Quem não é Janderson Lacerda?, por Janderson Lacerda

Não tenho sempre certeza e nunca tive medo de sentir medo / Detesto o silêncio dos poetas e detesto a greve das canetas.

Quem não é Janderson Lacerda?

por Janderson Lacerda

Sempre achei repugnante a proposta de escrever uma redação que carregasse o tema: “Quem sou eu”? E se você, caro leitor, já passou por esta experiência, quase existencial, sabe o quanto isso é difícil. Afinal, eu posso achar que sou o que na realidade não sou. Confuso, não é? Talvez, Freud explique. Ou talvez, até o grande Sigmund, fosse reprovado por não conseguir escrever um texto que carregasse esta temática. A partir desta reflexão decidi fazer um exercício diferente: partirei da antonímia do meu ser para dizer quem eu não sou. Quem eu não sou? Isso mesmo! Vou me apresentar como eu não sou para quem sabe conseguir dizer quem eu sou. Convido a você, leitor, a fazer o mesmo exercício, é bem simples — quer ver?

Não sou religião, não sou direitista e muito menos burguês.

Não sou riqueza e nem avareza, mas também não sou miséria. E não suporto ostentação

Sou avesso à ignorância e a celebração da estupidez humana

Detesto soberba e a exploração dos mais simples. E digo não à elitização da cultura

Odeio nepotismo e a hipocrisia da pequena política partidária

Não sou Veja. Aliás, eu não vejo o jornal Nacional

Não partilho do pó mágico do plim plim e nem acredito no conto dos capitalistas

Detesto golpe do Baú e as “Fake News” plantadas pelos latifundiários da comunicação

Não sou barulho no cinema

Não sou laranja

Não sou água salgada

E nem Palmeiras

Leia também:  A culpa é de quem? É claro que é do Ali!

Não sou novela

Nem agitação

Não tenho sempre certeza e nunca tive medo de sentir medo

Detesto o silêncio dos poetas e detesto a greve das canetas.

Não sou gramático, mas viva a língua portuguesa.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora