado também defendeu a legalização de jogos de azar no Brasil.

Arantes e mais três deputados aparecem em gravações feitas pela Polícia Federal em conversas com Cachoeira, preso em fevereiro pela PF sob a acusação de comandar um esquema de jogo ilegal em Goiás.

“Eu pedi ajuda para a minha campanha. Se ele praticou crime, não é problema meu. Ele é um empresário bem sucedido em Goiás. Todo mundo tem seu pecado e sua virtude. Eu não sou palmatória”, afirmou.

O presidente da Câmara, Marco Maia, afirmou nesta quarta que avalia a realização de investigações na Casa para apurar se houve irregularidades no envolvimento dos deputados com o contraventor.

Ele não descartou a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar o caso. Outra possibilidade, segundo Maia, é a abertura de investigação no Conselho de Ética da Câmara.

Jovair Arantes nega que tenha cometido irregularidades. “No meu caso, não houve quebra de decoro. Quebra de decoro haveria se eu tivesse ligado para o Fernandinho Beira-Mar”, afirmou. Luiz Fernando da Costa, conhecido como Fernandinho Beira-Mar, um dos chefes do tráfico de drogas do Rio de Janeiro, está preso na Penitenciária Federal de Segurança Máxima de Porto Velho.

Arantes também defendeu a legalização de jogos de azar no Brasil. “É uma vergonha o jogo no Brasil não ser liberado. O Brasil é o único país da América do Sul que não tem jogo”, afirmou.

O deputado também disse considerar “natural” um parlamentar atender a pedidos de Cachoeira em órgãos públicos ou no Congresso. “A gente atende demanda de empresário o tempo todo”, disse.

 

3 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Maria Luisa

- 2016-04-07 16:16:18

E como tem

Essa Câmara é uma desmoralização que soh! São os 300 picaretas tentando derrubar uma presidente a forceps, sendo que a maioria da sociedade brasileira esta contra o golpe. Fazem isso com unico intuito de salvarem a propria pele e continuarem a picaratagem tranquilarmente.

Gardenal

- 2016-04-07 15:57:20

Com vocês o Jovair lendo o

Com vocês o Jovair lendo o "seu" parecer, escrito pelo Carlos Sampaio: [video:https://www.youtube.com/watch?v=JtHdqcrwnBY]

Gardenal

- 2016-04-07 15:57:19

Com vocês o Jovair lendo o

Com vocês o Jovair lendo o "seu" parecer, escrito pelo Carlos Sampaio: [video:https://www.youtube.com/watch?v=JtHdqcrwnBY]

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador