Celso Marconi, adeus!, por Urariano Mota

Mais de uma vez, ele declarou: “escrevo sobre cinema porque gosto  de cinema”. Mas o essencial nisto: ele era um pensador de cinema