Lula, o Encantado. Por Luis Mendes

No palanque transforma-se num Uirapuru, todos fazem silêncio para ouvi-lo! Feito as flechas de Oxóssi, suas palavras são certeiras e fere a hipocrisia por isso é odiado.

Lula, o Encantado

por Luis Mendes

O Lula deve ser alguma espécie de entidade, um Exu! Um encantado como dizia Jorge Amado. Um Exu daqueles danado e desconcertante de pé, na encruzilhada da história. Carrega com ele a própria dualidade, ou se ama ou se odeia! Ao mesmo tempo que consegue sentar ao lado de intelectuais e debater os problemas da sociedade, daqui a pouco está varando os sertões nordestinos feito um Corisco.

No palanque transforma-se num Uirapuru, todos fazem silêncio para ouvi-lo! Feito as flechas de Oxóssi, suas palavras são certeiras e fere a hipocrisia por isso é odiado.

Mas esse Lula também tem Oxum, consegue embalar os sonhos de muita gente na beira do Rio São Francisco. Sonhos sonhados desde o império! Tráz ouro em forma de programas sociais que transforma uma lamparina em algo incandescente que ilumina os quintais, trás luz para todos. Tráz de volta um João Cândido altivo, que reivindica mais uma vez as águas de Iemanjá.

Esse Exu Lula é danado demais! Ao invés de whisky prefere marafo! Ao invés de valsa prefere ouvir as músicas de seu conterrâneo lá de Exu de Pernambuco!

Mas esse Lula, também como Ogum e Yansan, gosta de combate, foi assim nas greves do ABC está sendo assim encarcerado.

Ele também tem um jeito de Oxalá velho, anda devagar e tranquilo ciente da sua própria história, não precisa impor a sua antiguidade. É respeitado pelo mundo inteiro.

Esse Lula tem um pouco de Xango, fez justiça para a própria justiça! Mas a balança da justiça, como sabemos, às vezes pende para o lado errado.

Mas o Lula é um Exu, ele é o próprio movimento e atemporal! Ele está encarcerado e ao mesmo tempo não está! Está nos muros, nos cartazes e na boca do povo que acende uma fogueira num acampamento. Como um ebó está assentado num tijolo das muitas universidades que mandou construir ou num caderno de uma criança que mandou para escola.

Esse Exu barbudo que é o Lula está esperando baixar nesse imenso terreiro vermelho que vai se transformando o Brasil. Talvez por isso alguns estão amarelos de medo, medo da entidade Lula, medo do Exu Lula.

Saravá velho caboclo, saravá Lula.

Luis Mendes é autor do livro Conversa de Encruzilhada, pela Editora Desconcertos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora