Minhas aventuras pela publicidade (II), por Izaías Almada

O primeiro filme da série “O sole mio” que realizei para a Gelato, criação da Mc Cann-Erickson inglesa, foi adaptado para o Brasil com o ator Rubens Brito e na voz de Murilo Alvarenga. 

Minhas aventuras pela publicidade (II)

por Izaías Almada

A Lynxfilm foi não só uma experiência profissional em início de uma provável carreira, mas foi, sobretudo, uma experiência de caráter humano excepcional.

No tempo em que lá trabalhei, encontrei em todos os departamentos da produtora pessoas que gostavam do que faziam (e o faziam bem), muitas delas ensinando-me o caminho das pedras.

Eu gostava de cinema, já tivera duas ou três experiências profissionais na área e pensava que em uma produtora como aquela eu só teria a ganhar em ensinamentos práticos, na possibilidade de vir a dirigir comerciais de propaganda mais à frente.

Quando? Impossível dizer àquela altura, mas hoje, vistas as coisas pelo retrovisor histórico e apelando para uma memória que aqui e ali dá alguns escorregões, posso dizer que no frigir dos ovos devo ter realizado ao redor de 300 a 400 comerciais para a televisão em 17 anos de atividade nessa área profissional.

Fui me acostumando ao ritmo do trabalho e, como me prometeu o Márcio Moreira, na metade do ano de 1976, fui contratado pela McCann-Erickson para trabalhar no departamento de Rádio e TV da agência.

Deixei na Lynxfilm muitos amigos, como o “Seu” Marcelo, o Tranquilo, o Silvio Matos, o José Gomes, todos do departamento de montagem, o Ruy Fujii, a Mara, o Dácio Bicudo, o Percy, a Yara, o Samuel, pessoal da produção, o Mamoru Miau e o Vicente Viney, diretores de filmes, fotógrafos como o Walter Silva (Picapau) e o japonês naturalizado brasileiro, com quem anos depois viria a realizar vários filmes: Kimiito Kato.

Entre os contatos da produtora, duas amizades que perduram até os dias de hoje: Antonio Cesar Marra e José Oscar Cintra que viriam criar muitos anos depois a Vídeo Express Produtora, onde trabalhei em campanhas políticas.

Leia também:  Tutela e burrice, por Rui Daher

Mas outros contatos me ensinaram ou pelo menos me mostraram como costumavam trabalhar. Como vender uma produtora para uma agência de publicidade. Em conversas com Sergio Tagliari, Bolívio e Pedro Grimaldi – além do Antonio Cesar e do Zé Oscar – fui aprendendo aos “trancos e solavancos”, como gosta de dizer uma amiga minha, a vender um produto.

Consultando a minha já velha e surrada Carteira de Trabalho, lá encontrei as datas de admissão e saída tanto na Lynxfilm S/A, bem como na McCann-Erickson Publicidade Ltda.: após o estágio, fui oficialmente contratado pela Lynx em 01/julho/1975 e saí em 10/10/1976.

Cinco dias depois, em 15 de outubro de 1976 fui contratado pela Mc Cann, deixando a empresa em 10 de setembro de 1980. Nesses quatro anos, fui enviado por um mês para Londres para um estágio na agência inglesa e acompanhei filmagens da Coca-Cola em Portugal e nos Estados Unidos.

Passei a trabalhar como diretor “freelancer” durante um ano, quando recebi do produtor Paulo Dantas, que estava fechando a sua produtora no Rio de Janeiro, a 2P, e junto com o empresário Luiz Eduardo Campelo Filho criamos em 1981 a Movi&Art Produções Cinematográficas que mantém suas atividade até hoje e uma das grandes produtores do mercado. Mas isso já outra história que contarei mais à frente.

Na equipe de criação da Mc Cann Erickson, conheci e trabalhei com Jailson Almeida, José Carlos Grillo, Ana Clélia, Cláudio Carillo, Paulinho de Almeida, Percival Caropreso, Erazê Martinho, De Diago, Fernando Leite, Cristina Carvalho Pinto, Márcia Russo, Carlinhos Alves, o Luiz Rodrigues Rocha (Luiz Orquestra), Marco Antonio Bichir, Maria Celina Pereira e Márcia Tucunduva no RTV. Um time para ninguém botar defeito.

Abaixo o leitor verá o primeiro filme da série “O sole mio” que realizei para a Gelato, criação da Mc Cann-Erickson inglesa e que foi adaptado para o Brasil com o ator Rubens Brito e na voz de Murilo Alvarenga.

Leia também:  Virado no Diabo 2, por Rui Daher

(CONTINUA)

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome