Moro x Bolsonaro, por Rui Daher

Depois do que hoje acompanhei nas telas, pensei possíveis situações de ruptura e retorno ao caminho da democracia, contra marreco, verme e vírus.

Moro x Bolsonaro

por Rui Daher

Como intuo que Luís Nassif e demais scholars do GGN irão se manifestar de forma mais inteligente sobre o assunto, deixo aqui, no BRD, sob aplausos do conselho celestial do “Dominó de Botequim”, aos gentis seguidores, pequena transmissão ao vivo sobre o dia político de 24 de abril. https://www.facebook.com/biocampodesenvolvimentoagricola/videos/584648962453885/

Depois do que hoje acompanhei nas telas, pensei possíveis situações de ruptura e retorno ao caminho da democracia, contra marreco, verme e vírus.

Nosso caminho para o abismo é inconteste e irreversível. Não tentem se convencer ser esse o caminho do planeta, causa da pandemia. A nossa é muito maior e menos possível de reversão. Perdemos e continuaremos perdendo todas as oportunidades de sermos uma nação respeitada e mais equânime.

Foda-se dirão os bolsonaristas, que acreditaram em manutenção do status restauranteur, mobilité, et tourisme. O que pensam terem construído será destruído, por governos fascistas, como o de Jair Bolsonaro, em que sei, votaram ou se abstiveram, e agora se arrependem ou escondem, neutros que foram.     

Os piores. Não aqueles que sempre foram ricos e que perenizaram o Acordo Secular de Elites. O caminho Amoedo, Meirelles, Geraldo, era eleitoralmente inviável, mas os meritocráticos de merda, que por se acharem lutadores e conseguirem um lugarzinho melhor na pirâmide da distribuição de rendas, graças à política econômica de Lula, votaram Bolsonaro.

Bobocas! Em poucos anos estarão fora! Não mais aeroportos, consumo conspícuo, empregos, CLT, garantias constitucionais, programas assistencialistas, acesso à educação formal, professores conscientes de métodos, como os de Paulo Freire, micro empreendedores de verdades, e não disfarçados em entregadores de pizzas ou estafetas de deliveries.

Não os chamarei de tupiniquins ou caipiras, porque a estes admiro. Talvez, provincianos de pouca leitura. Marilena Chauí, já os descreveu melhor do que me faz a revolta.

Querem saber? Vão, se já não foram, à merda. Merecem a maior, mais pastosa e fedida.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

3 comentários

  1. Prezado Rui, estes momentos exigem a tua polidez crua e verdadeira.
    Escolher o futuro da terra de santa cruz ente as propostas globo&moro e bolsonarismo parece ser que tipo de m#$%@ queremos do cardápio.
    O Grande Presidente Lula entregou ao povo o mínimo indispensável e possível, tendo o cuidado de distribuir umas poucas migalhas do banquete dos de sempre, que incomodados viraram a mesa infelizmente com contribuição dos beneficiados.
    Direitos à vida, dignidade, etc, estão escritos em todas as constituições e religiões ( na do macedo e correlatos faltou espaço), na declaração dos direitos humanos essenciais para a civilidade, e devem ser defendidos o tempo todos. Aquele 1% não larga o osso, precisa lutar para fechar a boca destes lobos que não dormem e sempre tem o jornalismo sabujo da globo para defender o lado dele.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome